Dezembro 2010<br />Instituto de Medicina Tradicional<br />Nadis e Pontos Marma<br />Docente: Michele Pó<br />Discente: Joa...
1. Nadis<br />Nad<br />Em sânscrito, fluxo do nada<br /> Os Nadis (cerca de 72 mil) constituem em conjunto uma rede subtil...
1. Nadis<br />Pra + na<br />Antes<br />Sopro<br /> Corresponde a uma energia primordial que sustenta todas as formas de ...
1. Nadis<br />Função dos Nadis<br /> regulam todo o fluxo energético do indivíduo <br /> influenciam todos os processos or...
1. Nadis<br />Factores que influenciam os Nadis e a qualidade do Prana:<br /> Alimentação e capacidade de assimilação nutr...
1. Nadis<br />Os nadis, como canais energéticos que percorrem todo o nosso corpo, encontram-se em determinadas porções cri...
1. Nadis<br />Para o conhecimento védico, o corpo, sempre no sentido global e abrangente, funciona de acordo com a Lei da ...
1. Nadis<br /> Apesar de se considerarem descritos 72 000 nadis, a maioria dos autores destaca catorze nadis pela sua loca...
1. Nadis<br />Nadis Direitos<br />Kuhu<br />Direcção: Da base da coluna até ao chacra umbilical, finalizando nos órgãos ge...
1. Nadis<br />Nadis Direitos<br />Payasvini<br />Direcção: Conduz o prana da base da coluna até ao chacra frontal. Termina...
1. Nadis<br />Nadis Esquerdos<br />Ida<br />Direcção: Da coluna até ao chacra frontal e termina na narina esquerda.<br />...
1. Nadis<br />Nadis Esquerdos<br />Saraswati<br />Direcção: Conduz o prana da base da coluna até à garganta. Termina na lí...
1. Nadis<br />	Manutenção da saúde dos nadis:<br />Para manter saudável a circulação de energia é necessário ter em conta ...
1. Nadis<br />	Manutenção da saúde dos nadis:<br /> Higiene Diária – As técnicas ayurvédicas de higiene permitem a desobs...
1. Nadis<br />Pranayamas Terapêuticos:<br />Procedimento Básico: respiração totalmente abdominal. Pode associar-se a men...
1. Nadis<br />Pranayamas para Aumentar Temperatura <br />Aumentam Pitta e a temperatura corporal. São utilizadas duas técn...
Tratamentos Específicos para os Nadis<br />Sushumna: Aplicar circularmente óleo Brahmi aquecido no topo da cabeça.<br />Al...
2. Pontos Marma<br />Os Pontos Marma constituem outra parte integrante da anatomia ayurvédica extremamente importante, por...
2. Pontos Marma<br />Localização<br />A localização é feita através de uma unidade de medida. Além disso, a prática, a ex...
 22 nas extremidades inferiores
 12 na região abdominal e torácica
 14 nas costas
 37 no pescoço e na cabeça</li></ul>Localização nas Estruturas<br /><ul><li> 41 nos vasos sanguíneos
 11 nas fibras musculares
 27 nos tendões e ligamentos
 20 nas articulações
 8 na estrutura óssea</li></li></ul><li>2. Pontos Marma<br />Classificação<br />Marmas Letais – de natureza sensível, são...
Marmaterapia<br />Esta terapia ayurvédica consiste na estimulação da energia dos pontos marma através<br />de técnicas de ...
