Relevância e prioridade da informaçãoRelevância e prioridade da informação
Aldo de Albuquerque BarretoAldo de Albuquerque ...
Informação e sua
apropriação
 A viabilidade da iapropriação se realiza pela
manifestação do fenômeno da informação
como s...
A ESSÊNCIA DO FENÔMENO DA INFORMAÇÃO
A informação é assimilada na realidade dos receptores.
E se transfere dos estoques or...
ESTOQUES E CONHECIMENTO: a passagem
A informação sintoniza o mundoA informação sintoniza o mundo
 É neste sentido que a informação sintoniza o
mundo, pois re...
O Fluxo interno e os fluxos externosO Fluxo interno e os fluxos externos
OS FLUXOS DE INFORMAÇÃOOS FLUXOS DE INFORMAÇÃO
 os fluxos de informação se deslocam em
três níveis: em um primeiro nível ...
FLUXOS DE SEGUNDO NÍVEL
 ocorrem nas extremidades do fluxo interno.
 Os fluxos externos são aqueles que por sua
atuação ...
DOIS FLUXOS EXTERNOSDOIS FLUXOS EXTERNOS
 No fluxo externo da direita, existe uma
(in)tensão de que, a informação
gerada ...
A qualidade da informação
Na gestão da informação existem
configurações de informação que podem
ser colocadas em zonas de...
Relevância e prioridade
da informação
 RELEVANTE : tudo aquilo que possui uma
condição de utilidade, que é a qualidade da...
As zonas de qualidadeAs zonas de qualidade
RELEVÂNCIA E PRIORIDADE DA INFORMAÇÃORELEVÂNCIA E PRIORIDADE DA INFORMAÇÃO
 A zona de excelência seria a zona indicada pe...
Contato
aldobar@globo.comaldobar@globo.com
of 14

Políticas de informação

Palestra em Conferência do Cinform, Salvador, Bahia
Published on: Mar 4, 2016
Published in: Technology      
Source: www.slideshare.net


Transcripts - Políticas de informação

  • 1. Relevância e prioridade da informaçãoRelevância e prioridade da informação Aldo de Albuquerque BarretoAldo de Albuquerque Barreto
  • 2. Informação e sua apropriação  A viabilidade da iapropriação se realiza pela manifestação do fenômeno da informação como sendo a percepção do conteúdo das narrativas de informação pela consciência de um indivíduo.
  • 3. A ESSÊNCIA DO FENÔMENO DA INFORMAÇÃO A informação é assimilada na realidade dos receptores. E se transfere dos estoques organizados para induzir ao conhecimento e ao desenvolvimento do indivíduo em sua realidade.
  • 4. ESTOQUES E CONHECIMENTO: a passagem
  • 5. A informação sintoniza o mundoA informação sintoniza o mundo  É neste sentido que a informação sintoniza o mundo, pois referencia o homem ao seu passado histórico, às suas cognições prévias, colocando- o em um ponto imaginário do presente, onde ele vislumbra a memória do passado e uma perspectiva de futuro. .
  • 6. O Fluxo interno e os fluxos externosO Fluxo interno e os fluxos externos
  • 7. OS FLUXOS DE INFORMAÇÃOOS FLUXOS DE INFORMAÇÃO  os fluxos de informação se deslocam em três níveis: em um primeiro nível os fluxos internos formam o sistema de armazenamento e recuperação da informação.  Este fluxo interno tem uma condição orientada por uma razão prática e de produtividade.
  • 8. FLUXOS DE SEGUNDO NÍVEL  ocorrem nas extremidades do fluxo interno.  Os fluxos externos são aqueles que por sua atuação exibem a essência da relação informação e conhecimento.  Ligam o pensamento do emissor, via uma inscrição da informação ao o conhecimento potecncial gerado no receptor.  Uma cadeia: PENSAMENTO  INFORMAÇÃO  CONHECIMENTO
  • 9. DOIS FLUXOS EXTERNOSDOIS FLUXOS EXTERNOS  No fluxo externo da direita, existe uma (in)tensão de que, a informação gerada pelo autor possa ser assimilada como um conhecimento pelo receptor.  No fluxo externo da esquerdo realiza a transferência do pensamento do autor para criação de um documento de informação
  • 10. A qualidade da informação Na gestão da informação existem configurações de informação que podem ser colocadas em zonas de qualidade intensa pela sua: RELEVÂNCIA e PRIORIDADE
  • 11. Relevância e prioridade da informação  RELEVANTE : tudo aquilo que possui uma condição de utilidade, que é a qualidade das coisas materiais e imateriais em satisfazerem nossas necessidades.  PRIORIDADE : é a qualidade do que está em primeiro lugar; o que antecede aos outros em tempo, lugar, ou classe na prática de alguma coisa. Prioridade não é precisão (precision)
  • 12. As zonas de qualidadeAs zonas de qualidade
  • 13. RELEVÂNCIA E PRIORIDADE DA INFORMAÇÃORELEVÂNCIA E PRIORIDADE DA INFORMAÇÃO  A zona de excelência seria a zona indicada pelo circulo vermelho. Em oposição a está a parte do estoque com os documentos não relevantes e não prioritários que devem ser eliminados do acervo.  A zona ao lado o da de excelência pode indicar que existe uma quantidade de informação relevante mas não prioritária no momento de avaliação. No tempo do planejamento de férias, por exemplo, esta informação pode tornar-se relevante e prioritária, caso contenha conhecimento sobre este tema.  A zona abaixo à de excelência mostra que que existem documentos sem utilidade (relevantes) naquele contexto informacional, por questões de abrangência ou por serem marginais ao foco do fazer atual, mas que podem ter uma prioridade potencial no futuro e devem ser preservados.
  • 14. Contato aldobar@globo.comaldobar@globo.com

Related Documents