NASCIDOS DO SANGUEA elite e as sociedades secretas têm forjado a História desde os primórdios da civilização. Daépoca das ...
Abaixo segue uma atualização do mapa genealógico intitulado A Vinha do Senhor contido em meu livro O Mito Jesus – A Linh...
mencionar que esta é a Linhagem do Graal como é o caso de David Ike em seus vários livros epalestras como pode ser visto a...
HSBC é o carro chefe do dinheiro sujo do narcotráfico mundial lavando, segundo dados doautor de 1991, 400 bilhões de dólar...
Ao mesmo tempo que defendia o seu direito de distribuir o ópio na China, a Inglaterradeterminava sua restrição do negócio ...
Os Sturgis eram uma das primeiras famílias de Massachusetts e alegavam descendênciade Edward Sturgis. A família começou se...
Quando a pirataria e o contrabando deixaram de ser lucrativos na América recém-independente, seriam substituídos por insti...
Muitas famílias, consideradas o sangue-azul da América, nosso equivalente daaristocracia européia, ocultam em seus armário...
Carlos Magno rei da França, 771-814 Dom Ramiro I, o Justiceiro, 10O Imperador Ca...
| | Catherine de Gavre, dama de ...
Dona Brazia Gomes Pacheco 2 | ...
Harriet Eugenia Thompson, Sarah Finle, 1799-18771853-1939 |William Aaron Favor ...
Bernard I, duque de Brunswick-LüneburgMargaret, filha de Wenceslaus, eleitor da Saxonia Vendôme| ...
4 | Alfred Duff Cooper, ...
Katherine Carey |Sir Francis Knollys ...
6 9 7| | ...
| |Harriet Eleanor Fay William M. Heath |Revere...
Ramiro Fruela, Senhor de Cifuentes|Maria Ramirez de CifuentesSenhora de Aviados|Juan Ramirez de GuzmánSenhor de Aviados|Ma...
of 18

NASCIDOS DO SANGUE

Published on: Mar 3, 2016
Source: www.slideshare.net


Transcripts - NASCIDOS DO SANGUE

  • 1. NASCIDOS DO SANGUEA elite e as sociedades secretas têm forjado a História desde os primórdios da civilização. Daépoca das Cruzadas até o século XXI, um pequeno número de famílias têm controlado o cursodos eventos mundiais e construído seu próprio status e riqueza por meio de esforços coletivos ecasamentos entre si.Na Nova Inglaterra sempre houve uma classe de elite. Algumas das primeiras famílias eramricas ou pelo menos tinham títulos e posição na Inglaterra, enquanto outras eram proeminentesem suas respectivas igrejas. Pelo status de quase 400 anos podia-se rastrear um nome de famíliaaté suas origens. Havia duas classes de pessoas que chegaram primeiro em Massachusetts: ossangue-azuis originais, os dissidentes religiosos do distrito East Anglia ao norte de Londres e“outros” grupos com maior diversidade geográfica.Os sangue-azuis foram os primeiros a chegar a Massachusetts e eram a classe alta original.Boston era um microcosmo dessa antiga sociedade, onde a camada mais alta de um sistema declasses fora erigido sobre o status na Europa e na Igreja e mais tarde uniu-se aos queenriqueceram no Novo Mundo. Os membros dessa classe inclinavam-se à autopreservação eisso era realizado de várias maneiras: casamento entre si, domínio nos negócios e na política edoações a instituições públicas. Os Cabot casaram-se com os Lowell, os Roosevelt com osAstor e os Paine com os Whitney. Esses nomes eram como marcas tribais; indicavam alinhagem real e, portanto, o prestígio. Os nomes também serviam para excluir certos grupos eassim eram fortes as pressões sobre membros isolados de uma família para que contraíssemmatrimônio dentro de sua posição social.As fortunas acumuladas em propriedades, atividades de corso, mercantis ou contrabando foramreinvestidas em ferrovias, indústrias têxteis, companhias de seguro e bancos, concedendo ocontrole da economia à classe da elite. O dinheiro comprava políticos e elegia aquelesescolhidos para enfrentar as marés políticas. O dinheiro era empregado em doações paraconstruir instituições educacionais e cátedras professorais que então passariam a controlar quemseria aprovado para ingressar na elite e como deveria ser apresentada a visão histórica. Asuniversidades e museus determinaram como seriam escritos os livros de História. Poderiamcolorir o passado para agradar uns ou outros.NOTA: Texto retirado do livro Sociedades Secretas da Elite da América de Steven Sora,traduzido e publicado pela Madras Editora Ltda. Nascidos do Sangue é o título da introduçãodo livro citado. ___________________________________________________Nascidos do Sangue é um termo maçônico usado para definir aquelas pessoas pertencentes auma elite dominadora mundial embora existam algumas outras fora desta elite de dominação.Contudo, o termo Nascidos do Sangue, ainda que ninguém comente ou entre em detalhes, sejapor ignorância ou omissão proposital, refere-se ao sangue da Linhagem do Graal, dita serdescendente do sangue de Jesus e Maria Madalena mas que, na realidade, é muito mais antiga,ainda que Jesus e Madalena pertencessem a esta linhagem, dita portadora de sangue azul.
