jun
2012
COMUNIDADE
informativo trimestral das empresas do complexo industrial de camaçari  ano iii  nº 9
Plantio envolv...
mar 2012
2
Construindo o Futuro
atinge 1275 estudantes
da rede pública
O programa Construindo o Futuro
continua mobiliza...
polo comunidade
3
vaner c a saes
Parceria viabiliza
recuperação do
Anel Florestal
Idealizado pelo Governo do Estado na ...
mar 2012
carlos casaes
Memorial do Polo recebe mais
de oito mil visitas por ano
A presidente Dilma Roussef já foi lá. O ...
of 4

Polo comunidade

Comunidade Polo Camaçari 2012
Published on: Mar 4, 2016
Source: www.slideshare.net


Transcripts - Polo comunidade

  • 1. jun 2012 COMUNIDADE informativo trimestral das empresas do complexo industrial de camaçari  ano iii  nº 9 Plantio envolve comunidade no Mês do Meio Ambiente Estudantes aprendem sobre as carreiras do Polo 2 Recuperação do Anel Florestal 3 Memorial do Polo faz sucesso 4 iansã negr ão Um mutirão comunitário para plantio simbólico de 7.500 mudas de árvores nativas foi realizado no dia 1º de junho em Camaçari e Dias D’Ávila, com a participação de lideranças comunitárias e estudantes de escolas públicas dos dois municípios. O objetivo foi conscientizar a comunidade sobre a importância da restauração e conservação de áreas degradadas, entre as quais o Anel Florestal no entorno do Polo Industrial de Camaçari. O plantio integrou as ações comemorativas da Semana do Meio ambiente, coordenadas pelo Comitê de Fomento Industrial de Camaçari (Cofic) e o Instituto Corredor Ecológico Costa dos Coqueiros (Incecc), com o apoio das prefeituras de Camaçari e Dias D’Ávila, Braskem, Cetrel, Embasa e Dow Brasil. A atividade foi realizada, simultaneamente, em dois locais: em Camaçari, em área de dois hectares do Anel Florestal, próxima ao Bairro Mangueiral, onde foram plantadas 5000 mudas; em Dias D’Ávila, em área próxima à Lagoa da Nova, no Bairro de Nova Dias D’Ávila, que recebeu 2500 mudas. “O plantio comunitário mostra, principalmente aos estudantes, como é possível, com pequenas ações, colaborar com o futuro do nosso planeta, estimulando a conservação das florestas”, afirma a engenheira ambiental, Loyane Borges, coordenadora do Programa Fábrica de Florestas, realizado pelo Incecc. PALESTRA Além do plantio comunitário, os estudantes de Camaçari e Dias D’Ávila participaram de outros eventos relacionados com o meio ambiente. No dia 4 de junho, no Teatro da Cidade do Saber, em Camaçari, foi encenada pelo Sesi a peça teatral “Plantando o Futuro”, com a participação de jovens atores de Camaçari. A peça ressalta a importância de preservação do Anel Florestal e foi precedida de palestra sobre o tema “As Florestas, o Homem e a Vida do Planeta”, a cargo de Loyane Borges. Este tema foi escolhido, segundo ela, “para lembrar a riqueza que as florestas trazem para o homem”, ressaltando ainda a necessidade de se refletir “sobre o que podemos fazer para melhorar e preservar a vida”. Nos últimos três anos e meio, o Incecc realizou, com o envolvimento da comunidade, o plantio de mais de 370 mil mudas de árvores nativas em áreas degradadas de Camaçari e Dias D’Ávila. polocomunidade_2012_02.indd 1 12/06/12 09:54
  • 2. mar 2012 2 Construindo o Futuro atinge 1275 estudantes da rede pública O programa Construindo o Futuro continua mobilizando os alunos das escolas públicas de Camaçari e Dias D’Avila. No total, 1275 estudantes já participaram, dos quais 825 no segundo semestre de 2011, quando o programa iniciou, e 450 até maio deste ano. Profissionais da Dow, Petrobras, bsc, Arembepe Energia e Ford fizeram palestras, contaram suas histórias e apresentaram as oportunidades das carreiras técnicas no Polo de Camaçari. As escolas atendidas foram: Cosme de Farias, Américo Ferreira e Edgard Santos (Camaçari) e Anfrísia Santiago, Pe Torrend, Altair da Costa e Normélio Moura (Dias D’Ávila). Até o final do ano, estão programadas diversos outros encontros dos profissionais das empresas do Polo nas escolas de Camaçari e Dias D’Ávila. No mês de julho, a DuPont estará na Escola Laura Folly, de Dias D’Ávila, enquanto a Monsanto visitará a Escola Luís Rogério, de Camaçari. Voltado para estudantes da 9ª série do Ensino Fundamental e do Ensino Médio, o Construindo o Futuro tem o objetivo de divulgar as carreiras técnicas mais promissoras no Polo de Camaçari, levando os jovens a uma reflexão sobre suas escolhas profissionais. A iniciativa é resultado de acordo firmado entre a Universidade Federal da Bahia, o Cofic e o Senai. O líder de operação da Millennium Luiz Fernando conseguiu chamar a atenção dos estudantes da Escola Marquês de Abrantes (Camaçari) para as oportunidades das carreiras