Dorotéia Marra Graduada em Artes Plásticas Pós graduada em Arte e Criatividade Pós graduada em Marketing Artista plást...
"A Arte está relacionada à história da humanidade e a suas conquistas, à natureza humana e seu simbolismo, à he...
Por que levar Arte para a sala de aula?Por que ou para que é que precisamos estudar Arte?
 Com certeza você já se fez essas perguntas ou já as ouviu. . . nossos alunos, sempre as têm na ponta da língua. Estuda...
A arte-educadora americana Betty Edwards, em seu livro Desenhando com o lado direito do cérebro, nos apresenta uma...
Hemisfério Esquerdo Hemisfério Direito ...
 Hemisfério Esquerdo  Hemisfério Direito Escrever à mão  Desenhar pintar, fazer Símbolos ...
Ótimo! Os hemisférios do cérebro funcionam de formas diferentes. . . como assim?Lado esquerdo: Sabemos que as habilidades...
O que se deve fazer paradesenvolver o lado direito do cérebro?
 Tendo como preocupação o modo como se aprende arte (relação entre o fazer artístico, a leitura deste fazer e sua inser...
 A arte dever ser considerada como um corpo organizado de conhecimentos que exige o mesmo tipo de substância e de rigor...
 Na construção de conhecimentos em arte, o DBAE valoriza não só a produção artística, mas também as informações culturais...
 Aqui no Brasil, a professora Ana Mae Barbosa adaptou a teoria DBAE ao nosso contexto, denominando-a Proposta Triangula...
Fazer artístico História da arteLeitura da imagem
 História da arte - contextualizaçãoÉ importante conhecer tudo oque se fez atéhoje em matéria de Arte para se poder criar...
 Leitura da imagem – apreciaçãoNo processo de educação do olhar e em todo oprocesso de ensino/aprendizagem, a postura doe...
 Fazer artístico – práticaCom o fazer artístico, espera-se proporcionaruma vivência, além da experiência, durantetoda a p...
 ALVES, Rubem. A Escola com que Sempre Sonhei sem Imaginar que Pudesse Existir. Campinas: Papirus Editora, 2004. ...
 http://mercadoetico.terra.com.br/arquivo/aprendend o-com-o-lado-direito-do-cerebro/ http://www.blogflaviopereira.c...
Por que estudar arte na escola...
Por que estudar arte na escola...
of 21

Por que estudar arte na escola...

Published on: Mar 4, 2016
Source: www.slideshare.net


Transcripts - Por que estudar arte na escola...