  • 2. Abaixo segue uma atualização do mapa genealógico intitulado A Vinha do Senhor contido em meu livro O Mito Jesus – A Linhagem onde é apresentada a Genealogia do Graal. Das 170 pessoas apresentadas no meu livro citado, ou seja, pessoas de sangue azul dos Nascidos do Sangue, assim como Jesus e Madalena, segue abaixo (genealogias no final deste texto) uma atualização do meu livro original acrescentando a linhagem genealógica de 14 pessoas que carregam o DNA da seleta Vinha do Senhor, dentre elas, a agora famosa esposa do príncipe Willian de Windsor, Kate Middleton, insistentemente dita plebéia pela grande mídia, mas que em realidade é de sangue azul e prima do próprio príncipe, assim como também, prima da mãe do príncipe, a falecida (assassinada) princesa Diana. Outra, portadora de sangue azul da Linhagem do Graal é a brasileira socióloga Celina Vargas do Amaral Peixoto. Infelizmente, essas coisas não são ditas nem explicadas nos livros porque, como comentou Sora em seu livro, “o dinheiro [da elite] era [e mais que nunca ainda é] empregado em doações para construir instituições educacionais e cátedras professorais que então passariam a controlar como deveria ser apresentada a visão histórica. As universidades e museus determinaram como seriam escritos os livros de História”. NOME DESCRIÇÃOAlfred Duff Cooper 1O visconde Norwich, político, diplomata e escritor britânico, primo do atual Primeiro ministro da Grã-bretanha, David CameronAngelina Jolie Voight AtrizBette Davis AtrizCatherine “Kate” Elizabeth Esposa do príncipe WilliamMiddletonCelina Vargas do Amaral Peixoto Socióloga e ex-primeira dama do Rio de Janeiro no governo de seu marido Wellington Moreira Franco.David William Donald Cameron Atual Primeiro ministro da Grã-bretanhaErnesto “Chez” Guevara Político, jornalista, escritor e médico argentino-cubano.Giovanni de Medici Papa Leo XMarlon Brando AtorParis Whitney Hilton Socialite, atriz,cantora, empresária, escritora, estilista de moda, modelo, compositora e produtora norte americana.Samantha Gwendoline Sheffield Esposa do atual Primeiro ministro britânico David CameronSarah Louise Heath, depois Governadora do Alaska 2006-2009, candidata a vice-presidência“Sarah Palin” dos EEUU nas eleições de 2008 na chapa de John McCainWillard “Mitt” Romney Governador de Massachusetts 2003-2007William Arthur Philip Louis Principe de Gales, Duque de CambridgeWindsor Mais infelizmente ainda, os meios de comunicação de massa nos apresentam a Linhagem do Graal num contexto romântico como descendente de Jesus e Maria Madalena sem nos apresentar o contexto tenebroso em que esta mesma Linhagem está inserida. Outras vezes, o contrário acontece, ou seja, apresentam-nos esta Linhagem num contexto tenebroso sem
  • 3. mencionar que esta é a Linhagem do Graal como é o caso de David Ike em seus vários livros epalestras como pode ser visto aqui.Qual o contexto tenebroso em que esta Linhagem do Graal está inserida?Há vários anos durante minhas pesquisas tomei conhecimento do livropublicado pela Madras Editora cuja foto encontra-se ao lado. Neste livro, oautor menciona um militar americano que afirma: “As potências da épocadecidiram que uma forma eficiente de se conseguir fundos para ao projetorelacionado aos seres extraterrestres e suas bases eram outros programasobscuros, como o comércio ilegal de drogas. Um ambicioso membro doConselho de Relações Exteriores, o então iniciante George Bush (atualPresidente dos Estados Unidos), foi convocado para desempenhar funçõesneste novo programa. Como trabalhava na empresa de petróleo Zapata, queestava testando uma nova tecnologia para perfurar poços a pouca distânciada praia, Bush foi escolhido. Planejou-se que as drogas seriam despachadasda América do Sul até plataformas iguais a da Zapata em barcos de pesca,quando seriam então levadas ao continente através dos meios de transportes normais usadospara carregar suprimentos e pessoal à plataforma. Bush concordou em ajudar e a organizar aoperação em conjunto com a CIA. O plano funcionou melhor do que se supunha, chegando aser expandido pelo mundo todo. Hoje, há muitos outros métodos de se trazer drogas ilegais paradentro do país. Se isso parece fantasia, devemos sempre ter em mente que foi George Bushquem começou a vender drogas para nossas crianças. A CIA agora controla o mercado mundialde drogas ilegais”.Desconsiderando a questão sobre extraterrestres que na época eu não conhecia bem e achavauma fantasia, fiquei, dentro da minha ingenuidade na época, intrigado com esta declaração deum militar americano e, mais ainda, que esta declaração tenha sido publicada em um livro daMadras Editora. Ainda que esta editora fosse considerada por mim como séria, fui em busca deconfirmação do envolvimento do presidente americano Bush com as drogas e a encontrei noInforme Especial intitulado George Bush: O Super Capo da Cocaína publicado pela editoraamericana de Inteligência Executive Intelligence Review (EIR), cuja tradução encontra-sepostada por mim no meu canal SLIDESHARE no link abaixo: (o link abaixo, não sei o motivo,mas não está funcionando, por isso é necessário copiá-lo)http://www.slideshare.net/cjarosiere/george-bush-o-super-capo-da-cocana-12072204A partir desta informação absurda e totalmente nova para mim, porém confirmada, tomeiconhecimento de outro livro também traduzido por mim e postado na Intenert também nomesmo canal SLIDESHARE no link abaixo, intitulado Dope Inc. (Narcotráfico S.A.) editadopela mesma editora de Inteligência EIR: (o link abaixo, não sei o motivo, mas não estáfuncionando, por isso é necessário copiá-lo)http://www.slideshare.net/cjarosiere/narcotrfico-sa-dope-inc-8486313Neste livro, fiquei surpreso e estarrecido ao saber que o narcotráfico mundial funciona nosmoldes de uma única empresa multinacional controlada pela coroa britânica e que o banco
  • 4. HSBC é o carro chefe do dinheiro sujo do narcotráfico mundial lavando, segundo dados doautor de 1991, 400 bilhões de dólares ao ano de dinheiro sujo das drogas.Ora, HSBC é a sigla do banco Hong Kong and Shangai Banking Corporation que fora fundadoem meados do século XIX para manipular o dinheiro do contrabando de ópio quando aInglaterra anexou Hong Kong e Shangai ao seu império e implementou a gerra do ópio contra aChina, de onde originou-se o dito popular “Negócio da China”, devido a sua lucratividade.Aprofundando-me nas pesquisas fui ao livro Sociedades Secretas da Elite da América editadotambém pela Madras Editora de onde retirei os trechos que seguem: Até o século XVIII, o uso da droga no mundo nunca tinha sido descrito como epidêmico ou um flagelo, mas a Inglaterra mudaria isso. A Companhia das Índias Orientais britânica monopolizou o mercado produtor de ópio e vendia suas drogas para os asiáticos dispostos a adquirí-las. Em cada país asiático do sudeste, onde o Império Britânico era ativo, o governo era forçado a aceitar o ópio indiano. A Companhia das Índias Orientais britânica havia encontrado uma maneira de corrigir o desequilíbrio da balança comercial. Hoje é muito frequente fechar os olhos aos crimes do passado pela simples afirmação de que “as coisas eram assim”. Os comerciantes ingleses e americanos, porém, não podem ser descartados com tanta facilidade. “Eles não ignoravam que tipo de substância estavam vendendo. Sabiam que era um veneno. Sabiam que causava dependência”.