of 28

Nadis e Pontos Marma

Published on: Mar 3, 2016
Published in: Education      Technology      Entertainment & Humor      
Source: www.slideshare.net


Transcripts - Nadis e Pontos Marma

  • 1. Dezembro 2010<br />Instituto de Medicina Tradicional<br />Nadis e Pontos Marma<br />Docente: Michele Pó<br />Discente: Joana Mateus<br />Naturopatia 3ºA<br />
  • 2. 1. Nadis<br />Nad<br />Em sânscrito, fluxo do nada<br /> Os Nadis (cerca de 72 mil) constituem em conjunto uma rede subtil que veicula energia por todo o corpo, representando a inserção do corpo etéreo ou energético (Pranamayakosha) no corpo físico. <br /> É este circuito de Nadis que irá permitir a circulação do Pranano nosso corpo. <br />Vatta fornece a base para a movimentação de Prana que vai ser transportado através dos Cinco Vayus ou Cinco Sopros Principais.<br />
  • 3. 1. Nadis<br />Pra + na<br />Antes<br />Sopro<br /> Corresponde a uma energia primordial que sustenta todas as formas de existência actuando como uma inteligência omnipresente<br />Não Manfestado<br />Manifestado<br />Purusha-Shakti – Energia da consciência – inclui tudo o que envolve a vivência actual.<br />PRANA<br />Prakruti-Shakti – Energia da Criação – acarreta toda a informação que herdámos do momento da criação.<br />Estes dois aspectos de prana realizam conjuntamente a relação entre o nosso lado consciente que suporta o pensamento e o nosso lado mais activo que incorpora a realidade da matéria e da inteligência metabólica.<br />
  • 4. 1. Nadis<br />Função dos Nadis<br /> regulam todo o fluxo energético do indivíduo <br /> influenciam todos os processos orgânicos, fisiológicos e mentais.<br />Estes canais energéticos onde circula energia vital (essência) ou Prana, são influenciados pelo estado físico, emocional e mental da pessoa e vice-versa. <br />Assim, o estado geral do indivíduo e os seus hábitos e rotinas ajudam igualmente a determinar a qualidade de circulação energética. <br />
  • 5. 1. Nadis<br />Factores que influenciam os Nadis e a qualidade do Prana:<br /> Alimentação e capacidade de assimilação nutricional<br /> Níveis de toxinas<br /> Poluição e todos os agentes químicos <br /> Condições ambientais e meteorológicas<br />Existem três meios que permitem o acesso aos Nadis:<br /> Mente <br /> Respiração <br /> Conjunto dos pontos Marma<br />
  • 6. 1. Nadis<br />Os nadis, como canais energéticos que percorrem todo o nosso corpo, encontram-se em determinadas porções criando centros energéticos giratórios com movimentos centrípetos ou centrífugos – os chakras. <br />Os Chakras facilitam de certa forma o movimento de prana nos nadis, porque se encontram no local em que estes se intersectam. <br />Estes sete vórtices são extremamente importantes para a saúde biológica, metabólica, psíquica, emocional e até relacional, dado que cada um dos chakras possui uma íntima relação com um órgão e glândula específica, porção da coluna vertebral, aspectos metabólicos particulares, sentido determinado e padrões mentais e emocionais associados<br />
  • 7. 1. Nadis<br />Para o conhecimento védico, o corpo, sempre no sentido global e abrangente, funciona de acordo com a Lei da Polaridade que é interpretada pela filosofia védica segundo a imagem do Sol e da Lua.<br /> O Sol é associado ao lado activo (Rajas) e à energia masculina enquanto a Lua é relacionada com o lado passivo (Tamas) da criação e à energia feminina.<br />Neste sentido, destacam-se três principais nadis – Ida, Pingalae Sushumna - responsáveis por canalizar prana na sua forma rajásica, tamásica e sáttvica, consoante a energia feminina, masculina ou harmonizada, respectivamente.<br />
