Pontos Históricos de Itaboraí
         O Centro Histórico traz na beleza e imponência de seus monumentos, as marcas de nossa história e o registro da i...
O Centro Histórico de Itaboraí <ul><li>O Centro Histórico de Itaboraí, localizado na Praça Marechal Floriano Peixoto (anti...
Igreja Matriz de São João Batista <ul><li>Tombada como Patrimônio Histórico Nacional pelo IPHAN em 1970, tem a sua origem ...
A igreja está situada na extremidade norte da praça, isolada do casario baixo e circundante. A Igreja Matriz é uma constru...
Teatro Municipal João Caetano            <ul><li>O Teatro Municipal João Caetano remete século XIX, quando Itaboraí era ...
Prédio da Secretaria Municipal de Educação   Típica casa térrea do Período Colonial, é um belo exemplo de resistência de p...
  <ul><li>  </li></ul><ul><li>  </li></ul>
Casa de Cultura Heloísa Alberto Torres Embora tenha sofrido consideráveis modificações arquitetônicas ao longo dos anos, e...
 
<ul><li>Igreja de Nosso Senhor do Bonfim </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>Situa-se dentro do setor mais antigo de Ita...
Em 1742, havia junto a igreja umA Igreja de Nosso Senhor a capela da Irmandade do Santíssimo, onde se instituiu uma Ordem ...
 
  Prefeitura Municipal de Itaboraí Típica residência apalacetada do fins do séc. XVIII, construída provavelmente entre 18...
 
  Fonte Carioca     Localizada fora do Centro Histórico, ao lado do Colégio Cenecista Alberto Torres, a Fonte Carioca, ref...
 
    Câmara Municipal Construída em 1840 para abrigar a Casa de Câmara e Cadeia Pública da recém-criada Vila de São João ...
   
    Loja Maçonica Concórdia Segunda   Apresentando uma fachada típica do Neoclássico (estilo artístico adotado tardiament...
 
Fonte de Pesquisa <ul><ul><li>http://www.itaboraiweblist.com.br/centro-historico.html </li></ul></ul><ul><li>  </li></ul><...
Sugestão de Planejamento <ul><li>Objetivo : </li></ul><ul><li>Conhecer os Pontos Históricos de Itaboraí, valorizando-os. <...
<ul><li>Metodologia : </li></ul><ul><ul><li>Apresentar o vídeo ; </li></ul></ul><ul><ul><li>Discutir  sobre o Patrimônio C...
<ul><li>Colégio Estadual Visconde de Itaboraí  </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>Disciplina: Integração das Mídias e N...
of 25

PONTOS HISTÓRICOS ITABORAÍ

Published on: Mar 4, 2016
Published in: Education      
Source: www.slideshare.net


