m: . 4 1m
arme-nume
mm n man-m
Numnvmu
busunxmurwxì
u. “ agnvnenmw
mom r‘: un? e rnrwwcv Aema
vvcnnnnwmnhu w wnwsm‘
«m...
EHI Iflllîìfîîîrî
asma a eyca
mamemawu
una! n mzlhk"
w A ma
drrs cmpos d"
ne nàu mm
5M mamma.
a. m1 uxaîclnu‘ e
Aswn. ...
37:35.1
A palavra "ética" vem do grego
ethos e significa aquilo que
pertence ao "bom costume",
"costume superior"...
il, pois,
damenî? "a
as e hàbitos
Na filosofia classica, a ética
buscava a fundamentacào
teorica para encontrar o mel...
A ética também nào deve ser
confundida com a lei, embora
com certa frequència a lei tenha
como base principios éticos. A...
[lini Hll lilmu/ {u [mi
sipmirra:
No esmu un vusuma da
umana, us piumato; lulosofns
san chunaans t): u! !-
smancos n...
Ética no filosofia lare’-
socrcîtico
No estudo da història da
filosofia, os primeiros filòsofos
sào chamados de pré-
socrà...
Aquilo que une os filosofos pré-
socraticos é a preocupacào em
perguntar e compreender a
natureza do mundo. Queriam
ente...
É fico Socrcîtico
Para Socrates, o homem se torna objeto de
investigacào do ponto de vista ético. Ele é
investigado per...
É fico sofistico
Periodo curto mas de grande
importància, no séculos IV e V a. C. e
envolveu poucos, porém grandes
intel...
Antes de mais nada, os sofistas se preocupavam em
manejar minuciosamente as técnicas de discurso, a tal
ponto que 0 inte...
EHI Iflllîìfîîîrî
asma a eyca
mamemawu
una! n mzlhk"
w A ma
dvs cmpos d"
ne nàu eram
5M mamma.
a. m1 uxaîclnu‘ e
Aswn....
Integrantes: Camila, Leonarcla,
Liliana, Rodriga e Victor.
of 13

Prezi ética lili scotta 34 mp

34MP
Published on: Mar 4, 2016
Published in: Education      
Source: www.slideshare.net