  • 5. Ao mesmo tempo que defendia o seu direito de distribuir o ópio na China, a Inglaterradeterminava sua restrição do negócio em casa. A Inglaterra foi à guerra duas vezes paraproteger o comércio ilegal conduzido pela elite do país; o lucro de 1.000 por centobastava para incitar o país a proteger o comércio ilegal. No século XIX, os lordes dadroga da Inglaterra eram os Jardine, os Matheson e os Sutherland – todos escoceses queatingiram a prosperidade graças aos Dundas. Essas famílias construíram dinastias queainda hoje estão no poder, enquanto milhões de chineses viciavam-se em ópio.As famílias britânicas vinham se beneficiando com o comércio há um século, mas osamericanos alcançaram-nos rapidamente. Para o pesar dos britânicos, os americanos iampara a Turquia comprar ópio de qualidade inferior que competia com o ópio indiano damelhor qualidade cultivado pelos britânicos. Os americanos provaram a si mesmos queeram adeptos do contrabando e enriqueceram com o comércio.Um livro recente, The Wealthy 100 (Os 100 Ricos) criou uma classificação sem paralelode americanos por riqueza e proporção dessa riqueza em relação ao produto nacionalbruto. John Jacob Astor ficou em terceiro lugar; Stephen Girad foi o quarto; Elias HasketDerby foi o número 38; o contrabandista John Hancock foi o número 54 e o menosconhecido Thomas Handasyd Perkins classificou-se como o número 78. Enquanto oscomerciantes de ópio, Astor e Girard, tiveram classificação muito mais alta, ThomasPerkins foi até mais influente, uma vez que arrebatou pontos dos sangue-azuisamericanos que estavam no negócio.Thomas Perkins merece crédito por ser um dos primeiros e mais importantescomerciantes de ópio da América, assim como o maior contrabandista de drogas daHistória. Sua espantosa fortuna coloca-se à frente, em dólares comparáveis, até mesmodos bilionários da informática da década de 1990. A riqueza de Perkins fez dele o homemmais influente na política americana e o poder da classe alta de Boston. Antigosrelatórios afirmam que as primeiras famílias de Boston eram de Salem, sugerindo comisso que elas fizeram suas fortunas com o comércio marítimo. O que muitas vezes não sesabe é que todas essas primeiras famílias começaram no comércio do ópio. Os Appleton,Cabot, Endicott, Hooper, Higginson, Jackson, Lowell, Lawrence, Philipse e Saltonstallganharam dinheiro por se relacionarem com Thomas Perkins ou por se agarrarem na abada casaca do príncipe mercantil. Essas famílias não só geraram riqueza, mas tambémcriaram indústrias que sobreviveram e prosperaram nas décadas subsequentes. Um dosramos de negócio foi o de seguros.Para a família Perkins e seus negócios as relações foram o início de muitas fortunas, mastambém foram o começo de muitas carreiras políticas. Uma das mais poderosas famíliaspolíticas vinculadas aos Perkins foram os Cushing. A riqueza da família Cushing se fezinteiramente no comércio de drogas para a China e seus descendentes asseguraram que ocomércio não terminasse.Quando os Cushing deixaram a China, a família Forbes assumiu as operações. Os Forbesnão foram os primeiros no comércio de ópio com a China, mas levaram o contrabando dadroga ao seu mais alto nível de lucratividade e deixaram um legado que se estende aostempos modernos.
  • 6. Os Sturgis eram uma das primeiras famílias de Massachusetts e alegavam descendênciade Edward Sturgis. A família começou seu trabalho na lavoura, mas o casamento deRussell Sturgis com Elizabeth Perkins, irmã de Thomas, assegurou a fortuna à famíliaSturgis no negócio de embarque de mercadorias. Thomas Perkins faria investimentoscom Russell Sturgis no navio Hope e Sturgis passou a navegar para a China.Enquanto isso, um dos filhos de Russell, James Perkins Sturgis, foi enviado para a ilhaLintin, que fica ao largo de Hong Kong, para administrar as instalações dos armazénspara todos os comerciantes de ópio.À medida que crescia a riqueza da famíla Sturgis, Nathaniel Russell Sturgis aliou-se aGeorge Robert Russell, que começara na Russell and Company, a firma mais importantede comércio de ópio da década de 1830. Um Russell Sturgis foi diretor de Barings Bank,que financiava o comércio de ópio. As mulheres do clã Sturgis também tiveramparticipação. Elizabeth Perkins Sturgis casou-se com Henry Grew e sua filha, Jane,casou-se com o único filho de J. P. Morgan, John Pierpont Morgan.O chefe de operações de Russel no Cantão era Warren Delano Jr., o avô do futuropresidente Franklin Delano Roosevelt. Entre os sócios de Russell, que contribuíram comfundos para montar seus empreendimentos no exterior, estavam John Cleve Green, quefinanciou a Universidade de Princeton, e Abiel Abot Law, que financiou a construção daUniversidade de Columbia em Nova York.O contrabandista de ópio mais rico da América foi possivelmente John Jacob Astor. Em1800, a família Astor tinha uma renda de 250 mil dólares quando a renda média dafamília americana era de 750 dólares. A riqueza de Astor fez-se de inúmeras maneiras,mas sua fortuna advinda do ópio era o resultado direto da concessão da Companhia dasÍndias Orientais britânica de uma autorização para vender peles para a China e participardo comércio de ópio. O negócio de peles foi logo abandonado em todos os sentidos,menos o nome.A House of Morgan teve início realmente com o comerciante da China, George Peabody.A exemplo de outros comerciantes de Salem, ele acumulou grande fortuna no comérciocom a China e investiu em ferrovias. Por não ter herdeiros, Peabody doou seu dinheiro acausas filantrópicas, entre as quais a Biblioteca de Salem, e transferiu sua companhia aJunius Spencer Morgan. O herdeiro de Junius Morgan era J. Pierpont Morgan, cujo selono Barings Bank duraria por mais de um século.Outra companhia que mudou da Nova Inglaterra para Nova York durante os anosdourados do comércio de ópio foi a Howland and Aspinwall. Essa fusão de duas famíliasfundadoras gerou grande riqueza para as gerações vindouras.As filhas de Howland casaram-se bem, uma com o filho de James Roosevelt e a outracom James Brown, da Brown Brothers Harriman. A exemplo das famílias de Boston, asprimeiras famílias de Nova York usaram o casamento para assegurar que sua riqueza eproeminência permanecessem intactas. Harriet Howland casou-se com James Roosevelt,bisavô do presidente Franklin Delano Roosevelt, e Mary Aspinwall casou-se com IsaacRoosevelt, avô do mesmo presidente.