  • 8. 1. Nadis<br /> Apesar de se considerarem descritos 72 000 nadis, a maioria dos autores destaca catorze nadis pela sua localização e actuação, partindo todos eles do Muladharachakra . Estes catorze Nadis dividem-se em: Nadis Centrais(2), Nadis Esquerdos (6), Nadis Direitos (6).<br />Nadis Centrais<br />Sushumna<br />Direcção: Da base da coluna (chakra raiz) até ao topo da cabeça (chakra da coroa).<br />Aspectos Relevantes: É nele onde todos os outros se vaiem intersectar. Por esta razão é a base do corpo subtil, actuando assim no corpo etéreo, emocional e mental. Está inserido no interior do orifício medular.<br />Está associado à cor vermelha e prateada. O trabalho deste nadi permite um desenvolvimento ao nível de estados de consciência. <br />Alambusha<br />Direcção: Direcciona o prana da base da coluna vertebral até ao ânus.<br />Aspectos Relevantes: É através deste nadi que ocorre a eliminação do prana impuro.<br />
  • 9. 1. Nadis<br />Nadis Direitos<br />Kuhu<br />Direcção: Da base da coluna até ao chacra umbilical, finalizando nos órgãos genitais.<br />Aspectos Relevantes: A sua função é controlar os sistemas reprodutor e urinário.<br />Varuna<br />Direcção: Da base da coluna até ao chacra cardíaco, onde se vai subdividir para que o prana se difunda por todo o corpo.<br />Aspectos Relevantes: Movimenta o prana por todo o corpo e controla o processo respiratório, circulatório e pele. Activa o tacto.<br /> <br />Yashasvati<br />Direcção: Constitui o percurso de prana desde a base da coluna até ao plexo solar e finaliza-se no braço e perna direitos.<br />Aspectos Relevantes: Movimenta prana pelos membros de forma a permitir a actividade motora.<br />Pusha<br />Direcção: Conduz o prana da base da coluna até ao chacra frontal, finalizando no olho direito.<br />Aspectos Relevantes: Controla a visão do olho direito.<br />
  • 10. 1. Nadis<br />Nadis Direitos<br />Payasvini<br />Direcção: Conduz o prana da base da coluna até ao chacra frontal. Termina no ouvido direito.<br />Aspectos Relevantes: Controla a audição do ouvido direito.<br />Pingala<br />Direcção: Direcciona o prana da base da coluna até ao chacra frontal e finaliza na narina direita.<br />Aspectos Relevantes: Controla o olfacto da narina direita. Este nadi está conectado com a cor vermelha e controla todo o lado direito do corpo, induzindo uma característica quente (Pitta), ou seja, alimenta o circuito corporal com energia solar ou positiva. Tem uma predominância no corpo do homem. <br />Este nadi é mais activado no período diurno para que as características da energia que transporta fomentem o desempenho das actividades e rotinas diárias e a realização da digestão e circulação. Quando a sua energia está em equilíbrio, aumenta a capacidade de raciocínio, o discernimento.<br />
  • 11. 1. Nadis<br />Nadis Esquerdos<br />Ida<br />Direcção: Da coluna até ao chacra frontal e termina na narina esquerda.<br />Aspectos Relevantes: Controla o olfacto na narina esquerda. Domina o lado esquerdo do corpo, atribuindo uma natureza fria (Kapha). Por esta razão trabalha a energia negativa ou lunar no nosso corpo e é responsável pelas actividades do hemisfério esquerdo do cérebro, regendo as emoções e sensações. Este nadi está mais activo à noite para permitir o sono e a tranquilidade ao aliviar a actividade da mente e as funções orgânicas ao mínimo indispensável.<br />Shankhini<br />Direcção: Canaliza o prana da base da coluna até ao chacra frontal, terminando no ouvido esquerdo.<br />Aspectos Relevantes: Controla a audição do ouvido esquerdo.<br />Gandhari<br />Direcção: Da coluna até ao chacra frontal e termina na olho esquerdo.<br />Aspectos Relevantes: Controla a visão do olho esquerdo.<br />
