Pontuação textual
Vírgula ,
1 - Em datas, separando o nome da localidade
- Brasília, 21 de maio de 2008.
2 - Quando no início da frase usar ...
Vírgula ,
6 - Orações coordenadas assindéticas (São
orações coordenadas entre si e que não são
ligadas através de nenhum c...
Ponto-final .
1- Indica o término do discurso ou de parte dele.
- Façamos o que for preciso para tirá-la da situação em qu...
Ponto de interrogação ?
1 - Formular perguntas diretas:
- Você quer ir conosco ao cinema?
- Desejam participar da festa de...
Ponto de exclamação !
1- Depois de frases que expressem sentimentos distintos, tais como: entusiasmo, surpresa, súplica,
o...
Observações
* Quando a intenção comunicativa é expressar, ao mesmo tempo, questionamento e
admiração/espanto, o uso dos po...
Ponto e vírgula ;
1) Separar itens enumerados:
A Matemática se divide em:
- geometria;
- álgebra;
- trigonometria;
- finan...
Dois-pontos :
1 - Se vai fazer uma citação ou introduzir uma fala:
- Ele respondeu: não, muito obrigado!
- Vejamos como Af...
Aspas “ ”
1 - Citação de alguém:
- “A ordem para fechar a prisão de Guantánamo mostra um início firme. Ainda na edição, os...
Reticências ...
1- Indica que palavras foram suprimidas.
- Comprei lápis, canetas, cadernos...
2- Indica interrupção viole...
Parênteses ( )
1 - O uso dos parênteses inserindo explicação:
- O mártir da Independência (Tiradentes) deixou um exemplo r...
Travessão -
1) Indicar a mudança de interlocutor em um diálogo:
- Quais ideias você tem para revelar?
- Não sei se serão b...
Asterisco *
1) Nas remissões a notas ou explicações contidas em pé de páginas ou ao final de capítulos.
Ao analisarmos as ...
of 14

Pontuação textual

Aula sobre o uso da pontuação textual.
Published on: Mar 4, 2016
Published in: Education      
Source: www.slideshare.net


