APIMEC
Resultados 2T07
Agosto de 2007
1
Aviso
Eventuais declarações sobre eventos futuros que possam ser feitas durante essa
apresentação, relativas às perspe...
Agenda
Perfil Corporativo
Resultados 2T07
Destaques 2T07
...
Perfil Corporativo
4
Estrutura Organizacional
...
OHL Concesiones
A operação no Brasil é estratégica para o processo de crescimento da OHL Concesiones.
Portfolio da OHL Co...
Localização
... a noroeste da cidade de São Paulo...
O Estado de São Paulo representa aproximadamente 22% da população b...
Governança Corporativa
Novo Mercado – Bovespa
Apoio e comprometimento estratégico do Grupo OHL.
Transparência e...
Resultados 2T07
9
Destaques 2T07
Tráfego evoluiu 6,6% em termos pro forma comparando o 2T07 ao
2T06.
Receita líquida de serviços c...
Tráfego
Evolução do Tráfego (em Mil Veíc. Equiv.) Evolução do Tráfego (em Mil Veíc. Equiv.) - ...
Tráfego Consolidado vs. PIB
Comparação com o mesmo período do ano anterior:
Tráfego OHL¹
P...
Receita Líquida
Evolução da Receita Líquida (em R$ Mil) Evolução da Receita Líquida (em R$ Mi...
EBITDA Ajustado
...
Resultado Financeiro
Var % ...
Endividamento
Endividamento Bruto (R$ MM) ...
Lucro Líquido (R$ Milhões)
Ano 2006
...
Investimentos (R$ Milhões)
CAPEX (Real e Estimativa) Distrib...
Outras Informações
19
Volume (R$ Milhões)
10,0
...
Responsabilidade Social
Resumo quantitativo dos projetos até Junho 2007
...
Perspectivas
22
2ª Fase - Concessões Federais
Lotes Federais: 07 PPP
...
2ª Fase - Concessões Estaduais
Lotes Estaduais (SP): 08 ...
Relações com Investidores
Contatos OHL Brasil S.A.: Endereço:
Francisco Leonardo Moura d...
of 25

Por.Apimec 2 T07

Published on: Mar 4, 2016
Source: www.slideshare.net


Transcripts - Por.Apimec 2 T07

  • 1. APIMEC Resultados 2T07 Agosto de 2007 1
  • 2. Aviso Eventuais declarações sobre eventos futuros que possam ser feitas durante essa apresentação, relativas às perspectivas de negócios da Companhia, projeções e metas operacionais e financeiras, têm como base crenças e suposições de nossa Administração, bem como informações atualmente disponíveis para a Companhia. As declarações e informações sobre o futuro não são garantias de desempenho, envolvem riscos, incertezas e suposições, pois se referem a eventos futuros e portanto dependem de circunstancias que podem ou não ocorrer. Os resultados futuros e a criação de valor para os acionistas poderão diferir de maneira significativa daqueles expressos ou sugeridos pelas declarações com relação ao futuro. Muitos dos fatores que irão determinar estes resultados e valores estão além da capacidade de controle ou previsão da OHL Brasil. 2
  • 3. Agenda Perfil Corporativo Resultados 2T07 Destaques 2T07 Outras Informações Perspectivas 3
  • 4. Perfil Corporativo 4
  • 5. Estrutura Organizacional Grupo OHL Grupo internacional de construção, concessões e serviços Fundado há mais de 90 anos, com presença em 16 países 100,0% Dois “core business” independentes: Construção e Concessões. Receita Líquida 2006: € 3,3bn; e EBITDA 2006: € 489,2mm 100,0% CAGR Receitas 1995-2006 de 32,2% Partícipes en FREE FLOAT Brasil S.L. 52,1% 40,0% FREE FLOAT Acionistas # de ações % Janus 4.524.600 6,6% Kendall Develops S.L. 3.444.445 5,0% 7,9% Outros 19.586.517 28,4% TOTAL FREE FLOAT 27.555.562 40,0% 100,0% 100,0% 100,0% 100,0% 100,0% 100,0% 4,68% Latina Paulista SPR STP Manutenção Infra-estrutura 100,0% 5