  • 12. 1. Nadis<br />Nadis Esquerdos<br />Saraswati<br />Direcção: Conduz o prana da base da coluna até à garganta. Termina na língua e na boca.<br />Aspectos Relevantes: Controla a língua e o paladar.<br />Hastijihva<br />Direcção: Realiza a condução de energia da base da coluna até ao plexo solar, finalizando no braço e na perna esquerda.<br />Aspectos Relevantes: Movimenta o prana pelos membros, permitindo assim a sua actividade motora.<br />Visvodhara<br />Direcção: Conduz o prana da base da coluna até ao plexo solar e termina no estômago.<br />Aspectos Relevantes: Actua no sistema digestivo e no processo da digestão.<br />
  • 13. 1. Nadis<br /> Manutenção da saúde dos nadis:<br />Para manter saudável a circulação de energia é necessário ter em conta alguns aspectos como:<br />Equilíbrio do doshaVatta– Através pacificação dos cinco sentidos e da actividade mental e motoras excessivas características da vida moderna.<br />Uso Correcto dos Sentidos –O sobreuso de determinados sentidos em detrimento dos outros, provoca uma hipertrofia dos primeiros com consequência no défice da funcionalidade dos outros e desequilíbrios energéticos.<br /> Massagem com óleos naturais - Potencia nutrição corporal devido aos nutrientes que os óleos naturais extraídos a frio possuem. Aliados à prática de massagem, ajudam a difundir a energia por todo o corpo graças ao circuito de nadis e permite pacificar o excesso de Vatta.<br />Os óleos são aplicados com massagem no tratamento dos nadis de acordo com o circuito que tem distúrbio e a escolha do óleo varia consoante o dosha do paciente .<br />Exemplos: Brahmi (Bancopa), sésamo, mostarda,etc.<br />
  • 14. 1. Nadis<br /> Manutenção da saúde dos nadis:<br /> Higiene Diária – As técnicas ayurvédicas de higiene permitem a desobstrução das vias (nasais, orais, etc), a limpeza e purificação do corpo. Assim a energia não estagna e vai sendo renovada sem ser constantemente contaminada pela energia velha e de fraca qualidade.<br /><ul><li>Limpeza da língua</li></ul> (raspagem diária)<br /><ul><li>JalaNetti</li></ul>(usando sal e lubrificação final da narinas)<br /><ul><li> Limpeza ocular e Exercícios de focagem </li></ul> (com ghee ou infusão de plantas)<br /> Respiração Funcional – Permite amplificar a quantidade e a qualidade de prana absorvido no processo respiratório e une o consciente e inconsciente . <br />Trabalhando ambas as narinas e através de práticas especializadas – os pranayamas– podemos realmente aumentar o fluxo de energia de qualidade no nosso organismo e assim tratar desequilíbrios ao nível dos nadis<br />
  • 15. 1. Nadis<br />Pranayamas Terapêuticos:<br />Procedimento Básico: respiração totalmente abdominal. Pode associar-se a mentalização de mantras.<br />Técnica Ujjayi: friccionar o ar direccionando para a garganta tanto na inspiração como na expiração até se conseguir ouvir um ruído devido ao movimento do ar.<br />NadhiSodhana – Respiração Polarizada: <br />Trabalha os dois tipos de energia: solar e lunar, utilizando alternadamente cada uma das narinas.<br />
  • 16. 1. Nadis<br />Pranayamas para Aumentar Temperatura <br />Aumentam Pitta e a temperatura corporal. São utilizadas duas técnicas que oxigenam intensamente o sangue, limpam e desintoxicação o organismo. <br />Kapalabhati - inspiração curta e superficial e expiração acompanhada por um movimento forte do abdómen. Realizar ciclos de onze respirações, repetidos três vezes, com intervalo entre cada uma das repetições realizando duas respirações completas. <br />Bastrika - realiza-se uma respiração acelerada, utilizando o abdómen.<br />Pranayamas para Diminuir Temperatura<br />Reduzem Pitta e aumentam Vattae Kapha. São utilizados para baixar febre, alimentar o plasma, reduzir os efeitos de um Verão agressivo, diminuir azia e hiperacidez estomacal. <br />Cheetali - inspira-se suavemente pela boca e coloca-se a língua em forma de tubo, soltando suavemente o ar pelas narinas. <br />Sitkari - cerrando os dentes, inspira-se pelos espaços entre estes mantendo os lábios bem abertos. Liberta-se o ar posteriormente de modo suave pela boca.<br />