Transcripts - Pontuação textual

  • 1. Pontuação textual
  • 2. Vírgula , 1 - Em datas, separando o nome da localidade - Brasília, 21 de maio de 2008. 2 - Quando no início da frase usar sim ou não (como resposta) - Sim, vou sair. - Não, sairei somente amanhã. 3 - Em termos independentes entre si - A rua, os prédios, as casas, os pedestres, os carros fazem parte do cenário de uma grande metrópole. 4 - Expressões explicativas ou retificativas - Comi chocolate ontem, álias, anteontem. - João falou tudo a polícia, ou melhor, tudo o que sabia. - Amanhã vai começar as festas do mês de junho, isto é, as festas juninas. 5 - Termos deslocados. - O Brasil, eu amo.
  • 3. Vírgula , 6 - Orações coordenadas assindéticas (São orações coordenadas entre si e que não são ligadas através de nenhum conectivo) - Saiu correndo, pegou o trem, desceu do vagão, andou um pouco, chegou ao trabalho. 7 - Orações coordenadas sindéticas. (Ao contrário da anterior, são orações coordenadas entre si, mas que são ligadas através de uma conjunção coordenativa) - Correu para pegar o ônibus, mas chegou atrasado no trabalho. - Não fique triste, que tudo pode melhorar. 8 - Orações explicativas. - O ser humano, que é um ser racional, merece o melhor.
  • 4. Ponto-final . 1- Indica o término do discurso ou de parte dele. - Façamos o que for preciso para tirá-la da situação em que se encontra. - Gostaria de comprar pão, queijo, manteiga e leite. - Acordei. Olhei em volta. Não reconheci onde estava. 2- Usa-se nas abreviações - V. Exª. - Sr. - Obs.
  • 5. Ponto de interrogação ? 1 - Formular perguntas diretas: - Você quer ir conosco ao cinema? - Desejam participar da festa de confraternização? 2 - Para indicar surpresa, expressar indignação ou atitude de expectativa diante de uma determinada situação: - O quê? Não acredito que você tenha feito isso! (atitude de indignação) - Não esperava que fosse receber tantos elogios! Será que mereço tudo isso? (surpresa) - Qual será a minha colocação no resultado do concurso? Será a mesma que imagino? (expectativa)
  • 6. Ponto de exclamação ! 1- Depois de frases que expressem sentimentos distintos, tais como: entusiasmo, surpresa, súplica, ordem, horror, espanto: - Iremos viajar! (entusiasmo) - Foi ele o vencedor! (surpresa) - Por favor, não me deixe aqui! (súplica) - Que horror! Não esperava tal atitude. (espanto) - Seja rápido! (ordem) 2- Depois de interjeições - Ai! Que susto! - João! Há quanto tempo!
  • 7. Observações * Quando a intenção comunicativa é expressar, ao mesmo tempo, questionamento e admiração/espanto, o uso dos pontos de interrogação e exclamação é permitido. Observe: Ué, você por aqui?! Ela quer que eu vá embora?! Quem é que não conhece Coimbra?! * Quando se deseja intensificar ainda mais a admiração ou qualquer outro sentimento, não há problema algum em repetir o ponto de exclamação ou interrogação. Note: Não!!! – gritou a mãe desesperada ao ver o filho em perigo.
  • 8. Ponto e vírgula ; 1) Separar itens enumerados: A Matemática se divide em: - geometria; - álgebra; - trigonometria; - financeira. 2) Separar um período que já se encontra dividido por vírgulas: - Ele não disse nada, apenas olhou ao longe, sentou por cima da grama; queria ficar sozinho com seu cão.
  • 9. Dois-pontos : 1 - Se vai fazer uma citação ou introduzir uma fala: - Ele respondeu: não, muito obrigado! - Vejamos como Afrânio Coutinho trata este assunto: 2- Antes de um aposto (é um termo que empregamos para explicar, enumerar, resumir ou especificar outro termo.): - Três coisas não me agradam: chuva pela manhã, frio à tarde e calor à noite. 3- Antes de uma explicação ou esclarecimento - Lá estava a deplorável família: triste, cabisbaixa, vivendo a rotina de sempre.
  • 10. Aspas “ ” 1 - Citação de alguém: - “A ordem para fechar a prisão de Guantánamo mostra um início firme. Ainda na edição, os 25 anos do MST e o bloqueio de 2 bilhões de dólares do Oportunity no exterior” (Carta Capital on-line, 30/01/09) 2 - Expressões estrangeiras, neologismos, gírias: - Nada pode com a propaganda de “outdoor”. - Vou “deletar” aqueles arquivos indesejáveis.
  • 11. Reticências ... 1- Indica que palavras foram suprimidas. - Comprei lápis, canetas, cadernos... 2- Indica interrupção violenta da frase. “- Não... quero dizer... é verdad... Ah!” 3- Indica interrupções de hesitação ou dúvida. - Este mal... pega doutor? 4- Indica que o sentido vai além do que foi dito. - Deixa, depois, o coração falar...
  • 12. Parênteses ( ) 1 - O uso dos parênteses inserindo explicação: - O mártir da Independência (Tiradentes) deixou um exemplo raro de nacionalismo. 2 - Comentário intercalado pelo uso dos parênteses: - O vício que o dominava (hoje, o alcoolismo ceifa milhares de vidas) o destruiu completamente. 3 - O uso dos parênteses acrescentando uma reflexão:
  • 13. Travessão - 1) Indicar a mudança de interlocutor em um diálogo: - Quais ideias você tem para revelar? - Não sei se serão bem-vindas. 2) Separar orações intercaladas, desempenhando as funções da vírgula e dos parênteses: Precisamos acreditar sempre – disse o aluno confiante – que tudo irá dar certo. Não aja dessa forma – falou a mãe irritada – pois pode ser arriscado. 3) Colocar em evidência uma frase, expressão ou palavra: O prêmio foi destinado ao melhor aluno da classe – uma pessoa bastante esforçada. Gostaria de parabenizar a pessoa que está discursando – meu melhor amigo.
  • 14. Asterisco * 1) Nas remissões a notas ou explicações contidas em pé de páginas ou ao final de capítulos. Ao analisarmos as palavras sorveteria, sapataria, confeitaria, leiteria e muitas outras que contêm o morfema preso* -aria e seu alomorfe -eria, chegamos à conclusão de que este afixo está ligado a estabelecimento comercial. Em alguns contextos pode indicar atividades, como em: bruxaria, gritaria, patifaria, etc. * É o morfema que não possui significação autônoma e sempre aparece ligado a outras palavras. 2) Nas substituições de nomes próprios não mencionados. O Dr.* conversou durante toda a palestra. O jornal*** não quis participar da campanha.