PREVENÇÃO E PRIMEIROS SOCORROS EM GERONTOLOGIA
Segundo dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) ext...
Específico
Levar os participantes a identificar fatores de risco em ambiente doméstico e fora dele,
oferecendo orientações...
of 2

Prevenção e primeiros socorros em gerontologia

Published on: Mar 4, 2016
Source: www.slideshare.net


Transcripts - Prevenção e primeiros socorros em gerontologia

  • 1. PREVENÇÃO E PRIMEIROS SOCORROS EM GERONTOLOGIA Segundo dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) extraídos do senso 2010, a população idosa no Brasil é de 20.590.599 habitantes o que corresponde a 10,8% do total de brasileiros. O envelhecimento é um processo natural que faz parte da vida humana. Mesmo na senescência onde não há patologia instalada, uma série de mudanças acontece, as quais podem ser fatores de risco para agravos maiores. Entre essas alterações, pode-se citar a diminuição do campo e acuidade visual e auditiva, passiveis de acarretar danos maiores quando não há a assistência e orientações profissionais adequadas. Outra importante alteração é a diminuição da massa muscular com consequente prejuízo à mobilidade física, sendo a maior causa de quedas em pessoas idosas. Além dos fatores intrínsecos, há inúmeros fatores de risco ambientais que contribuem para acidentes e a adoção de medidas preventivas, garante que a pessoa idosa possa movimentar-se com independência e segurança o que culmina com a manutenção e melhora da qualidade de vida. Diante de um acidente ou mal súbito, os primeiros socorros vão fazer toda a diferença na evolução do estado da pessoa idosa. Para tal, é imprescindível que o socorrista tenha os conhecimentos básicos, tanto práticos como teóricos e o equilíbrio emocional para agir com bom senso e calma, evitando sequelas irreversíveis. Carga horária (teórico e prático): Total: 16 horas Finais de semana Sábado: de 8 a 18 horas Domingo: de 8 a 18 horas Poderá também acontecer em período noturno, diante das possibilidades dos interessados. Investimento: Sob consulta. Objetivo: Geral Capacitar os participantes para ações que sejam efetivas na prevenção de acidentes com pessoas idosas e que, diante de um fato concreto, sejam capas de tomar as atitudes corretas, com segurança, evitando maiores consequências para a saúde, aumentando a expectativa de vida saudável das pessoas idosas, inclusive para aquelas frágeis, com algum tipo de incapacidade ou que requeiram cuidados especiais. 10/2012
  • 2. Específico Levar os participantes a identificar fatores de risco em ambiente doméstico e fora dele, oferecendo orientações para adaptações necessárias. Identificar situações que constituam urgência ou emergência aplicando os primeiros socorros necessários. Público-alvo: Profissionais, familiares e cuidadores de pessoas idosas que reconheçam a importância da prevenção de acidentes e dos primeiros socorros. Número de vagas: Mínimo de 25 (pagantes) e máximo de 35 Conteúdo Programático: Prevenção: fatores de risco extrínsecos e intrínsecos e adaptações Quedas Intoxicações Atropelamentos Incêndio Asfixia Hemorragias Queimaduras Traumatismos Metodologia: Aulas expositivas com apresentação dialogadas Aula pratica com simulação Material Didático: Durante o período de desenvolvimento do curso, todos os materiais estarão disponíveis para consulta no site www.technocare.net.br, mediante entrega dos mesmos pelos professores. Pré-requisitos: a) Carta de Apresentação Captação de recursos e ampliação das possibilidades de acesso: Podemos estabelecer parcerias com Instituições de caráter público e a cada 2 participantes pagantes disponibilizar 1 vaga com bolsa de abatimento de 25%. Profissionais associados a Instituições parceiras têm 10% de desconto. Coordenadores do Curso: TECHNOCARE Zulmira 10/2012

Related Documents