Transcripts - PONTOS HISTÓRICOS ITABORAÍ

  • 1.     Pontos Históricos de Itaboraí
  • 2.          O Centro Histórico traz na beleza e imponência de seus monumentos, as marcas de nossa história e o registro da importância de Itaboraí no cenário político, econômico e cultural do Brasil.
  • 3. O Centro Histórico de Itaboraí <ul><li>O Centro Histórico de Itaboraí, localizado na Praça Marechal Floriano Peixoto (antigo Largo da Igreja de São João Batista) é composto por um destacado conjunto arquitetônico do Período Colonial Brasileiro. Pode-se começar o passeio pela Igreja Matriz de São João Batista, instalada no local onde Itaboraí foi fundada. Caminhando até o prédio da Secretaria Municipal de Educação e Cultura, tem-se um exemplo de casa térrea daquele período. A Casa de Cultura Heloisa Alberto Torres possui um fabuloso acervo bibliográfico e mobiliário. Temos também o Teatro João Caetano e Câmara Municipal. </li></ul>
  • 4. Igreja Matriz de São João Batista <ul><li>Tombada como Patrimônio Histórico Nacional pelo IPHAN em 1970, tem a sua origem em 1672, com a construção de uma capela por João Vaz Pereira sob a invocação de São João. Reconstruída entre 1725 e 1742, passa por nova reforma no período de 1767 a 1782, quando se estabelece o atual conjunto arquitetônico no ponto mais alto da colina, onde se implantou a Vila de Itaboraí. A torre Matriz é avistada de longe, marcando sua presença na região. O paisagismo atual da praça, à sua frente, é resultado de um projeto de reurbanização de 1953. Com o crescimento das árvores, necessários ao clima da região, árido e quente, criou-se uma concentração de verde no interior da praça, que quebra um pouco a harmonia original do antigo conjunto urbano. </li></ul>
  • 5. A igreja está situada na extremidade norte da praça, isolada do casario baixo e circundante. A Igreja Matriz é uma construção solidamente erigida de pedra e cal, de grossos muros e equilibrada concepção arquitetônica. Conserva características oitocentistas de uma só porta de entrada. Na fachada, duas janelas no coro. A torre única, ainda mantém o corpo inteiramente maciço. A Matriz de São João Batista, de propriedade da Diocese de Niterói. Alguns pertences internos merecem destaque, como as conversadeiras com assento de granito nas janelas da sacristia, o arcaz da sacristia ainda intacto, algumas peças da estatuária (originais do século XVIII), castiças e pratarias e o retábulo do altar-mor, com talha do século XVIII. Horário: Missas de 2ª a 6ª feira às 08:00 e 09:00h , sábados às 19:00h e Domingo às 07:00 e 18:00 hs
  • 6. Teatro Municipal João Caetano            <ul><li>O Teatro Municipal João Caetano remete século XIX, quando Itaboraí era freqüentado pela Família Real, que ia à cidade especialmente para assistir as encenações do teatrólogo. Lá, hospedavam-se na residência do Visconde de Itaboraí. A Igreja de Nosso Senhor do Bonfim foi construida no século XVIII, enquanto a fonte da Carioca guarda a lenda de uma passagem secreta. Os prédios da Maçonaria e da Câmara dos Vereadores, com seus frontões triangulares, são exemplos da arquitetura neoclássica. </li></ul>
  • 7. Prédio da Secretaria Municipal de Educação   Típica casa térrea do Período Colonial, é um belo exemplo de resistência de pessoas da classe social intermediária da época (artesão, artistas, funcionários públicos, etc.).  A casa que pertenceu a saudosa professora Paulina Porto - incentivadora da Banda de Música local - foi adquirida e reformada em 1986 no Governo de João Batista Cáffaro, após a morte de sua filha D. Lilita Porto e abriga desde então a sede da Secretaria de Educação. Em seu interior, encontra-se uma pintura do Marechal Floriano Peixoto, de August Petit.
  • 8.   <ul><li>  </li></ul><ul><li>  </li></ul>
  • 9. Casa de Cultura Heloísa Alberto Torres Embora tenha sofrido consideráveis modificações arquitetônicas ao longo dos anos, este típico sobrado do século XVIII, característico de residências de pessoas abastadas na época, mantém intacta sua fachada. Abrigando hoje a Casa de Cultura Heloísa Alberto Torres, administrada pela Secretaria de Cultura, este monumento doado ao IPHAN por Heloísa e Maria Alberto Torres, filhas de Alberto Torres, ex-ministro e ex-presidente da Província do Rio de Janeiro, possui um fabuloso acervo museológico e uma significativa coleção de livros periódicos, fotografias e documentos pertencentes à família Torres, ainda em processo de catalogação. A casa dispõe de salões para exposições temporárias de artes plásticas, duas salas permanentes de pesquisa: a sala da Memória e a Sala Família Alberto Torres, uma sala permanente de arte sacra, além de jardim externo, para eventos musicais e teatrais.
  • 10.
  • 11. <ul><li>Igreja de Nosso Senhor do Bonfim </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>Situa-se dentro do setor mais antigo de Itaboraí, numa das ladeiras que descem da praça principal. No seu entorno, um casario baixo de arquitetura simples. </li></ul><ul><li>  A igreja foi implantada na parte mais alta do terreno, criando um aspecto de imponência e verticalidade em relação às casas da localidade. Sua ambiência e proporcionalidade em relação a rua ficou prejudicada pela retirada da escadaria frontal, tendo atualmente um acesso lateral e um muro de arrimo quase à porta da igreja. Construída no século XVIII, a igreja possui um belo tratamento da fachada, típico das igrejas Jesuítas, onde se destaca o frontão triangular. Em 1742, havia junto a igreja um A Igreja de Nosso Senhor a capela da Irmandade do Santíssimo, onde se instituiu uma Ordem Terceira denominada Nossa Senhora do Monte Carmo, extinta em 1753. Em 1790 - 1800, João Bento Vasques restaurou e ampliou a capela e colocou sob a devoção do Senhor do Bonfim. Entre 1981 e 1982, a comunidade local, sob a coordenação da paróquia de Itaboraí, decide realizar reformas na igreja, que encontrava-se praticamente abandonada. Sua fachada principal foi restaurada, procurando-se preservar sua característica arquitetônica, mas, de resto, foram feitas muitas modificações. O altar-mor que se encontrava destruído foi totalmente substituído   </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>  </li></ul>