técnicas no Polo. O engenheiro mecânico da Ford Roberto Tominaga disse aos estudantes da Escola Laura Folly, em Dias D’Ávila, que a base para o sucesso profissional está na educação. O que foi reforçado pelo engenheiro em mecatrônica da Odebrecht Ângelo Medina, que enfatizou em sua palestra na Escola Maria Quitéria, em Camaçari: “O importante é o esforço em querer aprender”. CARREIRAS TÉCNICAS Estimular carreiras técnicas direcionadas para as necessidades das indústrias e capacitar profissionais a partir de critérios de excelência. Estes são os principais objetivos do programa Construindo o Futuro. O foco no ensino médio visa apresentar aos estudantes as oportunidades das promissoras carreiras técnicas no Polo de Camaçari. A outra vertente é voltada para a concessão de bolsas de incentivo para os primeiros colocados no vestibular para Engenharia Química, Engenharia Mecânica e Química da Ufba, bem como no processo de seleção para tecnólogos do Senai. Polo de Cidadania Treinamento Nudec Este ano, o Polo de Cidadania acontecerá em setembro. Realizado pela primeira vez em 2008, como parte das comemorações dos 30 anos do complexo industrial de Camaçari, o evento já faz parte calendário de atividades anual dos moradores de Camaçari e Dias D’Ávila. A iniciativa mobiliza diversas empresas do Polo que, juntamente com o Cofic, Sesi, Cidade do Saber e a Prefeitura Municipal de Camaçari, promovem atendimentos nas áreas de cidadania, saúde, educação, lazer, cultura e esporte. A expectativa para este ano é reunir um público de mais de 10 mil pessoas. Formado por 60 voluntários das comunidades vizinhas de Camaçari e Dias D’Avila, os representantes do Núcleo de Defesa Comunitária participam ativamente do programa de treinamento coordenado pelo Cofic. Neste mês de junho, integram a agenda a palestra sobre “Saúde do Homem” em Dias D’Ávila — na Escola Altair da C. Lima (dia 6) e na Igreja Batista (dia 14). Serão promovidos também uma oficina sobre “Neurolinguística aplicada à Ação Comunitária” (dia 9) e o seminário “Como desenvolver projetos para a comunidade com base no Desenvolvimento Sustentável” (dia 30, das 8 às 17h), no Campo da cta. O Nudec foi criado com o objetivo de funcionar como elo de ligação entre o Polo e as comunidades vizinhas, mantendo-as informadas em situações de emergência. polocomunidade_2012_02.indd 2 12/06/12 09:54
  • 3. polo comunidade 3 vaner c a saes Parceria viabiliza recuperação do Anel Florestal Idealizado pelo Governo do Estado na década de 70, com o objetivo de manter uma distância mínima e segura da comunidade urbana em relação à área industrial, o Anel Florestal que circunda o Polo de Camaçari está sendo recuperado e reflorestado graças à união de esforços do poder público com a iniciativa privada e a participação das comunidades vizinhas. A área do Anel Florestal pertence à Sudic (Superintendência do Desenvolvimento Industrial e Comercial), autarquia vinculada à Secretaria da Indústria, Comércio e Mineração do Estado da Bahia, que tem a responsabilidade de preservar os recursos naturais e o equilíbrio ecológico. A fiscalização, por sua vez, é feita pela Prefeitura de Camaçari, através da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano, que mantém fiscais permanentemente na área. educação ambiental Plantios comunitários garantem o reflorestamento do Anel Florestal O Cofic, como instituição que agrega mais de 60 empresas do Polo, apoia os responsáveis pelo Anel Florestal (Sudic e Prefeitura de Camaçari) nas medidas de proteção e conservação ambiental. Apóia também o Programa Fábrica de Florestas, do Instituto Corredor Ecológico Costa dos Coqueiros (Incecc), na preparação de mudas e plantios comunitários para o reflorestamento. “Entre 2009 até maio deste ano, foram plantadas mais de 375 mil árvores na área do Anel Florestal e há uma estimativa de plantio até o final do ano de mais 50 mil se as condições climáticas permitirem”, afirma o superintendente geral do Cofic, Mauro Pereira. Segundo ele, além das ações de reflorestamento e proteção, o Cofic apoia também as ações de conscientização e educação ambiental, como as palestras e cursos nas escolas públicas de Camaçari e Dias D’Ávila e, ainda, a realização de cursos de combate à incêndio com a participação de todas as comunidades da região. Conselho Comunitário Prêmio Polo de Educação Ligue e denuncie agressões ao Anel Florestal Este mês, a reunião do Conselho Comunitário Consultivo acontece na Oxiteno (dia 15, às 9h30). O Conselho é o primeiro criado no País para funcionar como canal de diálogo entre a comunidade e um conglomerado industrial de porte. Ele é fruto de um trabalho de aproximação