  • 7. Quando a pirataria e o contrabando deixaram de ser lucrativos na América recém-independente, seriam substituídos por instituições como o comércio de escravos e otráfico de drogas ilegais. Foi o tráfico de drogas que promoveu riquezas para a elite queviria a ser a pedra fundamental da era industrial americana. O comércio ilegal de drogas,criado na primeira metade do século XIX pela união de americanos e ingleses, viria a setransformar em uma praga interminável.Mesmo não causando surpresa que tenham sido os Pais Fundadores da América osprincipais proprietários de escravos – na época da atividade legal –, pode ser espantosodescobrir que, muitas vezes, eles também eram contrabandistas. Os lucros com a vendade drogas, contrabando e comércio de escravos, além de pirataria, foram os responsáveisdiretos pela fundação de muitos dos mais importantes bancos do país, que ainda hojeencontram-se em plena atividade. A sólida companhia de seguros da Nova Inglaterrasurgiu e prosperou com os lucros provenientes de navios de transporte de escravos e deópio. O grande sistema ferroviário, construído em toda região continental dos EstadosUnidos no século XIX, foi financiado pelo contrabando de drogas ilegais. E seria umadas maiores fortunas do ópio a prover os fundos originais para a indústria da telefonia edas comunicações.Na América, a influência de uma elite central era igualmente forte. Essa classe elitistaposicionava-se, então, no controle das massas, não mais por uma cruzada santa mas parao próprio enriquecimento.A riqueza da família de Franklin Delano Roosevelt e Theodore Roosevelt se fez com avenda de drogas. Como em todas as famílias de contrabandistas de ópio, a linhagem eraimportante. O lado Delano de Franklin Delano Roosevelt era de um contrabandista deópio que fez fortuna, perdeu-a, e voltou ao tráfico de drogas para recuperá-la. Ulysses S.Grant [ex-presidente dos estados Unidos] uniu-se pelo casamento a uma famílianegociante de ópio com conexões na Europa e América. As primeiras famílias de NovaYork e Nova Inglaterra, que graciosamente providenciaram fundos para as Universidadesde Harvard, Yale, Columbia, Brown e Princeton, doaram dinheiro proveniente docomércio de drogas ilegais, ou seja, os mesmos meios que construiriam estradas de ferroe tecelagens fundariam bancos e companhias de seguro para, dessa forma, manteremintacta a riqueza da família para as gerações vindouras. Além dos Roosevelt e Grant,outros presidentes – entre os quais Taft e os dois Bush – estavam ligados por um cultobizarro em Yale, fundado e patrocinado com proventos do comércio [de ópio] com aChina.As estruturas secretas e elitistas que construíram o império dos negócios na América e asfortunas familiares esconderam muito bem suas histórias. Em uma época como a atual,em que a mais mínima indiscrição pode desequilibrar um candidato a um cargo público,as máculas no passado e na história familiar dos Pais Fundadores do país e suasinstituições são realmente notáveis. Herdamos faculdades e universidades cujasdenominações são provenientes de comerciantes de escravos e comerciantes de ópio.Honramos presidentes e outros políticos cujas famílias enriqueceram com o crime.Favorecemos os negócios fundados por homens cujas fortunas têm suas raízes naatividade ilegal.
  • 8. Muitas famílias, consideradas o sangue-azul da América, nosso equivalente daaristocracia européia, ocultam em seus armários ancestrais homens que fariam oscriminosos organizados de hoje parecerem querubins. Esses Pais Fundadores fizeram suaascensão chegando a uma grande riqueza. Seu legado foi transmitido aos herdeiros queainda desfrutam de tal riqueza – e poder, que é protegido pelas instituições por elesestabelecidas, assegurando, ainda, sua participação no futuro. O sistema perpetua-segraças à renda e ao poder alcançados de maneira ilegal. Clodion | Meroveus dos Francos, fundador da dinastia merovíngia, m. 456 Meira | Childeric, m.481 Basina II de Turíngia | Clovis I (morto 511) Clotilde da Borgonha | Lotário I, m. 561 | | | Blitildis Sigisberto I Aethelberht or Ansbertus Ferreolus de Brunhilde, filha do 15O rei Scheldt, descendente de Aegidius Syagrius visigodo Atanagildo | | Amoald de Scheldt, m. 601 Clodusinda Princesa Dua da Suábia Recaredo, 18O rei visigodo | | Arnulf, bispo de Metz, m. 641 Swintila I, 24O rei visigodo Dobo da Saxônia Theodora, filha de Sisebuto, 22O | rei visigodo Anseguis, senhor de Brabante e margrave de | Scheldt, m. 685 Swintila II, 26O rei visigodo Begga de Brabante, neta de Carlomano de ? Brabante e filha de Pepin I, senhor de Fávila, duque de Cantábria Brabante e prefeito do palácio de Austrásia, Luz, filha de Fávio Chidasvinto, m. 647 28O rei visigodo | | Pepin II, o Gordo, de Herstal, prefeito dos Pelágio, 1O rei das Astúrias palácios de Nêustria, Austrásia e Dona Gaudósia, de sangue real Borgonha, m.714 visigodo Alpais (concubina) Plectrudes | | Ermesinta Carlos Martel, Afonso I, o católico, 3O rei das prefeito dos palácios de Nêustria, Astúrias Austrásia e Borgonha, m. 741 | (2) Sonechilde da Baviera Para a família Infante Vimarano (1) Rotrude de Trèves Duque Estrada e D. Usenda | | Pepin, o Baixo outras no Brasil Dom Bermudo I, o Diácono, 8O Prefeito do palácio merovíngio, rei das Astúrias rei da França (751-768) D. Osenda Numila, infanta de Princesa Bertha (Pé Grande) Navarra | |