  • 6. OHL Concesiones A operação no Brasil é estratégica para o processo de crescimento da OHL Concesiones. Portfolio da OHL Concesiones Principais Números Rodovias Extensão Part. (Km) (%) (€ mm) 2006 2005 Var % M Autovia M-45 8,3 100% Vendas 333,4 249,7 33,5% Autopista Aeropuerto Barajas 8,2 100% EBITDA 253,5 152,1 66,7% Espanha Intervias 371,2 60% Carteira 23.856,3 16.744,1 42,5% Autovias 316,5 60% Centrovias 219,5 60% Distribuição Geográfica da Carteira 2006 236,6 3% Vianorte 60% Argentina Autopista del Sol 132,0 75% México México 22% Brasil Autopista Los Libertadores 119,0 75% 30% Espanha Camino Internacional Ruta 60 92,4 100% Chile 22% Sistema Carretero del Oriente 97,0 87% 23% Autopista Amozoc Perote 123,0 67% Brasil Autopista Ezeiza-Ca ñuelas 60,1 70% Evolução das Receitas (€ mm) Portos 333,4 249,7 Chile Muelle Inflamables Barcelona 20% 1,4% R: 3 166,4 C AG Puerto de Alicante 50% Argentina 127,1 17 Aeroportos 14 13 85,1 Aeropuerto Internacional de M éxico 50% 79,2 8 Aeropuerto Internacional de Toluca 33% 5 4 Ferrovias/Metrovias 2001 2002 2003 2004 2005 2006 Metrô Boadilla a Pozuelo (Madri) 51% Receita Líquida # de Concessões 6
  • 7. Localização ... a noroeste da cidade de São Paulo... O Estado de São Paulo representa aproximadamente 22% da população brasileira e 35% do PIB do país. Área de Atuação: Mapa: • População de 4 mm de pessoas • Um dos principais pólos de agronegócio do Brasil • Responsável por 32% do álcool combustível e 70% do suco de laranja exportado As rodovias administradas pela OHL Brasil são o principal veiculo de acesso das regiões produtoras, para: São Paulo: principal centro consumidor Porto de Santos: maior corredor de exportação nacional ... possibilita à OHL Brasil capturar os efeitos da expansão de negócios vinculados a atividades industriais e de agronegócio. 7
  • 8. Governança Corporativa Novo Mercado – Bovespa Apoio e comprometimento estratégico do Grupo OHL. Transparência e Proteção ao interesse dos acionistas minoritários. Tag-Along de 100% das ações. Estrutura do capital com 100% em ações ordinárias (igualdade de direito dos acionistas minoritários). Capital com 40% de Free Float. Conselho de Administração composto por 7 membros, sendo 1 independente. 8
  • 9. Resultados 2T07 9
  • 10. Destaques 2T07 Tráfego evoluiu 6,6% em termos pro forma comparando o 2T07 ao 2T06. Receita líquida de serviços cresceu 7,2% em termos pro forma, comparando 2T07 ao 2T06. EBITDA Ajustado R$86,4 milhões e margem de 60,8% da receita líquida no 2T07. Lucro Líquido de R$17,8 milhões no 2T07. Valorização das ações em 107,22% até 10 de agosto de 2007. 10
