PREVALÊNCIA DE RINITE EM ESTUDANTES
DE MEDICINA DA UNIVERSIDADE
ANHANGUERA-UNIDERP E SEU RESPECTIVO
TRATAMENTO
Acadêmicos:
Ana Carolina Faria Batistote
Cristiano Higa Dorval Peixoto
Deborah Valente Ramos Rocha
Hellen Tavares Franco
M...
Introdução
 Segundo o III Consenso
Brasileiro sobre Rinites de 2012,
“ela é a inflamação da mucosa
de revestimento nasal,...
Objetivos
 Geral:
 Identificar a prevalência de rinite em
estudantes de medicina da universidade
Anhanguera-UNIDERP e se...
Metodologia
 Tipo de estudo: transversal e quantitativo
 Local da pesquisa (descritivo): Curso de Medicina
da Universida...
Referências Bibliográficas
 ROBBINS, S. L.; KUMAR, V. (ed.); ABBAS, A.K. (ed.); FAUSTO, N. (ed.). Patologia: Bases Patoló...
of 6

Prevalência de rinite em estudantes de medicina da

pprevalencia de rinite nos estudantes
Published on: Mar 4, 2016
Published in: Career      
Source: www.slideshare.net


Transcripts - Prevalência de rinite em estudantes de medicina da

  • 1. PREVALÊNCIA DE RINITE EM ESTUDANTES DE MEDICINA DA UNIVERSIDADE ANHANGUERA-UNIDERP E SEU RESPECTIVO TRATAMENTO
  • 2. Acadêmicos: Ana Carolina Faria Batistote Cristiano Higa Dorval Peixoto Deborah Valente Ramos Rocha Hellen Tavares Franco Maria Alice Corrêa Accetturi Pedro Henrique Mandetta Rafaella Ferreira Medeiros Orientador: Leandro Silva de Britto
  • 3. Introdução  Segundo o III Consenso Brasileiro sobre Rinites de 2012, “ela é a inflamação da mucosa de revestimento nasal, caracterizada pela presença de um ou mais dos seguintes sintomas: obstrução nasal, rinorréia, espirros, prurido e hiposmia”. (SOLÉ; SAKANO, 2012).  Robbins et al (2010) traz como rinite infecciosa uma patologia semelhante ao resfriado, visto que os agentes mais comuns são adnovírus, ecovírus e os rinovírus.  Os autores definem rinite alérgica como a famosa febre do feno, esta patologia é resultante da hipersensibilidade do tipo I(Imediata), que é uma reação imunológica desencadeada pela inalação de um alérgeno,
  • 4. Objetivos  Geral:  Identificar a prevalência de rinite em estudantes de medicina da universidade Anhanguera-UNIDERP e seu respectivo tratamento.  Específicos:  Identificar a prevalência de rinite nos estudantes de medicina da Anhanguera- UNIDERP  Avaliar se os estudantes de medicina da Anhanguera-UNIDERP conhecem o tratamento de rinite.  Descrever a adesão dos estudantes de medicina da Anhanguera-UNIDERP ao tratamento de rinite.  Estabelecer se o tratamento realizado pelos estudantes de medicina está de acordo com as diretrizes/consensos
  • 5. Metodologia  Tipo de estudo: transversal e quantitativo  Local da pesquisa (descritivo): Curso de Medicina da Universidade Anhanguera-UNIDERP localizado na cidade de Campo Grande no Estado de Mato Grosso do Sul. A cidade possui temperaturas bastante variáveis durante o ano. Período da pesquisa: Ano letivo de 2015.  População: 848 alunos que se encontram na faixa etária de 17 a 30 anos.  População: 848 alunos que se encontram na faixa etária de 17 a 30 anos.  Armazenamento de dados: Epi Info 3.5.3 (2011- 01-26)  Análise estatística: Estes dados serão armazenados e analisados no Programa Epi Info 3.5.3 (2011-01-26).  Este projeto de pesquisa será submetido ao CEP da Universidade Anhanguera Uniderp.  Instrumento: Será aplicado um questionário semiestruturado abordando a prevalência de rinite, aderência ao tratamento e uso de automedicação pelos acadêmicos de medicina Universidade Anhanguera Uniderp (ANEXO I).
  • 6. Referências Bibliográficas  ROBBINS, S. L.; KUMAR, V. (ed.); ABBAS, A.K. (ed.); FAUSTO, N. (ed.). Patologia: Bases Patológicas das doenças. 8ª ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2010.  SOLÉ, D. ; SAKANO, E. III Consenso Brasileiro sobre Rinites. Brazilian Journal of Otorhinolaryngology. Vol.6 . São Paulo - 2012  IBIAPINA, C. da C.; SARINHO, E. S. C.; CAMARGOS, P. A. M.; ANDRADE, C. R.; CRUZ FILHO. A. A. S. Rinite alérgica: aspectos epidemiológicos, diagnósticos e terapêuticos. Jornal Brasileiro de Pneumologia, 2008.  ROITHMANN, R.; Rinites. Revista AMRIGS, Porto Alegre, 2000  AKDIS M.; AKDIS C. A.; Mechanisms of allergen- specific immunotherapy. Journal of Allergy Clin Immunology. 2007  TEIXEIRA, M. Z.; Ensaio clínico quali-quantitativo para avaliar a eficácia e a efetividade do tratamento homeopático individualizado na rinite alégica perene. Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. São Paulo, 2009  GALVÃO, C. E.S.; Asma e rinite ocupacionais – visão imunoalérgica. Revista Brasileira de alergia e imunopatologia. Vol. 33, Nº 1, 2010.  NAKASATO, A. Respirador bucal. 2005 /http://www.forl.org.br/pdf/seminarios/seminario_25.pdf/  FILHO, N. A. R.; NETO, H. C. Atualização no diagnótico e tratamento da rinite alégica. Manual de Otorrinolaringologia Pediátrica da IAPO. Vol.5. 2006 /http://www.iapo.org.br/manuals/v_manual_br_32.pdf/

Related Documents