Por que a Morte ainda nos traz tanto Medo? 17ª Semana Espírita de Macaíba [email_address] http://estudosespiritas.tk
Uma pequena estória para começar: (HILÁRIO SILVA, Do Livro: A Vida Escreve, por Chico Xavier e Waldo Vieira. O Temor da M...
Primeiramente, precisamos mudar a forma como pintamos a morte:
Antes ainda de começar, tenho uma notícia para dar para vocês: Todos nós que estamos aqui iremos morrer! E os que não vier...
Os vários medos da Morte: 1. Medo de não mais viver 2. Medo de doer 3. Medo do não saber 4. Medo de sofrer (no post-mort...
1. Medo de não mais viver: “ Este temor é um efeito da sabedoria da Providência e uma conseqüência do instinto de conserv...
2. Medo de doer: “ Muitas pessoas temem a morte por causa dos sofrimentos físicos que a acompanham . Sofremos, é verdade,...
 
3. Medo do Desconhecido: “ O temor da morte decorre, portanto, da noção insuficiente da vida futura , embora denote també...
 
4. Medo de Sofrer: “ Outra causa de apego às coisas terrenas, mesmo nos que mais firmemente crêem na vida futura, é a imp...
5. Medo de Perder: “ O medo da morte é o medo do ego de desaparecer. Por esse motivo o indivíduo, movido pelos desejos egó...
A contribuição do Espiritismo: “ Para libertar-se do temor da morte, é mister poder encará-la sob seu verdadeiro ponto de ...
“ E quando, enfim, após uma existência bem completada, vier a hora solene, será com calma, sem pesar, que acolherá a morte...
Ensino em Vida - “A morte, meus irmãos, é coisa à-toa” - Pregava Nhô Picanço Albergaria “ A morte é o despertar em novo di...
“ Aquele que crê em mim, ainda que esteja morto, viverá.” (João, 11:25)
of 17

Por que a Morte ainda nos traz tanto medo?

Apresentação realizada durante XVII Semana Espírita de Macaíba / RN.
Published on: Mar 4, 2016
Published in: Spiritual      
Source: www.slideshare.net


Transcripts - Por que a Morte ainda nos traz tanto medo?

  • 2. Por que a Morte ainda nos traz tanto Medo? 17ª Semana Espírita de Macaíba [email_address] http://estudosespiritas.tk
  • 3. Uma pequena estória para começar: (HILÁRIO SILVA, Do Livro: A Vida Escreve, por Chico Xavier e Waldo Vieira. O Temor da Morte ) Há pessoas que passam a vida toda mergulhadas no medo de morrer... Que acabam esquecendo-se de VIVER!
  • 4. Primeiramente, precisamos mudar a forma como pintamos a morte:
  • 5. Antes ainda de começar, tenho uma notícia para dar para vocês: Todos nós que estamos aqui iremos morrer! E os que não vieram também...
  • 6. Os vários medos da Morte: 1. Medo de não mais viver 2. Medo de doer 3. Medo do não saber 4. Medo de sofrer (no post-mortem ) 5. Medo de perder (afetos e bens materiais )
  • 7. 1. Medo de não mais viver: “ Este temor é um efeito da sabedoria da Providência e uma conseqüência do instinto de conservação , (...) contrapeso à tendência que, sem esse freio, nos levaria a deixar prematuramente a vida e negligenciar o trabalho terreno que deve servir ao nosso próprio adiantamento .” (KARDEC, O Céu e o Inferno , Cap. II)
  • 8. 2. Medo de doer: “ Muitas pessoas temem a morte por causa dos sofrimentos físicos que a acompanham . Sofremos, é verdade, na doença que acaba pela morte, mas sofremos também nas doenças de que nos curamos . No instante da morte, dizem-nos os Espíritos, quase nunca há dor ; morre-se como se adormece. Esta opinião é confirmada por todos aqueles a quem a profissão e o dever chamam frequentes vezes para a cabeceira dos morimbundos .” (DENIS, O Problema do ser, do destino e da dor , cap. X – A morte )
  • 10. 3. Medo do Desconhecido: “ O temor da morte decorre, portanto, da noção insuficiente da vida futura , embora denote também a necessidade de viver e o receio da destruição total; igualmente o estimula secreto anseio pela sobrevivência da alma, velado ainda pela incerteza .” (KARDEC, O Céu e o Inferno, Cap. II ) Temos uma tendência natural de temer o desconhecido. Com a Doutrina Espírita, passamos a conhecer melhor a vida além-túmulo, e a morte passa a ser uma simples transição das muitas vidas.
  • 12. 4. Medo de Sofrer: “ Outra causa de apego às coisas terrenas, mesmo nos que mais firmemente crêem na vida futura, é a impressão do ensino que relativamente a ela se lhes há dado desde a infância . Convenhamos que o quadro pela religião esboçado, sobre o assunto, é nada sedutor e ainda menos consolatório. ” (KARDEC, O Céu e o Inferno, Cap. II) Céu Inferno Penas Eternas
  • 13. 5. Medo de Perder: “ O medo da morte é o medo do ego de desaparecer. Por esse motivo o indivíduo, movido pelos desejos egóicos, apega-se ao corpo como se ali estivesse sua própria essência. ” (NOVAES, Psicologia e Espiritualidade ) “ A morte o assusta [o homem carnal] , porque ele duvida do futuro e porque tem de deixar no mundo todas as suas afeições e esperanças .” (KARDEC, O Livro dos Espíritos, Q941)
  • 14. A contribuição do Espiritismo: “ Para libertar-se do temor da morte, é mister poder encará-la sob seu verdadeiro ponto de vista, isto é, ter penetrado pelo pensamento no mundo espiritual, fazendo dele uma idéia tão exata quanto possível, o que denota da parte do Espírito encarnado um tal ou qual desenvolvimento e aptidão para desprender-se da matéria. No Espírito atrasado, a vida material prevalece sobra a vida espiritual ”. (KARDEC, O Céu e o Inferno, Cap. II) O Espiritismo matou a morte!
  • 15. “ E quando, enfim, após uma existência bem completada, vier a hora solene, será com calma, sem pesar, que acolherá a morte; a morte, que os homens envolvem com sinistro aparato; a morte, espanto dos poderosos e dos sensuais, e que, para o pensador austero, não é mais que a libertação , a hora da transformação , a porta que se abre para o império luminoso dos Espíritos .” (DENIS, O Porquê da Vida)
  • 16. Ensino em Vida - “A morte, meus irmãos, é coisa à-toa” - Pregava Nhô Picanço Albergaria “ A morte é o despertar em novo dia, Na luz de nova vida clara e boa”... “ Considero infeliz toda pessoa Que não sabe morrer como devia, Medo da morte é pura covardia... A morte é a vida que nos abençoa...” Mas nisso, um marimbondo entrou de manso, E ao ferroar o peito de Picanço, Fez-se na sala um bafafá tremendo... Caindo, ele gritou de voz opressa: - “Estou de enfarte!... Um médico depressa!... Socorro, meus irmãos, que estou morrendo!”... Cornélio Pires
  • 17. “ Aquele que crê em mim, ainda que esteja morto, viverá.” (João, 11:25)

Related Documents