  • 17. Tratamentos Específicos para os Nadis<br />Sushumna: Aplicar circularmente óleo Brahmi aquecido no topo da cabeça.<br />Alambusha: Auto-aplicação na região anal de óleo de sésamo morno.<br />Kuhu: Auto-aplicação na região genital de óleo de sésamo.<br />Varuna: Massagem abhyanga com óleo morno de acordo com o dosha do paciente.<br />Yashasvati: Aplicar óleo na planta dos pés e na palma das mãos de acordo com o dosha.<br />Pusha: Aplicar triphala misturada com ghee ou decocção de triphala ou camomila. Realizar a aplicação morna, embebida em algodão sobre os olhos. <br />Payasvini: Pingar 2 gotas de óleo de sésamo ou de Brahmimornas no ouvido. Massajar de seguida toda a orelha.<br />Pingala: Pingar 2 gotas de óleo de sésamo ou de Brahmi mornas na narina direita, seguida de massagem lateral da mesma. <br />Ida: Pingar 2 gotas de óleo de brahmi ou sésamo mornas na narina esquerda, massajando depois toda a orelha. <br />Shankhini: Pingar 2 gotas de óleo de brahmi ou sésamo mornas no ouvido esquerdo e massajar toda a orelha.<br />Gandhari: Aplicar nos olhos triphala misturada com ghee, ou decocção de triphala ou camomila mornas, embebendo em algodão. <br />Saraswati: Aplicar diariamente o óleo morno específico ao dosha do paciente na garganta. Massajar suavemente de seguida as laterais da garganta, os músculos do maxilar e a nuca.<br />Hastijihva: Aplicar óleo morno na planta dos pés e palma das mãos de acordo com o dosha.<br />Visvodhara: Aplicar na zona abdominal óleo morno de acordo com o dosha da pessoa.<br />
  • 18. 2. Pontos Marma<br />Os Pontos Marma constituem outra parte integrante da anatomia ayurvédica extremamente importante, porque concentram todas as energias da vida.<br />As primeiras referências a estes pontos vitais estão associadas a técnicas cirúrgicas bastante desenvolvidas, à prática de artes marciais antigas e à execução de massagem específica.<br />Estes 107 pontos específicos são estruturas energéticas que resultam da superfície de união dos tendões, artérias, veias, nervos e articulações. Realizam a ligação entre o corpo denso (Anamayakosha) ao corpo subtil (Pranamayakosha). <br />
  • 19. 2. Pontos Marma<br />Localização<br />A localização é feita através de uma unidade de medida. Além disso, a prática, a experiência e a sensibilidade energética auxiliam bastante na percepção e localização destes pontos.<br />Unidade de medida ANGULI<br />Localização Geral<br /><ul><li> 22 nas extremidades superiores
  • 20. 22 nas extremidades inferiores
  • 21. 12 na região abdominal e torácica
  • 22. 14 nas costas
  • 23. 37 no pescoço e na cabeça</li></ul>Localização nas Estruturas<br /><ul><li> 41 nos vasos sanguíneos
  • 24. 11 nas fibras musculares
  • 25. 27 nos tendões e ligamentos
  • 26. 20 nas articulações
  • 27. 8 na estrutura óssea</li></li></ul><li>2. Pontos Marma<br />Classificação<br />Marmas Letais – de natureza sensível, são pontos que não devem ser estimulados com pressão, uma vez que força vital pode ser facilmente atingida. A sua incorrecta estimulação pode provocar efeitos graves como estados de inconsciência ou mesmo a morte<br />Marmas Terapêuticos - superfícies que podem ser acedidas com um propósito terapêutico de direccionar energia e contrariar a doença, existindo uma menor possibilidade de prejuízos para a vida do paciente.<br />Os Mahamarmas ou Grande Marmas<br />Pontos importantes localizados nas três principais zonas corporais: baixo abdómen, peito e cabeça, estando relacionados comcada um dos três doshas:<br />Sthapani – localiza-se entre as sobrancelhas e relaciona-se com a energia de Vatta<br />Hridaya – localiza-se no centro do esterno e relaciona-se com a energia de Pitta.<br />Basti – Localiza-se entre a sínfise púbica e o umbigo e está relacionado com a energia de Kapha.<br />
