Natal pode ser um canteiro de obrasdurante a Copa 2014Prefeitura e governo potiguar atrasam início das principais obrasde ...
CustoAlém da demora na entrega do projeto executivo do primeiro lote de obras, o que tambématrasou o cronograma de Natal f...
reurbanizadas”, disse Pinheiro.Está prevista a construção de um túnel com sistema de drenagem ligando quatro lagoas ea reg...
Siga o Portal Copa 2014 no twitter
of 4

Natal pode ser um canteiro de obras durante a copa 2014

Published on: Mar 3, 2016
Source: www.slideshare.net


Transcripts - Natal pode ser um canteiro de obras durante a copa 2014

  • 1. Natal pode ser um canteiro de obrasdurante a Copa 2014Prefeitura e governo potiguar atrasam início das principais obrasde mobilidade urbana Tamanho da letraGeorge Fernandes - Natalpostado em 21/09/2011 12:11 hatualizado em 21/09/2011 12:11 hNatal corre sério risco de não concluir suas obras de mobilidade urbana antes do início daCopa de 2014. Depois de inúmeros atrasos, a prefeitura promete começar o primeiro lote,já licitado, em novembro. Mas isso apenas se a Caixa Econômica Federal (CEF),responsável pela liberação dos recursos, aprovar o projeto executivo até o final deoutubro.As estimativas mais otimistas para a primeira fase de obras nas vias públicas da cidade, notrecho que liga a zona norte à Arena das Dunas passando pela zona oeste, apontam para30 meses até a conclusão. Se começar em novembro, e não acontecer nenhum imprevisto,a obra deve ficar pronta apenas em maio de 2014 –um mês antes do Mundial.Para concluir este primeiro trecho em dezembro de 2013, data-limite estipulada pelogoverno federal, o cronograma precisa ser apertado. “Vamos buscar o máximo deotimização para finalizar estas obras do primeiro trecho em 24 meses”, afirma WalterFernandes, secretário-adjunto de Obras Públicas e Infraestrutura.DesapropriaçõesOutro problema que pode atrasar as obras da primeira fase são as desapropriações.Segundo Fernandes, foram catalogados aproximadamente 60 imóveis. Ainda falta negociarcom os donos de imóveis no trecho que vai do entroncamento da Urbana (companhia delimpeza urbana de Natal) à av. Capitão Mor-Gouveia, passando pelo trecho conhecidopopularmente como “Quilômetro 6”.As desapropriações serão necessárias apenas para a execução deste primeiro lote,considerado o mais complexo. O segundo lote, que envolve melhorias na acessibilidade doentorno da Arena das Dunas, no centro de Natal, nenhum imóvel será derrubado.Nas seis intervenções em vias que circundam a Arena das Dunas haverá apenas melhoriaspontuais, como construção de túneis e viadutos”, diz Sérgio Pinheiro, secretário de ObrasPúblicas e Infraestrutura de Natal. Apesar de o cronograma para este lote ser maisconfortável, prevendo 16 meses de obras, a licitação ainda não foi lançada.Segundo Pinheiro, o projeto executivo será entregue em outubro e a CEF deve avaliar oprojeto e liberar os recursos em novembro. A estimativa é que as obras comecem em abril,com a conclusão prevista para setembro de 2013.Os desvios de trânsito foram incluídos nos projetos executivos e, segundo Elizabeth Thé,secretária de Mobilidade Urbana de Natal, todas as rotas de acesso para “driblar” ostrechos que serão fechados para obras serão divulgados em breve para a população.
  • 2. CustoAlém da demora na entrega do projeto executivo do primeiro lote de obras, o que tambématrasou o cronograma de Natal foi o fato de a prefeitura aparecer na lista de devedores doTesouro Nacional, o que impedia a tomada do empréstimo de R$ 293 milhões. Mas umdespacho excepcional do Ministério da Fazenda divulgado na última quarta-feira garantiu aliberação dos recursos.As obras nas vias públicas de Natal integram o PAC da Mobilidade Urbana. E em cada umadas onze intervenções, o governo federal, via financiamento da Caixa, entra com 95% dovalor da obra e a prefeitura assume os 5% restantes (R$ 45,8 milhões).Com isso, o município terá que desembolsar R$ 15,4 milhões. Com outros R$ 4,6 milhões aprefeitura de Natal