  • 9. Carlos Magno rei da França, 771-814 Dom Ramiro I, o Justiceiro, 10O Imperador Carlos I, 800-814 rei de Astúrias, 2O rei de Oviedo e Hildegarde de Vinzgau Galiza | (2) D. Urraca Pepin, rei da Itália, 773-810 | Bertha, 777- Dom Ordonho I, o Repovoador, | 11O rei de Astúrias, 3O rei de Bernard, rei da Itália, 797-818 Oviedo e Galiza, 44O rei de Cunegonde, 797-835 Espanha | Munia Domna Pepin II de Peronne, conde de Vermandois | ? Dom Afonso III, o Magno, 12O rei | de Astúrias, 4O rei de Oviedo e Hebert I, conde de Vermandois Galiza, 1O rei de Leão, 45O rei de Bertha de Morvois Espanha | D. Ximena de Navarra| | |Beatrice de Vermandois Berenger de Bayeux Dom Ordonho II, 14O rei deRoberto I, rei da França ? de Rennes Astúrias, 6O rei de Oviedo e| | Galiza, 3O rei de Leão, 47O rei deHugo, o Grande Popa de Bayeux/Valois EspanhaHedwige da Saxônia | (1) D. Múmia Elvira| William I Longsword, líder dos |Hugo Capeto, rei da França Normandos, m. 942 Dom Ramiro II, o Grande,14O reiAdelaide de Aquitânia Sprota das Astúrias, 6O rei de Oviedo e| | Galiza, 3O rei de Leão, 47O Rei deRoberto II, rei da França Ricardo I, duque da Normandia EspanhaConstance de Arles | (1) Dona Urraca Tereza| 8 Ricardo II, duque da Normandia FlorentinaHenrique I, rei da França (1) Judith da Bretanha |Anna Agnesa Yaroslavna | Dom Sancho I, O Generoso, 19Ogrã-duquesa de Kiev 1 Roberto I, duque da Normandia rei das Astúrias, 11O rei de| Herleve (Arlete), amante Oviedo, 12O rei de Galiza,Filipe I, rei da França | 8O rei de Leão e 52O rei deBertha da Holanda William I, o Conquistador, rei Espanha| da Inglaterra Rainha Dona Tereza XimenaLuís VI, rei da França Matilda, filha de Baldwin V, |Adelaide de Sabóia Conde de Flandres Dom Ramiro III, o Jovem, 20O rei| | das AstúriasLuís VII, rei da França Henrique I, rei da Inglaterra Dona Urraca SanchezAdela de Champagne (1) Matilda, filha do rei da || Escócia Dom Sancho II Ramirez, oFilipe II, rei da França Malcolm III Canmore VelosoIsabella de Hainaut | Dona Moninha Fruelaz| 3 Matilda |Maria da França Geoffrey, conde de Anjou e Dom Rodrigo I Sanchez, Veloso| Maine Infanta Alambet, de FrançaElizabeth de Brabante | || Dom Fernando I Rodriguez, RicoMechtild von Kleef 2 Homem de Leão| (2) Dona Aldara PazMarguerite de Luxembourg || Conde Dom Rodrigo II Jean IV de Ghistelles Fernandez, Rico Homem de Leão| Dona Elvira Ponce de TrabaRoger de Ghistelles |Senhyor de Dudzeele e de Conde Dom Fernando IIStraten Rodrigues, 5O senhor de Ribeira e| CabreiraIsabella de Ghistelles Dona Ximena de Enteza y Aragon|
  • 10. | | Catherine de Gavre, dama de Dom Rodrigo III Fernández, dito La Boissiere e de Vaux-sur- Veloso, Rico Homem de Orge Leão, da época de D. Afonso IX, | Senhor de Ribeira e Cabreira Guy II Le Bouteiller, senhor (2) Dona Maria Fruelaz de Traba de La Bouteillerie e de La | Roche-Guyon João I Rodriguez, ou Fernández, o | Franco. Foi Senhor da Honra e da Jean Le Bouteiller Senhor de Torre do SOLAR DE La Bouteillerie, de Vaux-sur- DORNELLAS, entre Douro e Orge Minho, junto à Torre de | Vasconcellos Bénigne Le Bouteiller, Dama Dona Tereza Eannes de de La Boissière Vasconcellos | | Miles Maillard, senhor de Fernando III Eanes de Ornellas ou Breuil et de La Broissière de Dornellas. Fidalgo de Portugal, | da época de D. Afonso III, o Renée de Maillard Restaurador e de Dom Diniz, o | Pai da Pátria. Foi o primeiro que Alphonse Baillon, senhor de usou o sobrenome de La Mascotterie, des Enclaves DORNELLAS ou de et de Valence ORNELLAS. Senhor da Honra e | da Torre do Solar de Catherine Baillon DORNELLAS | Dona Maria Peres, sua prima co- Jean Miville dit Deschênes irmã | || | Pedro I Fernandes de Ornellas ouAngélique Miville Dit Marie Madeleine Miville DornellasDeschênes | Dona Estefânia Domingues| Nicolas Lizotte, 1727- |Joseph Bérubé | João II de Ornellas ou de| Marie Anne Lizotte DornellasPierre Bérubé | (1) Dona maria Pires Cardoso| Joseph Marie Bertrand, 1772-1848 (2) Dona Aldara, da Casa dosLouis Bérubé | senhores da Gaia| Jean Baptiste Bertrand, 1798- |Émérentienne Bérubé | Pedro II Eanes de Ornellas ou de| Léon Bertrand, 1823-189 DornellasPhilomène Isabel | Dona Estefânia Barreto| Louis Bertrand, 1850-1916 |Norbert Barriault | Lopo I Esteves de Ornellas, ou de| George Bertrand, 1889-1962 DornellasErnestine Bariault | Dona Maria Ayala Sarmento| Rolland F. Bertrand, 1923-1985 |Adhémar Dion, 1923-2003 | Álvaro I de OrnellasThérèse Thanguay Marcheline Bertrand, 1950-2007 Dona Elvira Fernandes de| Jon Vincent Voight SaavedraCéline Dion 1968- Cantora | | Angelina Jolie Voight, 1975- Atriz Dona Catarina de Ornellas de Saavedra Pedro Álvares da Câmara | Antônio de Ornellas da Câmara Dona Ana Gonçalves | Manoel de Ornellas Mendonça