  • 1. Dorotéia Marra Graduada em Artes Plásticas Pós graduada em Arte e Criatividade Pós graduada em Marketing Artista plástica – pintura, escultura e design Professora de arte e artesanato doromarra@hotmail.com – Doroteia Marra
  • 2. "A Arte está relacionada à história da humanidade e a suas conquistas, à natureza humana e seu simbolismo, à herança cultural dos grupos e ao desenvolvimento individual das pessoas.Despertar a intuição artística, desenvolver as suas formas de expressão e ampliar nossa capacidade de absorvê-la estárelacionado intimamente com o despertar de nossa humanidade". COSTA Cristina, (2004, p.10).
  • 3. Por que levar Arte para a sala de aula?Por que ou para que é que precisamos estudar Arte?
  • 4.  Com certeza você já se fez essas perguntas ou já as ouviu. . . nossos alunos, sempre as têm na ponta da língua. Estudar Arte pra passar no vestibular? Para adquirir cultura? Para conhecer nossa história? A Arte está presente na nossa vida todo o tempo e, na maioria das vezes, nem nos damos conta. Por exemplo: no modelo da camisa, do tênis, no carro novo, na embalagem do café, no perfume, na música tocando no rádio. . . Não é uma delícia ouvir, de repente, aquela música que a gente adora? Essa sensação prazerosa que sentimos ao ouvir uma música, ao contemplar uma obra de arte ou assistir um bom filme é chamada de experiência estética. Uma espécie de prazer da alma. A Arte transforma nossa maneira de ver o mundo. Assim, é preciso aproveitar o que ela pode nos oferecer em termos de conhecimento, de sentimento, de sensações. Estudar Arte é muito bacana e vai ficando cada vez mais interessante se analisarmos seu sentido e suas relações com a História, com a Filosofia, Matemática, Física. . . "Além disso, todos os setores da sociedade procuram pessoas que tenham certo conhecimento geral do mundo e uma sensibilidade aguçada para entendê-lo". COSTA Cristina, (2004,p.12)Para entender a importância da Arte na nossa vida, vamos analisar:
  • 5. A arte-educadora americana Betty Edwards, em seu livro Desenhando com o lado direito do cérebro, nos apresenta uma radiografiamuito interessante sobre nosso cérebro:
  • 6. Hemisfério Esquerdo Hemisfério Direito  Não-verbal: percepção das coisas com Verbal: usa palavras para nomear, uma relação mínima com palavras; descrever e definir;  Sintético: unir coisas para formar Analítico: decifra as coisas de totalidades; maneira sequencial e por partes;  Relaciona as coisas tais como estão nesse Utiliza um símbolo que está no lugar de momento; outra coisa. Por exemplo o sinal + representa a soma;  Analógico: encontra um símil entre diferentes ordens; compreensão das Abstrato: extrai uma porção pequena relações metafóricas; de informação e a utiliza para representar a totalidade do assunto;  Atemporal: sem sentido de tempo; Temporal: se mantem uma noção de  Não-racional: não requer uma base de tempo, uma seqüência dos fatos. Fazer informações e fatos reais; aceita a uma coisa e logo outra, etc.; suspensão do juízo; Racional: extrai conclusões baseadas na  Espacial: ver as coisas relacionadas a razão e nos dados; outras e como as partes se unem para formar um todo; Digital: utiliza números;  Intuitivo: realiza saltos de Lógico: extrai conclusões baseadas na reconhecimento, em geral sob padrões ordem lógica. Por exemplo: um teorema incompletos, intuições, sentimentos e matemático ou uma argumentação; imagens visuais; Linear: pensar em termos vinculados a  Holístico: perceber ao mesmo tempo, ideias, um pensamento que segue o concebendo padrões gerais e as estruturas outro e que em geral convergem em que muitas vezes levam a conclusões uma conclusão; divergentes.
  • 7.  Hemisfério Esquerdo  Hemisfério Direito Escrever à mão  Desenhar pintar, fazer Símbolos escultura Linguagem  Relações espaciais Leitura  Figuras e padrões Fonética  Interpretação Localizar de fatos e  Sensibilidade a cores detalhes  Cantar Conversar e recitar  Expressão artística Escutar  Visualizar Associação auditiva  Sentimentos e emoções Seguir instruções  Criatividade
  • 8. Ótimo! Os hemisférios do cérebro funcionam de formas diferentes. . . como assim?Lado esquerdo: Sabemos que as habilidades do lado esquerdo a gente vai aprendendo através de tentativa e erro: o bebê é pequenino, a mãe põe no chão, ele se ergue, cai, tenta de novo. . . até engatinhar. . . daí cai, tenta de novo. . . até andar. . . e assim vamos construindo nossa caminhada = caímos levantamos, falamos errado, consertamos, falamos outra língua, aprendemos uma fórmula matemática. . . Aprendemos por imitação: alguém mostra, diz ou faz alguma coisa, imitamos até aprender. . . Aprendemos pelo ensinamento: alguém explica, a gente ouve, vê, analisa, guarda. . .Lado direito: Para desenvolver as habilidades do lado direito do cérebro é preciso pensar em criatividade, sensibilidade,sensações, sentimentos: Desenhar Ouvir música Dançar Ler. . .É aqui que se percebe a importância da Arte para a Educação do Homem: desde bem pequenininha já é necessário envolver a criança com músicas, histórias, depois oferecer material para desenho, pintura, estimular a dança, a assistir filmes, a ler. . .