  • 11. Tráfego Evolução do Tráfego (em Mil Veíc. Equiv.) Evolução do Tráfego (em Mil Veíc. Equiv.) - Pro forma 39,6% 4,3% 6,6% 4,3% Vianorte Vianorte Intervias Intervias Centrovias Centrovias Autovias Autovias 6.257 6.568 6.568 6.380 6.257 11.384 12.278 11.384 12.278 11.535 11.535 4.473 4.940 4.811 4.473 4.940 4.811 4.617 5.036 5.139 4.617 5.036 5.139 2T06 1T07 2T07 2T06 1T07 2T07 Distribuição do Tráfego – 2T07 Tráfego Consolidado OHL Brasil (em Milhões Veíc. Equiv.) ,0% : 10 ral est 28,8 rim dioT 27,6 é c. M 24,8 C res 22,4 23% 18% 21,1 21,0 21,8 21,1 19,5 19,6 20,6 17,5 17% 42% 8,3 8,7 1T04 2T04 3T04 4T04 1T05 2T05 3T05 4T05 1T06 2T06 3T06 4T06 1T07 2T07 11
  • 12. Tráfego Consolidado vs. PIB Comparação com o mesmo período do ano anterior: Tráfego OHL¹ PIB 8,4% 6,6% 6,2% 5,7% 6,0%* 5,6% 5,4% 4,8% 4,5% 4,3% 4,1% 3,9% 3,7% 3,0% 3,0% 3,1% 3,1% 2,8% 2,8% 2,9% 2,2% 1,8% 1,5% 1,2% 1,0% 2004 2005 2006 1T05 2T05 3T05 4T05 1T06 2T06 3T06 4T06 1T07 2T07 -1,4% 0,98 1,00 0,59 1,39 2,21 0,38 0,32 0,44 -0,93 0,64 1,13 1,95 1,10* Elasticidade do Período ¹ Pro forma, inclui o crescimento de tráfego consolidado das 4 concessionárias do grupo OHL Brasil. * Projeção da OHL Brasil 12
  • 13. Receita Líquida Evolução da Receita Líquida (em R$ Mil) Evolução da Receita Líquida (em R$ Mil) - Pro forma 3,3% 7,2% 3,3% Vianorte Vianorte 40,0% Intervias Intervias Centrovias Centrovias Autovias Autovias 31.831 33.649 31.831 33.649 30.984 41.156 44.331 41.156 44.331 42.509 42.509 29.542 32.714 31.412 29.542 32.714 31.412 29.523 31.964 32.765 29.523 31.964 32.765 2T06 1T07 2T07 2T06 1T07 2T07 Distribuição da Receita Líquida – 2T07 Receita Líquida OHL Brasil (em R$ Milhões) ,2% a l: 9 rimestr 142,2 éd io T 137,7 c. M Cres 122,2 105,5 103,8 109,4 94,0 93,3 97,1 101,6 24% 23% 86,5 82,0 22% 45,3 47,0 31% 1T04 2T04 3T04 4T04 1T05 2T05 3T05 4T05 1T06 2T06 3T06 4T06 1T07 2T07 A cobrança eletrônica de pedágio representou 46,5% do faturamento no 2T07 13
  • 14. EBITDA Ajustado Var % Var % Var % EBITDA Ajustado (R$ mil) 2T07 1T07 2T06 1S07 1S06 2T07/1T07 2T07/2T06 1S07/1S06 Receita Líquida de Serviços 142.157 137.666 101.574 3,3% 40,0% 279.823 198.711 40,8% Custos dos Serviços Prestados (78.186) (80.131) (51.319) (2,4%) 52,4% (158.317) (101.865) 55,4% Amortização e Depreciação 49.530 50.261 28.424 (1,5%) 74,3% 99.791 55.801 78,8% Outras Receitas 84 - 58 - - 84 168 (50,0%) Despesas Gerais e Administrativas* (14.969) (15.723) (9.075) (4,8%) 64,9% (30.693) (15.964) 92,3% Despesas Tributárias (936) (960) (704) (2,5%) 33,0% (1.896) (1.386) 36,8% EBITDA 97.680 91.113 68.958 7,2% 41,7% 188.792 135.465 39,4% Ônus Fixo pago (11.265) (11.266) (4.079) (0,0%) 176,2% (22.531) (8.158) 176,2% EBITDA Ajustado 86.415 79.847 64.879 8,2% 33,2% 166.261 127.307 30,6% % EBITDA Ajustado S/ Rec. Líquida 60,8% 58,0% 63,9% 59,4% 64,1% * Inclui remuneração da Diretoria e Administração EBITDA Ajustado Margem EBITDA Ajustado (%) (R$ Milhões) ,4% l: 9 tra es 86,4 T rim 66,9 io 66,6 d 79,8 Mé 77,0 65,5 esc. 73,2 69,1 66,8 Cr 64,4 64,3 63,9 62,4 64,9 62,9 63,0 58,4 58,7 62,1 54,6 52,2 60,9 60,4 60,8 59,1 58,0 26,8 28,6 1T04 2T04 3T04 4T04 1T05 2T05 3T05 4T05 1T06 2T06 3T06 4T06 1T07 2T07 1T04 2T04 3T04 4T04 1T05 2T05 3T05 4T05 1T06 2T06 3T06 4T06 1T07 2T07 14