  • 11. Dona Brazia Gomes Pacheco 2 | Dona Isabel do Rosário de | Ornellas, Açores Henrique II, rei da Inglaterra Lázaro de Gonçalves e Souza,AMANTE ESPOSA Açores (1154-1189) |Ida de Tosny,amante, depois esposa de Eleanor de Aquitânia, divorciada de Luís João de Ornellas de Souza, IlhaRoger Bigod, 2O conde de Norfolk VII, Rei da França Terceira, Açores| | Catarina Inácia de Souza, Ilha O Terceira, AçoresWilliam Longespe, 3 conde de John Lackland, rei da InglaterraSalisbury, 1176-1226 Isabella, filha do conde de Angoulème || 7 | 9 Maria do Rosário Dornelles de Souza, AçoresStephen Longespee, Senescal da Henrique III, rei da InglaterraGascônia , Justiciar da Irlanda Eleanor, filha do conde de Provença Antônio Teixeira Fagundes, Ilha| | de São JorgeEla Longespe, 1245-1276 Eduardo I, rei da Inglaterra || Eleanor, filha de Ferdinando III, rei de Vitória Joaquina da Conceição O Dornelles, Taquari, RSAlan La Zouch, 1 Baron Zouche, 267- Leão e Castela Joaquim Francisco de Souza1314| | Eduardo II, rei da Inglaterra 5 |Maud La Zouch, 1289-1349 Isabella, filha de Filipe IV da França Serafim Francisco Dornelles,| | Taquari, RSMaud de Holand Eduardo III, rei da Inglaterra Umbelina Maria Jacinta, Taquari,| Philippa, filha de Wilhelm III, o Bom, RSSir Robert de Swynnerton conde da Holanda e Hainault || | Cândida Francisca Dornelles,Maud de Swynnerto, 1370- John de Gaunt, duque de Lancaster, Taquari, RS| 1340-1399 Manuel do Nascimento Vargas,Sir John Savage, de Clifto,1400-1463 | Passo Fundo, RS| Joan Beaufort, 1379-1440 |Margaret Savage | Getúlio Dornelles Vargas, 1883- O 1954| George Nevil, 1 barão LatimerMargaret Mainwaring | Presidente do Brasil| Sir Henry Nevill Darci de Lima SarmanhoRandall Grosvenor, 1480-1559 || Richard Nevil, 2O lorde Latimer, 1468-Elizabeth Grosvenor1515- 1530| |Rev. Edward Bulkele, 1540- Dorothy Nevill1496-| |Sarah Bulkele, 1580-1611 Anne Dawney| |Elizabeth St.Joh, 1604-1676 John Conyers| | Alzira Sarmanho VargasRev. Samuel Whiting Eleanor Conyers Ernâni do Amaral Peixoto| | |Oliver Whiting William Strother Celina Vargas do Amaral| | Peixoto, socióloga e ex-primeiraJohn Whiting William “o Imigrante” Strother dama do Rio de Janeiro no| | governo de seu maridoDorcas Whiting William Strother Jr. Wellington Moreira Franco.| |Dorothy Worcester Francis Strother| |Benjamin Bailey Ann Strother| |Harriet Jane Bailey Mary "Polly" Gaine, 1763-1830Charles Otis "C O" Thompson ||
  • 12. Harriet Eugenia Thompson, Sarah Finle, 1799-18771853-1939 |William Aaron Favor William Pennebake, 1826-| |Ruth Augusta Ruthie Favo, William John Pennebake, 1868-18991885-1961 Bessie Grace (nascida Gahan)Harlow Morrell Davis || Dorothy Julia Pennebake, 1897-1954Bette Davis, 1908- Atriz Marlon Brando | Marlon Brando, 1924-2004, Ator1| Eleanor da Normandia 3 Baldwin IV, conde de Flanders | | Judith de Flanders, condessa de Northumbria, e depois duquesa da Bavaria Louis VIII the Lion, rei da Fran;a Welf I, duque da Bavaria Blanche de Castile | | Henry IX, o Negro Louis IX (Saint Louis), rei da Fran;a Wulfhilde Margaret de Proven;a | | Henry, o Orgulhoso, duque da Bavaria (Henry X), duque da Saxonia Robert de Clermont, conde de (Henry II), e Margrave de Toscana Clermont Gertrude Beatriz da Burg[undia | | Henry, o Leão Louis I de Bourbon Matilda da Inglaterra Mary de Avesnes | | William de Winchester, lorde de Lüneburg James I de Bourbon, conde de La Helena Marche | Jeanne de Châtillon Otto I, duque de Brunswick-Lüneburg | Matilda John de Bourbon, conde de La Marche | Catherine de Vendôme Albert I, duque de Brunswick-Lüneburg | Adelheid Louis de Bourbon, conde de Vendôme | Jeanne de Laval Albert II, duque de Brunswick-Lüneburg | Rixa, filha de Henry I, príncipe de Werle e Mecklenburg-Güstrow, ou Jean VIII de Bourbon, conde de Rikissa Birgersdotter da Suécia Vendôme | Isabelle de Beauvau Magnus, duque de Brunswick-Lüneburg | Sophie de Brandenburg-Stendal François de Bourbon, conde de | Vendôme Magnus II, duque de Brunswick-Lüneburg Marie de Luxembourg Catherine, filha de Bernhard III, príncipe de Anhalt-Bernburg | | Charles de Bourbon, duque de