contratou os projetos executivos e reservou R$ 25,8 milhões para asdesapropriações.Ponta NegraSe o cronograma de obras de mobilidade urbana da prefeitura está no limite, o governoestadual não fica para trás. Das cinco obras, apenas duas têm a garantia de ser entreguesantes da Copa.O prolongamento da av. Prudente de Morais, que atravessa toda a cidade no sentidoNordeste-Sudoeste,ligando a Arena das Dunas ao Aeroporto Augusto Severo, emParnamirim (Grande Natal), está em fase final de execução. Falta apenas à construção dedois túneis.Avaliada em R$ 11,7 milhões, a obra está licitada e deve começar nos próximos dias,segundo o secretário estadual da Copa, Demétrio Torres. A conclusão está prevista parasetembro de 2012.O acesso do novo aeroporto de São Gonçalo do Amarante à Arena das Dunas, outra obrade responsabilidade estadual que poderá ficar pronta antes da Copa, ainda depende dedesapropriações. “Até o final deste ano deveremos finalizar as desapropriações e iniciar asobras”, disse Torres.Perguntado pela reportagem do Portal 2014 sobre o início das obras de melhoria daEstrada de Ponta Negra, a av. Engenheiro Roberto Freire, via estadual que liga Natal aolitoral sul do estado, o secretário foi evasivo. “Estas obras de mobilidade urbana sãoimportantes, mas não são fundamentais para a Copa. O que precisamos fazer para terCopa é construir o estádio e garantir a acessibilidade”, disse. “Mesmo assim, estamostrabalhando diariamente para viabilizar as três intervenções de responsabilidade degoverno do Estado na Estrada de Ponta Negra.”Ainda segundo ele, as obras da Estrada de Ponta Negra estão em fase de elaboração doprojeto executivo, cuja conclusão está prevista para o final deste mês. Com isso, as obrascomeçariam apenas em 2012.DrenagemAvaliada em R$ 126 milhões, a obra de drenagem da área onde está sendo construída aArena das Dunas está assegurada pelo governo federal. A prefeitura de Natal só terá otrabalho de realizar o processo licitatório e fiscalizar a obra, que deve ser iniciada no iníciode 2012, com previsão de entrega antes do fim de 2013.Com a intervenção, Pinheiro afirma que a região centro-sul de Natal ficará livre dosalagamentos. “Como sanitarista, considero esta a principal obra para a Copa em Natal, oprincipal legado. Além de acabar com os alagamentos, todas as lagoas serão
  • 3. reurbanizadas”, disse Pinheiro.Está prevista a construção de um túnel com sistema de drenagem ligando quatro lagoas ea região onde está sendo construída a Arena das Dunas ao rio Potengi.Confira as 16 obras de mobilidade para a Copa em NatalCorredor estrutural Oeste – BR-226 (zona oeste)R$ 39,5 milhõesComplexo Viário em frente à Urbana (zona oeste)R$ 36,1 milhõesReestruturação da Mor Gouveia (avenida que liga a zona oeste às demais zonas dacidade)R$ 23 milhõesEntroncamento das avenidas Mor Gouveia com Prudente de MoraisR$ 26,1 milhõesEntroncamento das avenidas Prudente de Morais com a Raimundo ChavesR$ 18,2 milhõesEntroncamento das avenidas Prudente de Morais com a Lima e SilvaR$ 75,4 milhõesEntroncamento das Avenidas Lima e Silva com a Romualdo GalvãoR$ 21,6 milhõesEntroncamento da Avenida Salgado Filho com a sua marginal (prolongamento daBR-101)R$ 9,2 milhõesEntroncamento das avenidas Salgado Filho com a Mor Gouveia (liga a Zona Sul aoCentro)R$ 28,3 milhõesEntroncamento da Estrada de Ponta Negra com a Avenida Ayrton Senna (Zona Sul deNatal)R$ 20,4 milhõesEntroncamento da Estrada de Ponta Negra com a Rua Missionário Gunnar VingrenR$ 20,8 milhõesEntroncamento da Estrada de Ponta Negra com a Via CosteiraR$ 15 milhõesImplantação de plataformas de embarque e desembarque de passageiros do AeroportoInternacional Augusto Severo (Parnamirim, Grande Natal)R$ 13,3 milhõesPasseios públicos (calçadas acessíveis) e sinalização (ruas e trânsito)R$ 15 milhõesProlongamento da Avenida Prudente de Morais, ligação direta do Aeroporto AugustoSevero à Arena das Dunas (Parnamirim-Natal)R$ 10,5 milhões
  • 4. Siga o Portal Copa 2014 no twitter

Related Documents