  • 9. O que se deve fazer paradesenvolver o lado direito do cérebro?
  • 10.  Tendo como preocupação o modo como se aprende arte (relação entre o fazer artístico, a leitura deste fazer e sua inserção no tempo), a partir de 1982 foi sistematizada uma proposta inglesa e norte-americana (concebida na década de 60), posteriormente vinculada ao Getty Center for Education in the Arts. Até então a arte-educação valorizava quase exclusivamente o desenvolvimento da auto- expressão, da criatividade e da autodescoberta. A criação e a imaginação estão presentes em todas as áreas do conhecimento, não sendo, assim, um objetivo exclusivo de Artes.
  • 11.  A arte dever ser considerada como um corpo organizado de conhecimentos que exige o mesmo tipo de substância e de rigor intelectual esperados das ciências exatas e humanísticas. Para passar a ocupar um lugar mais central num currículo escolar equilibrado, a disciplina Arte necessita de conteúdo próprio e substancial. Com a finalidade de elevar o seu nível de ensino, elaborou-se uma proposta denominada Discipline-Based Art Education (DBAE).
  • 12.  Na construção de conhecimentos em arte, o DBAE valoriza não só a produção artística, mas também as informações culturais e históricas, bem como a análise das obras. Esse modo de ensinar arte baseia- se em senti-la, compreendê-la na sua dimensão histórica, apreciá-la esteticamente, analisá-la e refletir sobre ela com espírito crítico, o que requer as quatro instâncias do conhecimento: a produção, a crítica, a estética e a história da arte.
  • 13.  Aqui no Brasil, a professora Ana Mae Barbosa adaptou a teoria DBAE ao nosso contexto, denominando-a Proposta Triangular por envolver três importantes vertentes: o fazer artístico, a leitura da imagem (obra de arte) e a história da arte. Diz Ana Mae (1991, p. 10): "O que a arte na escola principalmente pretende é formar o conhecedor, fruidor e decodificador da obra de arte (...). A escola seria a instituição pública que pode tornar o acesso à arte possível para a vasta maioria dos estudantes em nossa nação (...)".
  • 14. Fazer artístico História da arteLeitura da imagem
  • 15.  História da arte - contextualizaçãoÉ importante conhecer tudo oque se fez atéhoje em matéria de Arte para se poder criarum espírito crítico a respeito.Seja através de uma linha cronológica outemática, a história é primordial para seconstruir uma cultura geral sobre o próprioser humano, pois é através da arte que seconhece, realmente, a natureza humana
  • 16.  Leitura da imagem – apreciaçãoNo processo de educação do olhar e em todo oprocesso de ensino/aprendizagem, a postura doeducador na mediação de leituras de imagens devesempre partir de uma abordagem problematizadorainstigando o olhar, a reflexão, respeitando asinterpretações e julgamentos dos educandos, oeducador não é dono do saber e da verdade e deveestimular e respeitar a autonomia dos educandos.
  • 17.  Fazer artístico – práticaCom o fazer artístico, espera-se proporcionaruma vivência, além da experiência, durantetoda a produção, tornando o processo deensino/aprendizagem completo e significativopara os educandos, aplicando na prática osconceitos estéticos e poéticos abordadosdurante a leitura e contextualização.
  • 18.  ALVES, Rubem. A Escola com que Sempre Sonhei sem Imaginar que Pudesse Existir. Campinas: Papirus Editora, 2004. CLAXTON, Guy. Criative-se: Um Guia Prático Para Turbinar o Seu Potencial Criativo. I . São Paulo: Editora Gente, 2005. COSTA, Cristina. Questões de Arte: o belo, a percepção estética e o fazer artístico. São Paulo: Moderna, 2004. COSTELLA, Antonio f.. Para Apreciar a Arte. São Paulo: Editora Mantiqueira, 1997. CUMMING, Robert. Para Entender a Arte. São Paulo: Editora Ática, 1996. EDWARDS, Betty. Desenhando Com o Lado Direito do Cérebro. Rio de Janeiro: Ediouro Publicações SA, 1998. HERCULANO-HOUZEL, Suzana. O Cérebro em Transformação. Rio de Janeiro: Objetiva, 2005. KNELLER, George F. Arte e Ciência da Criatividade. São Paulo: IBRASA, 1978. MARTINS, Mirian Celeste Ferreira Dias. Temas e Técnicas em Artes Plásticas. São Paulo: ECE Editora, 1987. MICKETHWAIT, Lucy. Para a Criança Brincar com Arte. São Paulo: Editora Ática, 1997. NACHMANOVITCHY, Stephen. Ser Criativo. São Paulo: Sunnus, 1993. NEWBERY, Elizabeth. Como e Por Que se Faz Arte. São Paulo: Editora Ática, 2001. OSTROWER, Fayga. Criatividade e Processos de Criação. Petrópolis: Vozes, 1997. PROENÇA, Graça. História da Arte. São Paulo: Editora Ática, 2007. SENAC. DN. Elementos da Forma / Luiz Fernando Perazzo; Másiova T. Valença. Rio de Janeiro: Ed. Senac Nacional, 1997 STEINER, Rudolf. Arte e Estética Segundo Goethe. São Paulo: Antroposófica, 1998.
  • 19.  http://mercadoetico.terra.com.br/arquivo/aprendend o-com-o-lado-direito-do-cerebro/ http://www.blogflaviopereira.com.br/leitura- dinamica-e-memorizacao/treinar-o-cerebro/ http://repositorio.ul.pt/bitstream/10451/2573/2/UL FBA_TES375.pdf http://literatura.moderna.com.br/literatura/arte/icon es/pablo/proposta http://andersonbenelli.blogspot.com.br/2011/02/refl exoes-sobre-abordagem-triangular.html artesdoroteia.blogspot.com.br

Related Documents