Na Vida, Ou Avançamos Ou
Regredimos Não Há 3ª Opção!
Na vida nada pára! Tudo muda e cada
vez mais depressa. Tudo muda exceto
a mudança, que teima em ser ela
própria.
Não se convença de que as coisas estão bem como
estão. Pois logo logo - se nada fizer - ficarão
piores!
Vou vos dar um exemplo de como eu vejo a
vida em comparação a experiência e sensação
de andar de bicicleta.
Com ela vai-se...
Agora experimente ficar em cima - se
conseguir - de uma bicicleta parada. Você
vai se dar mal! Ou então vai transpirar tal...
Na vida é a mesma coisa! Você gasta
mais energia com o seu mau humor,
com sua frustração, numa depressão, na
reclamação co...
Desculpas
- Ó Brígido! Você não sabe da minha
vida! Eu não tenho tempo para mais
nada. Ando sempre a correr de um lado
par...
Não será bem assim como pinta!
Eu conheço pessoas que têm um emprego, um
negócio em part-time, colaboram numa
associação d...
Mas também conheço outras, que passam a vida
sentadas no selim da sua enferrujada – pela falta
de uso - bicicleta, em que ...
Dê corda aos pedais da
bicicleta da sua vida, ou
então faça o favor de
encostar a berma para deixar
os ciclistas com “C”
p...
of 10

Na Vida, Ou Avaçamos Ou Regredimos Não Há 3ª Opção!

Na vida nada pára! Tudo muda e cada vez mais depressa. Tudo muda exceto a mudança, que teima em ser ela própria. Não se convença de que as coisas estão bem como estão. Pois logo logo - se nada fizer - ficarão piores!
Published on: Mar 3, 2016
Published in: Marketing      
Source: www.slideshare.net


Transcripts - Na Vida, Ou Avaçamos Ou Regredimos Não Há 3ª Opção!

  • 1. Na Vida, Ou Avançamos Ou Regredimos Não Há 3ª Opção!
  • 2. Na vida nada pára! Tudo muda e cada vez mais depressa. Tudo muda exceto a mudança, que teima em ser ela própria.
  • 3. Não se convença de que as coisas estão bem como estão. Pois logo logo - se nada fizer - ficarão piores!
  • 4. Vou vos dar um exemplo de como eu vejo a vida em comparação a experiência e sensação de andar de bicicleta. Com ela vai-se avançando, estrada acima, estrada abaixo. Umas vezes mais depressa outras mais devagar. Levando com o vento na cara e o seu cabelo que esvoaça. E ao mesmo tempo que se desloca do ponto A ao ponto B, queima calorias, desenvolve os ossos, tendões e músculos. Bombeia sangue fresco e oxigenado para o coração e cérebro. E de pedalada em pedalada chega mais depressa as suas metas...
  • 5. Agora experimente ficar em cima - se conseguir - de uma bicicleta parada. Você vai se dar mal! Ou então vai transpirar tal é o esforço que vai ter de fazer para manter o equilíbrio. Vai transpirar mais e gastar mais energia para se manter em cima da bicicleta parada, do que necessitaria para correr com ela.
  • 6. Na vida é a mesma coisa! Você gasta mais energia com o seu mau humor, com sua frustração, numa depressão, na reclamação contínua, e outros "ãos". Ou marcando passo numa passividade doentia enquanto dorme” na sua “protegida” zona de conforto do que gastaria se desse "corda aos sapatos" e fizesse alguma coisa diferente que a maioria faz. E que com ela marcasse a diferença na sua vida e na vida dos outros.
  • 7. Desculpas - Ó Brígido! Você não sabe da minha vida! Eu não tenho tempo para mais nada. Ando sempre a correr de um lado para outro tentando sobreviver, mas a maldita da minha sina faz com que esta minha vida madrasta, não me deixe sair da cepa torta.
  • 8. Não será bem assim como pinta! Eu conheço pessoas que têm um emprego, um negócio em part-time, colaboram numa associação de cariz social, escrevem livros, colunas sociais ou em blogs, são pais e mães presentes e fazem questão de estarem presentes nas datas importantes, quer da família e/ou de amigos. E Sempre estão com um sorriso e de bom humor. Estes são aqueles que lhes chamo de autênticos ciclistas da vida. Eles aproveitam as oportunidades, geram bem o seu tempo e vivem melhor que a maioria. Estas pessoas têm um factor comum entre elas: são pessoas insatisfeitas mas no entanto geram essa insatisfação com boa atitude.
  • 9. Mas também conheço outras, que passam a vida sentadas no selim da sua enferrujada – pela falta de uso - bicicleta, em que as molas do mesmo já lhe ferem o rabo. E por isso fartam-se de gemer "aqui del rei" quem me acode? Mas sempre se negam a mexer a bunda. Choram que nem "Madalena numa salve rainhas neste vale de lágrimas". Dizendo mal de todos e apontando o dedo a toda a gente. Quando têm emprego só fazem o suficiente para não serem despedidos. E sempre que podem andam a caça de um qualquer subsídio para ficarem dependentes dele. E por fim, andam sempre cansados e stressados. A estes lhes chamo de bundas de chumbo e línguas-de-trapos. E todas elas também têm 2 factores em comum: insatisfação e preguicite aguda.
  • 10. Dê corda aos pedais da bicicleta da sua vida, ou então faça o favor de encostar a berma para deixar os ciclistas com “C” passarem. Se você for fruto de um espermatozoide vencedor, dê- se ao privilégio de ver este vídeo ou… VÁ JÁ ADQUIRIR A SUA “BICICLETA” DE COMPETIÇÃO AQUI: http://brigidosilva.com/bs/?p =plano90dias

Related Documents