  • 15. Resultado Financeiro Var % Var % Var % Resultado Financeiro (R$ mil) 2T07 1T07 2T06 1S07 1S06 2T07/1T07 2T07/2T06 1S07/1S06 Receitas Financeiras 2.472 5.030 5.142 (50,9%) (51,9%) 7.502 11.382 (34,1%) Despesas Financeiras (18.971) (24.360) (11.960) (22,1%) 58,6% (43.331) (22.672) 91,1% BNDES/CEF (8.540) (8.700) (7.560) (1,8%) 13,0% (17.240) (15.128) 14,0% Outras Despesas Financeiras (8.787) (9.991) (3.095) (12,1%) 183,9% (18.778) (4.831) 288,7% Atualização Monetária do Ônus Fixo (1.644) (5.669) (1.305) (71,0%) 26,0% (7.313) (2.714) 169,5% Variação Cambial Líquida 18 26 (21) (30,8%) (185,7%) 44 27 63,0% Resultado Financeiro Líquido (16.481) (19.304) (6.839) (14,6%) 141,0% (35.785) (11.263) 217,7% % Receita Líquida 11,6% 14,0% 6,7% 12,8% 5,7% Distribuição das despesas financeiras (% do total) Evolução IGP-M (%) 2T07 1T07 2T06 1,1 9% 11% 23% 0,7 36% 45% 26% 63% 46% 41% 0,3 2T06 1T07 2T07 Atualiz. Ônus Outros Fin. BNDES/CEF 15
  • 16. Endividamento Endividamento Bruto (R$ MM) Endividamento Líquido (R$ MM) 589,7 585,0 466,8 537,4 429,1 416,3 262,6 249,6 246,0 236,6 303,7 290,0 283,4 276,3 266,3 273,7 207,6 200,3 204,4 1,5x 1,5x 261,9 1,4x 1,2x 236,0 118,2 224,0 216,0 199,2 186,2 327,1 335,4 0,9x 91,7 103,0 0,8x 225,3 214,7 291,4 291,4 0,5x 0,8x 67,7 66,0 67,4 74,5 75,7 0,4x 0,4x 51,0 51,6 1T05 2T05 3T05 4T05 1T06 2T06 3T06 4T06 1T07 2T07 1T05 2T05 3T05 4T05 1T06 2T06 3T06 4T06 1T07 2T07 Dívida CP Dívida LP Dív. Líq. / EBITDA Ajustado (Ult. 12 meses) Cronograma de Amortização (R$ MM) Encargos (Junho de 2007) 291,4 TJLP 1,3% CDI Outros 40,6% 58,1% 89,5 76,2 43,8 19,6 10,6 6,3 Jul/07 a Jul/08 a 2009 2010 2011 2012 2013 Jun/08 Dez/08 16
  • 17. Lucro Líquido (R$ Milhões) Ano 2006 R$ 99,4 milhões 40,8 Ano 2005 R$ 76,8 milhões 1S07 R$ 26,9 milhões 24,0 23,6 22,6 Ano 2004 R$ 25,2 milhões 18,4 17,5 17,6 17,8 14,0 11,7 9,2 5,6 2,3 3,3 1T04 2T04 3T04 4T04 1T05 2T05 3T05 4T05 1T06 2T06 3T06 4T06 1T07 2T07 17
  • 18. Investimentos (R$ Milhões) CAPEX (Real e Estimativa) Distribuição do CAPEX – 2T07 220,0* 191,8 Valor Total no período 188,1 2008 a 2010 22% 18% 169,1 292,0* 24% 36% 140,0 126,4 80,0 72,0 Programação 1S07 Autovias, Intervias e Vianorte terminaram suas “Ampliações Principais” e desenvolvem trabalhos de recuperação de pavimentos e melhorias em determinados dispositivos nas rodovias. 2004 2005 2006 2007E 2008E 2009E 2010E Centrovias continua duplicando a SP- 225, que tem previsão para terminar em *Previsão de Investimentos nas concessionárias Autovias, Centrovias, Intervias e 2007. Vianorte 18
  • 19. Outras Informações 19
  • 20. Volume (R$ Milhões) 10,0 12,0 0,0 2,0 4,0 6,0 8,0 33% 53% 73% 93% 113% 13% jul/05 jul-05 ago-05 ago/05 set-05 set/05 set-05 out/05 out-05 nov-05 nov/05 nov-05 dez/05 dez-05 jan-06 jan/06 OHL : 107,22% fev-06 BOVESPA :103,59% fev/06 fev-06 mar/06 mar-06 abr-06 abr/06 mai-06 mai/06 mai-06 jun/06 jun-06 jul-06 20 jul/06 jul-06 Cotação ago/06 ago-06 set-06 set/06 Performance da Ação até 10 de Ago. 2007 (Desde 13 de Julho de 2005) out-06 out/06 out-06 nov/06 nov-06 dez-06 dez/06 jan-07 jan/07 jan-07 Média diária de títulos negociados x Volume médio diário negociado fev/07 fev-07 mar-07 mar/07 abr-07 abr/07 abr-07 mai-07 mai/07 jun-07 Início Formador de Mercado jun/07 jul-07 jul/07 jul-07 0 100.000 200.000 300.000 400.000 500.000 600.000 700.000 Quantidade Títulos