  • 13. Bernard I, duque de Brunswick-LüneburgMargaret, filha de Wenceslaus, eleitor da Saxonia Vendôme| Françoise dAlençonFrederick II, duque de Brunswick-Lüneburg |Magdalene, filha de Frederick I, eleitor de Brandenburg Antoine de Bourbon, duque de| VendômeOtto V, duque de Brunswick-Lüneburg Jeanne III de NavarraAnna de Nassau || Henry IV, rei da Fran;aHenry I de Lüneburg Marie de MediciMargarete da Saxonia || Henrietta Maria da FranceErnest I, duque de Brunswick-Lüneburg Charles I rei da Inglaterra e EscóciaSophia de Mecklenburg-Schwerin || Charles II, rei da Inglaterra, EscóciaWilliam, duque de Brunswick-Lüneburg e IrlandaDorothea da Dinamarca || Charles Beauclerk, 1O duque deGeorge, duque de Brunswick-Lüneburg St.AlbansAnne Eleonore de Hesse-Darmstadt || Lord Vere Beauclerk, 1O barão VereErnest Augustus, eleitor de Brunswick-Lüneburg de HanworthCondessa Palatina Sophia de Simmern || Aubrey Beauclerk, 5O duque deGeorge I, rei da Inglaterra St.AlbansSophia Dorothea de Celle || William Beauclerk, 8O duque deGeorge II, rei da Inglaterra St.AlbansCaroline de Ansbach || Lady Mary Noel BeauclerkFrederick, Príncipe de Gales |MotherAugusta de Saxe-Gotha Eleanor Blanche Mary Corbett| |George III, rei da Inglaterra Eleanor Corisande AstleyCharlotte de Mecklenburg-Strelitz || Nancie Miriel Denise SoamesWilliam IV, rei da Inglaterra |Dorothea Bland ou Jordan (amante) Sir Reginald Adrian Berkeley| Sheffield, 8O BaronetElizabeth FitzClarence |William Hay Samantha Gwendoline Sheffield,| 1971-Lady Agnes Georgiana Elizabeth Hay, condessa de Errol esposa do atual primeiro ministroJames Duff, 5O conde de Fife britânico David Cameron|Lady Agnes Cecil Emmeline DuffSir Alfred Cooper| 4Stephanie Agnes CooperArthur Francis Levita|Enid Agnes Maud LevitaEwen Donald Cameron|Ian Donald CameronMary Fleur Mount|David William Donald Cameron,atual primeiro ministro da Grã-bretanha
  • 14. 4 | Alfred Duff Cooper, 1o visconde Norwich, político, diplomata e escritor britânico 5 | 6 Joan de Acre o 1 MARIDO 2o MARIDO(2) Ralph de Monthermer, (1) Gilbert de Clare, 7O conde deconde de Gloucester Gloucester,| |Thomas de Monthermer, 2O barão Margaret de Clare (1)Monthermer (Mortimer) Hugh II de Audley| |Margaret Monthermer Baronesa Margaret de AudleyJohn Montagu Sir Ralph de Stafford K.G., 1O conde| de Stafford, 1301-1372John de Montagu, 3O conde de |Salisbury Elizabeth de Stafford, -1375Maud Francis Sir John de Ferrers , lorde| |Lady Anne de Montagu Sir Robert de Ferrers, lorde FerrersSir Richard Hankeford de Chartley| Margaret Despenser, -1415Anne Hankeford |Thomas Butler, 7O conde de Phillippa FerrersOrmonde Sir Thomas Greene| |Margaret Butler Elizabeth GreeneSir William Boleyn William Raleigh, escudeiro| |Thomas Boleyn, 1O conde de Sir Edward Raleigh, cavaleiroWiltsshire Margaret VerneyLady Elizabeth Howard || Sir Edward Raleigh, cavaleiroMary Boleyn Anne ChamberlayneWilliam Carey || Bridget Raleigh Sir John Cope, cavaleiro.
  • 15. Katherine Carey |Sir Francis Knollys Elizabeth Cope| John DrydenElizabeth Knollys |Sir Thomas Leighton Bridget Dryden| Reverendo Francis Marbury | |Anne Leighton Elizabeth Leighton Anne MarburySir John St.John, baronet, -1652 Sherington Talbot William Hutchinson| de Lacock, -1642 |Anne St.John | Susanna HutchinsonHenry Wilmot, conde de Rochester Sherington Talbot, - 1677 John Cole| | |John Wilmot, 2O conde de Rochester Elizabeth Talbot William Cole| Henry Davenport de Ann PinderLady Mallet Wilmot, -1708/9 Shropshire, -1698 | OJohn, 1 visconde Lisburne, -1729/1 | Mary Cole| William Davenport de Samuel Dickinson OWilmot, 3 visconde Lisburne, -1766 Reading, -1757 || | Christopher Dickinson OWilmot, 1 conde Lisburne, -1800 William Davenport de Mary Cole| Reading, 1713-1798 |Lady Dorothy Vaughan, -1849 | Samuel Dickinson OSir Lawrence Palk, 2 baronet, 1813 Sarah Davenport, 1741-1805 Huldah Griffith| Thomas Ashford, 1731-1797 |Elizabeth Palk, -1827 | Charity DickinsonCoronel Sir Horace Beauchamp Elizabeth Ashford, 1777-1825 Jared PrattSeymour,1791-1851 Robert Hobbes, 1773-1817 || | Parley Parker PrattAdelaide Horatia Seymour, -1877 Christiana Hobbes, 1810-1899 Mary WoodFrederick, 4 conde Spencer, 1798-1857 Reverendo Thomas Davis de O || Roundhay, 1804-1887 Helaman Pratt OCharles, 6 conde Spencer, 1857-1922 | Anna Johanna Dorothy WilckenHonoravel Margaret Baring, 1868-1906 Harriet Davis, 1850-1892 || Francis Lupton Leeds, 1848- Anna Amelia PrattAlbert Edward, 7 conde Spencer, 1892- 1921 O Gaskell Romney1975 | |Lady Cynthia Hamilton, 1897-1972 Olive Lupton, 1881-1936 George Wilcken Romney| Noel Middleton, 1878-1951 Lenore LaFount OJohn, 8 conde Spencer, 1924-1992 | |Honoravel Francis Roche, 1936-2004 Peter Middleton, 1929- Willard “Mitt” Romney,| Valerte Glassborow, 1924- Governador de MassachusettsLady Diana Frances Spencer, 1961-1997 2006 2003-2007Charles, principe de Gales, 1948- || Michael Middleton, 1949-William, principe de Gales, Carole Elizabeth Goldsmith,Duque de Cambridge 1955- | Catherine “Kate” Elizabeth Middleton, esposa do príncipe William