  • 12. Em 1742, havia junto a igreja umA Igreja de Nosso Senhor a capela da Irmandade do Santíssimo, onde se instituiu uma Ordem Terceira denominada Nossa Senhora do Monte Carmo, extinta em 1753. Em 1790 - 1800, João Bento Vasques restaurou e ampliou a capela e colocou sob a devoção do Senhor do Bonfim. Entre 1981 e 1982, a comunidade local, sob a coordenação da paróquia de Itaboraí, decide realizar reformas na igreja, que encontrava-se praticamente abandonada. Sua fachada principal foi restaurada, procurando-se preservar sua característica arquitetônica, mas, de resto, foram feitas muitas modificações. O altar-mor que se encontrava destruído foi totalmente substituído
  • 14.   Prefeitura Municipal de Itaboraí Típica residência apalacetada do fins do séc. XVIII, construída provavelmente entre 1803 e 1810, foi, segundo o inventário da FUNDREM, a residência do Visconde de Itaboraí - o primeiro Presidente da Província do Rio de Janeiro e ministro por mais de dez vezes - e servia de hospedagem para Família Real quando em visita a Itaboraí. Tombado como Patrimônio Histórico Nacional pelo IPHAN em 1964, foi desapropriado e declarado de utilidade pública pela Prefeitura em 1966, passando a ser utilizado como casa de caridade. Dois anos depois, o prédio sofre incêndio, ficando em estado de ruínas, sendo doado então ao Governo Estadual, que nele realiza obras de reconstrução, adaptando-o internamente ao seu novo uso como Fórum, cuja inauguração se deu em 1977. Após ampla reforma, a 16 de junho de 2000, no governo de Sérgio Soares, o prédio passou a ser a sede do Executivo Municipal.
  • 16.   Fonte Carioca     Localizada fora do Centro Histórico, ao lado do Colégio Cenecista Alberto Torres, a Fonte Carioca, reformada pela Prefeitura em 1986, guarda uma relação lendária com a Praça, em função da existencia de uma passagem subterrânea que une a Fonte a Igreja Matriz de São João Batista. Pesquisas, revelam ser um canal de escoamento de água da sacristia da Igreja para a Fonte. End: Av 22 de Maio - Centro ( ao lado do Colégio Alberto Torres .
  • 18.     Câmara Municipal Construída em 1840 para abrigar a Casa de Câmara e Cadeia Pública da recém-criada Vila de São João de Itaboraí (1833), este belo exemplo de arquitetura neoclássica, projetada pelo Major Julio Hoellerm foi Tombado como Patrimônio Histórico Estadual pelo INEPC em 1979. Em 1962, passa a ser também ocupada pela Prefeitura Municipal, que na época realiza reformas de adaptação. Em 1994, com a inauguração do Centro Administrativo, a Prefeitura desocupa o prédio, que passa a ser utilizado unicamente pelo Poder Legislativo em 1999, sendo a Câmara de Vereadores presidida por Renato Ferreira, o prédio passou por um processo de restauração sob a orientação técnica do INEPAC e do Departamento Geral de Patrimônio e Turismo de Itaboraí.
  • 19.
  • 20.     Loja Maçonica Concórdia Segunda   Apresentando uma fachada típica do Neoclássico (estilo artístico adotado tardiamente no Brasil, a partir da vinda da Missão Artística Francesa, trazida pela família Real Portuguesa em 1816), com um frontão triangular de grande proporções, o prédio da tradicional Loja Maçonica Concórdia Segunda (inaugurada em 1833, compõe, com um conjunto de casas térreas, a mais antiga rua de acesso ao Centro Histórico.
  • 21.
  • 22. Fonte de Pesquisa <ul><ul><li>http://www.itaboraiweblist.com.br/centro-historico.html </li></ul></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><ul><li>http://www.itaborai.rj.gov.br/home/index.php?pg=sego </li></ul></ul>
  • 23. Sugestão de Planejamento <ul><li>Objetivo : </li></ul><ul><li>Conhecer os Pontos Históricos de Itaboraí, valorizando-os. </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>Conteúdo / Tema :  </li></ul><ul><li>Os Pontos Históricos de Itaboraí </li></ul><ul><li>Publico alvo : 1º e 2º Segmento o Ensino Fundamental e Ensino Médio </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>Recursos materiais : DVD </li></ul>
  • 24. <ul><li>Metodologia : </li></ul><ul><ul><li>Apresentar o vídeo ; </li></ul></ul><ul><ul><li>Discutir  sobre o Patrimônio Cultural; </li></ul></ul><ul><ul><li>  </li></ul></ul><ul><ul><li>Solicitar exemplos os alunos ; </li></ul></ul><ul><ul><li>Discutir as causas e consequências para a valorização; </li></ul></ul><ul><ul><li>Listar com os alunos os hábitos e atitudes que preservará os Pontos Históricos do município; </li></ul></ul><ul><ul><li>  </li></ul></ul><ul><ul><li>Organizar visita aos centro histórico. </li></ul></ul><ul><ul><li>Avaliar a participação seguida de produções artísticas. </li></ul></ul>
  • 25. <ul><li>Colégio Estadual Visconde de Itaboraí  </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>Disciplina: Integração das Mídias e Novas Tecnologias </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>Professora: Joelma </li></ul><ul><li>Alunos: Bianca, Regiane e Luiz Henrique   CN 1002/2010 </li></ul>