  • 21. Responsabilidade Social Resumo quantitativo dos projetos até Junho 2007 Professores Concessionária Escolas Atendidas Alunos Beneficiados Acompanhados Autovias 94 102.330 1.231 Educação Centrovias 117 38.336 1.177 Intervias 251 181.798 7.586 Vianorte 457 116.121 899 Total 919 438.585 10.893 Concessionária Nome do Projeto Campanhas Atendimentos Autovias Saúde na Estrada 18 11.327 Centrovias Mais Saúde na Estrada 16 4.868 Saúde Intervias Saúde na Boléia 22 42.898 Intervias Posto do Caminhoneiro 1 15.426 Vianorte Pit Stop 11 23.873 Total 68 98.392 Plantio a efetuar Concessionária Plantio Efetuado (qte. Mudas) (qte. Mudas) Autovias 272.035 34.000 Meio ambiente Centrovias 254.978 23.943 Intervias 186.000 0 Vianorte 69.377 67.301 Total 782.390 125.244 Revista Nº de Edições Peridiocidade Tiragem Porta-luvas 3 Trimestral 450.000 Cultura (OHL Brasil) Concessionária Projeto Conformidade com Investimento Orquestra Sinfônica de Todas Ribeirão Preto Lei Rouanet R$ 862.000,00 21
  • 22. Perspectivas 22
  • 23. 2ª Fase - Concessões Federais Lotes Federais: 07 PPP Eixos rodoviários são chave na inter-conexão das regiões mais ricas do Brasil. Trechos Extensão Praças Lote 1 BR 153/ SP - Divisa MG/SP 321,6 Km 04 Lote 2 BR 116/PR/SC - Curitiba - Divisa SC/RS 412,7 Km 05 Lote 3 BR 393/RJ - Divisa MG/RJ (Via Dutra) 200,4 Km 03 Lote 4 BR 101 - Divisa RJ/ES (Ponte Rio Niterói) 320,1 Km 05 Lote 5 BR 381- Belo Horizonte - São Paulo 562,1 Km 08 Lote 6 BR 116/SP/PR - São Paulo - Curitiba 401,6 Km 06 Lote 7 BR 376 - Curitiba - Florianópolis 382,30 Km 05 2.600,8 Km 36 PPP – Estado da Bahia: 01 O projeto de PPP é uma grande oportunidade para o crescimento da OHL Brasil. Trechos Extensão Praças PPP BR 116/BA e BR 324/BA 637,0 Km 07 637,0 Km 07 23
  • 24. 2ª Fase - Concessões Estaduais Lotes Estaduais (SP): 08 Lotes Estaduais (SP) e PPP É muito importante para o crescimento do sistema rodoviário do estado de São Paulo. 8 Trecho Extensão 4 1 SP. 070 – Rod. Ayrton Senna/Carvalho Pinto 130,0 Km 2 SP. 065 – Rod. Dom Pedro I 280,0 Km 7 3 SP. 300 – Rod. Marechal Rondom (SP 280 a Lins) 360,0 Km 4 SP. 270 – Rod. Marechal Rondom (Lins a divisa SP/MS) 250,0 Km 5 SP. 270 – Rod. Rap. Tavares (Divisa SP/MS a Assis) 200,0 Km 3 5 6 SP. 270 – Rod. Raposo Tavares (Assis a SP 255) 180,0 Km 2 7 SP. 294 – Rod. Com. João Ribeiro de Barros (Bauru a divisa SP/MS) 340,0 Km 6 8 SP. 320 – Rod. Euclides da Cunha 240,0 Km 9 1.980,0 Km 1 PPP: 01 Trecho Extensão 9 SP. 099 – Rod. Dos Tamoios 115,0 Km Rodoanel Rodoanel: 02 É uma via perimetral anelar com objetivo de melhorar a plataforma logística rodoviária da Região Metropolitana de São Paulo 1 Trecho Extensão 2 1 Trecho Oeste 32,0 Km 2 Trecho Sul (a ser construído e depois concedido a iniciativa privada) 57,0 Km 87,0 Km 24
  • 25. Relações com Investidores Contatos OHL Brasil S.A.: Endereço: Francisco Leonardo Moura da Costa Rua Joaquim Floriano, 913 – 6º andar Diretor Financeiro e de Relações com Investidores Itaim Bibi – São Paulo – SP francisco.leonardo@ohlbrasil.com.br CEP 04534-013 Tel.: (5511) 3074-2404 Alessandro Scotoni Levy Gerente de Relações com Investidores alessandro@ohlbrasil.com.br www.ohlbrasil.com.br OBRASCON HUARTE LAIN BRASIL S.A. 25

Related Documents