  • 16. 6 9 7| | |Elizabeth de Rhuddlan Plantagenet Eleanor of England, 1215-1275 William Longespee, conde deHumphry de Bohum Simon de Montfort, 6O conde de Leicester Jure de Salisbury | | |William de Bohum Guy de Montfort, Conte di Nola, 1243 Ida LongespeeElizabeth Bladesmere 1291 | | Margherita Aldobrandesca, Lady de Ela FitzWalterElizabeth de Bohum Sovana, herdeira do ramo familiar |Richard FitzAlan Aldobrandeschi Ida de Odingsells | | |Elizabeth FitzAlan Anastasia de Montfort, condessa de Nola, John Clinton, 2O Lorde ClintonSir Robert Goushill Dama de Chailly e de Longjumeau | | Romano Orsini, Senador de Rome Ida ClintonElizabeth Goushill | |Sir Robert Wingfield Roberto Orsini, conte de Nola Sir Baldwin Freville, de| Sveva del Balzo TamworthElizabeth Wingfield | |Sir William Brandon Anastasia Orsini Sir Baldwin Freville, de| Giordana Orsini, Lorde de Monterotando TamworthEleanor Brandon | |John Glemham Francesco Orsini di Monterotondo Joyce Freville | Costanza Annibaldeschi |Anne Glemham | Sir Robert Aston, de Park HallHenry Pagrave Orso Orsini di Monterotondo Condottiero || Lucrezia Conti John AstonThomas Pagrave | |Alice Gunton Giacomo Orsini di Monterotondo Margaret Aston| Maddalena Orsini |Edward Pagrave | Isabel Kinnersley| Clarice Orsin, 1453-1488 |Dr. Richard Pagrave Lorenzo I de’ Medid, “o Magnânimo” Anne BradshawAnna (1449-92), dirigente virtual da República || de Florença Francis FowkeMary Pagrave | |Roger Wellington Papa Leo X, 1513-152, Giovanni de John Fowke| Medici |Benjamim Wellington Roger FowkeElizabeth Sweetman || Coronel Gerard FowkeElizabeth Wellington Ann ThorogoodJohn Fay || | Mary FowkeJohn Fay Bathsheba Fay George MasonHannah Child John Pratt || | Coronel George MasonJonathan Fay Betty Pratt Ann ThomsonJoanna Phillips Elisha Field || | George MasonJonathan Phillips Fay Elisha Field |Lucy Prescott Ruth Kirkham Ann Eilbeck| | |Samuel Prescott Phillips Fay Luman Field Thomas MasonHarriet Howard Abigail DeLong Sarah Barnes Hooe| | |Samuel Howard Fay Lucinda M. Field Leannah MasonSusan Shellman John H. McFarland
  • 17. | |Harriet Eleanor Fay William M. Heath |Reverendo James Smith Bush | Thomas Mason Barron| James W. Heath Penelope Morton McFarlandSamuel Prescott Bush Alma Miranda Rhodes |Flora Sheldon | William Thomas Barron| Charles R. Heath Sarah FieldPrescott Sheldon Bush, Senador dos Alice Adaline Maria Oriel |Estados Unidos nas duas | Thomas Mason Barronadministrações Eisenhower Charles F. Heath Mary MulliganDorothy Walker Nellie Marie Brandt | | Mary Adelaide Barron Charles Richard Heath Conrad Nicholson Hilton, Sarah Sheeran fundador dos Hotéis Hilton | | Sarah Louise Heath, depois “Sarah William Barron Hilton I Palin”, Governadora do Alaska 2006- Marilyn June (nascida Hawley) 2009,candidata a vice-presidente dos | EEUU nas eleições de 2008 na chapa Richard Howard "Rick" HiltonGeorge Herbert Walker Bush, 41O de John McCain. Kathleen Elizabeth AvanzinoPresidente dos Estados Unidos (nome artístico Kathy Richards)Barbara Pierce | Paris Whitney Hilton, socialite, atriz,cantora, empresária, escritora, estilista de moda, modelo, compositora e produtora norte americana.George Walker Bush, 43O Presidentedos Estados Unidos 8 | Roberto I, Duque da Borgonha ou Roberto I Capeto Hélie de Sémur | Constança da Borgonha Afonso VI, rei de Leão e Castela | Urraca I, rainha de Leão e Castela Raimundo de Borgonha | Afonso VII, rei de Leão e Castela Amante Gontrada Pérez (ou Guntroda Díaz) | Urraca Afonso de Castela Alvar Rodrigues de Tovar | Fernan Alvarez de Tovar | Sancha Fernandez de Tovar |
  • 18. Ramiro Fruela, Senhor de Cifuentes|Maria Ramirez de CifuentesSenhora de Aviados|Juan Ramirez de GuzmánSenhor de Aviados|Maria Ramirez de GuzmánLeonor de Guzmán|Dona Maria de Ayala e Guzmán|Juan Ponce de León, 2O conde de Arcos|Don Eutropo Ponce de Leon, Comendador de Almendralejo, 1460-1526|Dona Violante Ponce de León|Don Alonso Riquelme de Guzmán e Ponce de León|Dona Catalina de Vera e Guzmán|Don Rodrigo Ponce de León|Dona Maria Ponce de León e Naharro|Dona Juana de Labayen Ponce de León|Dona Maria Rosa de Avellaneda e Labayen|Dona Francisca Javiera de San Martin Avellaneda|Dona Maria Francisca de Riglos San Martin|Dona Maria Isabel de Zavaleta Riglos|Don Francisco de Paula Eustaquio Lynch Zavaleta 1817-1886|Dona Ana Isabel Lynch e Ortiz 1861-1947|Ernesto Guevara Lynch1901-1987|Ernesto CHE Guevara1928-1967, político, jornalista, escritor emédico argentino-cubano.

Related Documents