PoesiaPretérito Imperfeito (Lamento)
Eu queria as doces manhãs de primavera:
Queria azaléias e rosas abertas
Queria pássaros, cantos e cores
Queria todos os olores no ar
Eu queria os quentes tempos de verão
Queria a chuva forte caindo
Queria o sol brilhante surgindo
Queria ficar na janela a olhar
Eu queria as ociosas tardes de outono
Queria folhas amareladas ao léu
Queria o balanço suave da rede
Qu e r i a c a n t i g a s d e r o d a e b r i n c a rQueria cantigas de roda e brincar
Eu queria os breves anoiteceres de inverno
Qu e r i a c a n t i g a s d e r o d a e b r i n c a rQueria céu nublado, nuvens pesadas
Qu e r i a c a n t i g a s d e r o d a e b r i n c a rQueria o mimo dos dedos seus
Qu e r i a c a n t i g a s d e r o d a e b r i n c a rQueria dormir cedo e sonhar
Qu e r i a c a n t i g a s d e r o d a e b r i n c a r 1. Para tudo há um tempo, para cada cois...
Qu e r i a c a n t i g a s d e r o d a e b r i n c a r Criação: Janete Maia ...
of 19

Pretérito imperfeito2

Published on: Mar 4, 2016
Source: www.slideshare.net


Transcripts - Pretérito imperfeito2

  • 1. PoesiaPretérito Imperfeito (Lamento)
  • 2. Eu queria as doces manhãs de primavera:
  • 3. Queria azaléias e rosas abertas
  • 4. Queria pássaros, cantos e cores
  • 5. Queria todos os olores no ar
  • 6. Eu queria os quentes tempos de verão
  • 7. Queria a chuva forte caindo
  • 8. Queria o sol brilhante surgindo
  • 9. Queria ficar na janela a olhar
  • 10. Eu queria as ociosas tardes de outono
  • 11. Queria folhas amareladas ao léu
  • 12. Queria o balanço suave da rede
  • 13. Qu e r i a c a n t i g a s d e r o d a e b r i n c a rQueria cantigas de roda e brincar
  • 14. Eu queria os breves anoiteceres de inverno
  • 15. Qu e r i a c a n t i g a s d e r o d a e b r i n c a rQueria céu nublado, nuvens pesadas
  • 16. Qu e r i a c a n t i g a s d e r o d a e b r i n c a rQueria o mimo dos dedos seus
  • 17. Qu e r i a c a n t i g a s d e r o d a e b r i n c a rQueria dormir cedo e sonhar
  • 18. Qu e r i a c a n t i g a s d e r o d a e b r i n c a r 1. Para tudo há um tempo, para cada coisa há um momento debaixo dos céus: 2. tempo para nascer, e tempo para morrer; tempo para plantar, e tempo para arrancar o que foi plantado; 3. tempo para matar, e tempo para sarar; tempo para demolir, e tempo para construir; 4. tempo para chorar, e tempo para rir; tempo para gemer, e tempo para dançar; 5. tempo para atirar pedras, e tempo para ajuntá-las; tempo para dar abraços, e tempo para apartar-se; 6. tempo para procurar, e tempo para perder; tempo para guardar, e tempo para jogar fora; 7. tempo para rasgar, e tempo para costurar; tempo para calar, e tempo para falar; 8. tempo para amar, e tempo para odiar; tempo para a guerra, e tempo para a paz. ECLESIASTES 3
  • 19. Qu e r i a c a n t i g a s d e r o d a e b r i n c a r Criação: Janete Maia Poesia: Janete Maia Imagens: http://fellingsfellings.blogspot.com Citação da Bíblia Sagrada: Eclesiastes 3:1-8

Related Documents