Transcripts - Prezi ética lili scotta 34 mp

  • 1. m: . 4 1m arme-nume mm n man-m Numnvmu busunxmurwxì u. “ agnvnenmw mom r‘: un? e rnrwwcv Aema vvcnnnnwmnhu w wnwsm‘ «mamma» su w «a wlqmu- «una: ma o-sxdx vmìpqwrx nnumflmas w untcmma ns m armo: 4011x7040; ram? “ w anwah-uvxnle 3:» wumumm nmrcrtdnq-a‘ mauwfl“ mummia mamma‘ muaw, “ma m su mrsmu nmzaaîu hym e aumènm m. “ Vumbèm m u. .. Lunrunmm . m‘ mm. mm ram "mm . le! m. .. M ma. “ «(un m: m”. un. ” uyn . .9 man" m. w WNueMm m“ Emma w nmvmuvflvmmas acumpnrp: rovras m. “ w «m. «mmw xmlu m. ‘ ornata-Arma . 25m; pur miro m: a ‘e: m“, w m». uuamu 4 mm, mmlîms un 25mm n.1 mm ÉTICA
  • 2. EHI Iflllîìfîîîrî asma a eyca mamemawu una! n mzlhk" w A ma drrs cmpos d" ne nàu mm 5M mamma. a. m1 uxaîclnu‘ e Aswn. a su cnmlîm qua 5 unmumdus Nn musnna c! huscava a un monta par! W“ modo un. vwel e muwa a mala! “ amangvdfls m: 4‘ mensa un ma»: uem un (manca ahvandm ° akuavmenly ma ce mnumloqwa www“- m accumula. ma e ma u Insma e sùtmwfll peuawm. W musmn eauznw 640mm Agnca lamhem mio neve se: uxvunduun mm a m emnum 00m ma Irequencnn n Le: mm mm Imse nnmlpvos euwa m; muam du que ucune cum a m uenìlum uunmum nude m mpeuao pelo Eszmk) ou pur uulms mnmuuus a cumpuv as nurmas elica nem ma quaìquer sangria pela dewbeulélvulu . . ma. .. un! nutm ma. a | eI noce su umwsa rulanìn a queafies ahranumas nn sirnpn da sum ÉTICA
  • 3. 37:35.1 A palavra "ética" vem do grego ethos e significa aquilo que pertence ao "bom costume", "costume superior", ou "portador de caràter". Principios universais, acòes que acreditamos e nào mudam independentemente do Iugar onde estamos. Diferencia-se da moral, pois, enquanto esta se fundamenta na obediència a costumes e habitos recebidos, a ética, ao contrario, busca fundamentar as acòes morais exclusiyamente pela razào.
  • 4. il, pois, damenî? "a as e hàbitos Na filosofia classica, a ética buscava a fundamentacào teorica para encontrar o melhor modo de viver e conviver. A ética incluîa a maioria dos campos de conhecimento que nào eram abrangidos na fisica, metafisica, estética, na logica, na dialética e nem na retorica. Assim, a ética abrangia os campos que atualmente sào denominados antropologia, psicologia, sociologia, economia, pedagogia, politica, e até mesmo educacào fisica e dietética.
  • 5. A ética também nào deve ser confundida com a lei, embora com certa frequència a lei tenha como base principios éticos. A0 contrario do que ocorre com a lei, nenhum individuo pode ser compelido, pelo Estado ou por outros individuos, a cumprir as normas éticas, nem sofrer qualquer sancào pela desobediéncia a estas; por outro lado, a lei pode ser omissa quanto a questòes abrangidas no escopo da ética.
  • 6. [lini Hll lilmu/ {u [mi sipmirra: No esmu un vusuma da umana, us piumato; lulosofns san chunaans t): u! !- smancos nurse: n; passar a ma da una uxxsuvam ama m Sncvaxzs, o (emu) pressatura «ma uma lmdènciu m hlosulus que epoca se Socrate: p al: mtsnm neuuus cene
  • 7. Ética no filosofia lare’- socrcîtico No estudo da història da filosofia, os primeiros filòsofos sào chamados de pré- socràticos. Apesar de passar a ideia de que existiram antes de Socrates, o termo pré-socratico indica uma tendéncia de pensamento, estando relacionado também com filosofos que viveram na mesma época de Sòcrates e até mesmo depois dele.
  • 8. Aquilo que une os filosofos pré- socraticos é a preocupacào em perguntar e compreender a natureza do mundo. Queriam entender a origem, aquilo que originou todas as coisas, o principio delas.
  • 9. É fico Socrcîtico Para Socrates, o homem se torna objeto de investigacào do ponto de vista ético. Ele é investigado perante suas acòes. Socrates deixa de acreditar no modelo homérico de virtude, onde herois e deuses com atitudes e acòes moralmente corretas sào sempre modelos a serem seguidos. O que Socrates queria propor é que o homem pudesse utilizar a razào para encontrar novos paradigmas éticos que o direcionassem a boas acoes. Cabe somente a0 homem ter controle sobre suas acòes para torna-Ias moralmente boas. Segundo esse pensamento, a nossa alma ou intelecto seria a motivadora de nossas acòes. Porém, existe uma triparticào da alma, e ela teria uma parte apetitiva a qual inclinaria o homem aos prazeres da vida. Essa busca pode enganà-Io, fazendo-o acreditar que muitas vezes que o falso seja verdadeiro. Para resolver este problema, Socrates recorre à teoria das Formas ou das Ideias. Faz-se necessario uma idéia una das coisas, ou seja, o conhecimento das Ideias que Ievaria o homem ao conhecimento do Bem e das boas acòes e isso dà porque o homem usa a parte intelectiva da sua alma.
  • 10. É fico sofistico Periodo curto mas de grande importància, no séculos IV e V a. C. e envolveu poucos, porém grandes intelectuais, pensadores e cientistas, dentre eles: Democrito, Protagoras, Gérgias e Hipias. Dominavam técnicas avancadas de discurso e atraiam muitos aprendizes. Eles nào ensinavam em um determinado Iocal, eram conferencistas itinerantes, viajando constantemente. Os sofistas ensinavam por meio de uma designacào geral de filosofia que compreendia uma série de conhecimentos nào abordados pela escola regular.
  • 11. Antes de mais nada, os sofistas se preocupavam em manejar minuciosamente as técnicas de discurso, a tal ponto que 0 interlocutor se convencesse rapidamente daquilo que estavam discursando. Para eles nào interessava se 0 que estavam falando era verdadeiro, pois 0 essencial era conquistar a adesào do publico ouvinte. A retorica dos sofistas nào se propunha a Ievar o interlocutor a questionar-se sobre a verdade dos fatos, dos principios éticos 0u dos sentimentos, a0 contrario, a retorica busca inculcar no ouvinte ideologias que sejam aproveitaveis para manipulacào do povo. Porém cabe ressaltar que naquela época os sofistas eram os unicos capazes de desenvolver uma cultura geral aprofundada e a0 mesmo tempo formar oradores eficazes.
  • 12. EHI Iflllîìfîîîrî asma a eyca mamemawu una! n mzlhk" w A ma dvs cmpos d" ne nàu eram 5M mamma. a. m1 uxaîclnu‘ e Aswn. a su cnmlîm que 5 unmumdus Nn musnna c! buscava a un monta par! W“ modo un. vwel e muwa a mala! “ amangvdfls m: 4‘ mensa un ma»: nem un (manca ahvandm ° akuavmenly ma ce mnumloqwa www“- m accumula. ma e ma u Insma e sùtmwfll peuawm. W musmn eauznw 640mm Agnca lamhem mio neve se: uxvunduun mm a m emnum 00m ma Irequencnn n Le: mm mm Imse nnmlpvos euwa m; muam du que ucune cum a m uenìlum uunmum nude m mpeuao pelo Eszmk) ou por uulms mnmuuus a cumpuv as normas elica nem ma quaìquer sangria pela dewbeulélvulu . . ma. .. un! nutm ma. a | eI noce su umwsa rulanìn a queafies anmnums nn sirnpn da sum ÉTICA
  • 13. Integrantes: Camila, Leonarcla, Liliana, Rodriga e Victor.