  • 28. Marmaterapia<br />Esta terapia ayurvédica consiste na estimulação da energia dos pontos marma através<br />de técnicas de compressão com a polpa dos dedos e óleos específicos realizando movimentos circulares de modo abrangente em toda a superfície do marma. <br />Apesar de serem normalmente estimulados pelas técnicas de Abhyanga e Padabhyanga, libertando a acumulação de energia e evitando a estagnação, podem também ser utilizados:<br /> Cataplasmas específicos (gengibre ralado, sementes de mostarda, etc)<br />Cromoterapia<br /> Pedras quentes ou frias<br /> Aplicação de ventosas <br />Reiki<br /> Yoga - a realização dos ásanas ajudam a descongestionar os nadis, trabalhando todas as estruturas corporais onde assenta a superfície dos marmas.<br />
  • 29. Harmonização dos Marmas<br />Este é um método simples onde o terapeuta pode harmonizar os marmas e a circulação energética através da permanência das mãos, mantendo uma respiração suave e utilizando se possível, a mentalização de mantras.<br />1) Identificar o marma com deficiência energética;<br />2) Manter uma das mãos sobre o marma com deficiência energética e a outra sobre o topo da cabeça (Chakra da Coroa) do paciente;<br />3) Transferir a mão que se encontra no topo da cabeça para a região do pescoço (Chakra Laríngeo) e mantendo a outra sobre o marma perturbado.<br />4) Transferir novamente a mão que estava no pescoço para a zona umbilical (Chakra Plexo Solar) e mantendo a outra mão como de início.<br />5) Verificar a actuação do tratamento, reavaliando novamente o estado dos três Mahamarmas.<br />
  • 30. A Marmaterapia e o Reequilíbrio dos Doshas<br />Vatta<br />Possui um papel importante na regulação dos níveis de Vatta no corpo e na actividade mental. A terapia marma é utilizada neste tipo de distúrbio para:<br /><ul><li>reduzir a acumulação de Vatta(nomeadamente no intestino, ossos, articulações e sistema nervoso); Diminuição da ansiedade; alívio de dores;constipação;rigidez muscular; tremores; stress; Promoção de um sono tranquilo.</li></ul>Pitta<br />A terapia marma, neste caso, é utilizada para promove o arrefecimento corporal necessário nos distúrbios associados a este dosha:<br /><ul><li>auxilia na remoção de acidez; limpeza do sangue; desintoxicação hepática; diminui a inflamação; acalma sentimentos de raiva e cólera.</li></ul>Kapha<br />O biótipo kapha, pode utilizar a terapia marma no sentido de eliminar a acumulação deste dosha no estômago, pulmões, sistema linfático e tecido adiposo. <br /><ul><li>promove a libertação de muco; diminuição de processos de congestão e edema; diminuição de peso; activa o funcionamento metabólico e o estado mental activo. </li></li></ul><li>Localização Geral dos Marmas<br />
  • 31.
  • 32.
  • 33.
  • 34. Notas Finais<br />Com a realização deste trabalho, constata-se que em Portugal, não existe ainda um conhecimento estruturado ao nível da Medicina Ayurvédica que nos permita facilmente aceder a informação completa.<br />No entanto, reconhece-se a importância da noção estrutural holística contemplada dentro do conhecimento védico. Concede à terapêutica uma abordagem enquadrada e individualizada a cada paciente, respeitando sempre o seu funcionamento mental e metabólico.<br />“Uma visão Ayurvédica da Mente explica com sensibilidade e lucidez como levar à plenitude do corpo, mente e espírito.”<br />DeepakChopra, inUma Visão Ayurvédica da Mente<br />