com as comunidades vizinhas, desenvolvido pelo Cofic ao longo dos anos. No total, 21 escolas públicas inscreveram-se no Prêmio Polo de Incentivo à Educação, das quais dez foram classificadas, cinco de Camaçari e cinco de Dias D’Ávila. O objetivo é estimular ações educativas nas áreas da leitura, expressão oral e escrita. Dia 13 de junho, acontece o seminário com as escolas classificadas e em julho, iniciam as visitas às escolas participantes. A participação da comunidade é de extrema importância para a proteção do Anel Florestal. Consciente de que preservar é responsabilidade de todos, independentemente do grau de participação de cada um, é necessário alertar as autoridades quando detectarem algum problema. Basta um telefonema. Em casos de incêndio, ligar para 199 (Defesa Civil) ou 8122 4039 (Incecc). Em casos de desmatamento, ligar para 2102 2568 (Gerência de Proteção e Segurança Industrial da Sudic), 9609 3161 (Guardsecure), 3622 10 28 /9984 7346 (Prefeitura de Camaçari) e 9981 5688 (Cipe). polocomunidade_2012_02.indd 3 12/06/12 09:54
  • 4. mar 2012 carlos casaes Memorial do Polo recebe mais de oito mil visitas por ano A presidente Dilma Roussef já foi lá. O ministro, o governador e o prefeito também. Os moradores, turistas e estudantes, todos vão ao Memorial do Polo, que funciona na Cidade do Saber, no centro da cidade de Camaçari. Anualmente, cerca de oito mil pessoas visitam o espaço para conhecer a história do maior complexo industrial da América Latina: o Polo Industrial de Camaçari, responsável por 30% do pib da Bahia. A maioria dos visitantes é de estudantes de escolas públicas (55% do total). Em visitas guiadas, eles têm a oportunidade de conhecer o real significado do Complexo Industrial de Camaçari para a região e os benefícios econômicos e sociais para a população da Bahia e do Brasil. De forma lúdica, o visitante pode visualizar o processo de transformação da matéria prima que sai do Polo Industrial de Camaçari até o produto final, que faz parte da nossa vida cotidiana, como tintas, plásticos, detergentes e até carros. Afinal, a produção das empresas do Polo de Camaçari está presente em praticamente todos os itens do dia a dia de milhões de pessoas em várias partes do mundo. Programa de visitas é permanente O Memorial do Polo funciona na Cidade do Saber, em Camaçari 4 Deten entrega “cheque verde” em apoio ao trabalho social Integrando a programação da Oficina de Saúde e Meio Ambiente, realizada no início de junho, a Deten fez a entrega do “cheque verde” para instituições que atuam no acolhimento, educação, qualificação profissional e inclusão de jovens órfãos e/ou abandonados, além de idosos e outras pessoas em situação de vulnerabilidade social. Criado em 1998, o “cheque verde” é resultado dos valores arrecadados com a venda de resíduos, dentre os quais sucata metálica e óleo usado. Recebem a ajuda — no valor de R$ 4 mil — entidades indicadas por empregados e contratados, visitadas e avaliadas por uma comissão multidisciplinar. Este ano foram destaques as seguintes instituições: Asgap – Associação Solidariedade Grupo de Apoio ao Portador de Câncer (Salvador), Casa de Repouso Bom Jesus (Salvador), Cecbasa – Centro Comunitário Batista Salamina (Simões Filho) e Lar da Criança (Salvador). “Muitas das vezes penso até em desistir, mas ações como esta me motivam a prosseguir com este projeto. Tenham certeza de que todo esforço empenhado contribui para formação destes jovens, elevando sua autoestima e afastando-os da violência, drogas, prostituição e criminalidade”, agradeceu Edmilson Anjos, presidente da Cecbasa. Visite o Memorial Área de Conhecimento Polo Comunidade O Memorial do Polo funciona de segunda a sexta-feira, das 8 às 17h. A visitação é gratuita e aberta a toda a população. Inaugurado em 8 de julho, na Cidade do Saber, o Memorial foi idealizado pelo Cofic, e é mantido em parceria com a Cidade do Saber como um centro permanente de referência e informação sobre o Complexo Industrial de Camaçari. O Memorial do Polo abrange uma área de aproximadamente 200 metros quadrados. É uma espécie de grande instalação onde é possível viajar pelo passado, presente e futuro do Complexo de Camaçari, conhecendo sua história e sua dinâmica de funcionamento através de jogos interativos, painéis, fotos, mapas, documentários e recursos multimídia interativos. Coordenação Editorial Superintendência de Comunicação/Cofic Realização Companhia de Comunicação Edição geral José Antônio Moreno Reportagem Shirley Pinheiro Projeto Gráfico e Editoração Santo Design Contato companhiadecomunicacao19@gmail.com polocomunidade_2012_02.indd 4 12/06/12 09:54

Related Documents