POPULAÇÃO DA EUROPA NOS
SÉCULOS XVII E XVIII: CRISES E
CRESCIMENTO
História A
11ºJ/Nº18
João Luís Moutinho
Escola Secundár...
Introdução
• Este trabalho remete-nos para os séculos XVII e XVIII,
numa Europa, com um abundante desequilíbrio
demográfi...
Conceitos
• Economia pré-industrial:
Sistema económico que se carateriza essencialmente pela
base agrícola e pela debilid...
Conceitos
• Crise demográfica:
É caraterizada por fluxos na população, geralmente de
curta duração devido à fome, doenças...
Economia
• A economia desta época era caraterizada uma economia
pré-industrial, que se baseia numa produção agrícola
trad...
População
• A população trabalhava a maior parte na agricultura, que
estava dependente da produção agrícola e como estas
...
Evolução Demográfica
• O modelo demográfico antigo é caraterizado por valores
elevados da natalidade e da mortalidade, qu...
O século XVII
• O século XVII foi caraterizado por grandes crises
económicas, políticas, demográficas e sociais, originan...
Evolução Demográfica
• O modelo demográfico moderno é caraterizado pelos
valores baixos e próximos entre a natalidade e
m...
O século XVIII
• O século XVIII foi o século das revoluções. O aumento
demográfico aliado às rápidas mudanças no campo so...
Conclusão
• Concluindo o meu trabalho, a Europa passou por muitos
altos e baixos quer politicamente quer socialmente. Por...
Bibliografia e Netgrafia
• Para o meu trabalho eu retirei informação destas fontes:
-”O tempo da história” 1ºParte, Histó...
of 12

População da europa nos séculos xvii e xviii

Published on: Mar 4, 2016
Source: www.slideshare.net


Transcripts - População da europa nos séculos xvii e xviii

  • 1. POPULAÇÃO DA EUROPA NOS SÉCULOS XVII E XVIII: CRISES E CRESCIMENTO História A 11ºJ/Nº18 João Luís Moutinho Escola Secundária Almeida Garrett
  • 2. Introdução • Este trabalho remete-nos para os séculos XVII e XVIII, numa Europa, com um abundante desequilíbrio demográfico, político e económico, apresentando sua evolução. • Separando por subtemas, a Economia e População da época, a Evolução Demográfica (modelo demográfico antigo e novo).
  • 3. Conceitos • Economia pré-industrial: Sistema económico que se carateriza essencialmente pela base agrícola e pela debilidade tecnológica. O volume de produção está ligado ao número de homens, estando em expansão demográfica limitada pela a insuficiência dos recursos alimentares. As fases de crescimentos e de recessão económica coincidem, em geral, com os fluxos e refluxos populacionais.
  • 4. Conceitos • Crise demográfica: É caraterizada por fluxos na população, geralmente de curta duração devido à fome, doenças (epidemias) e guerras. Através do elevado número de mortes que aumenta bruscamente por vezes triplicando, e ao mesmo tempo uma quebra acentuada na natalidade.
  • 5. Economia • A economia desta época era caraterizada uma economia pré-industrial, que se baseia numa produção agrícola tradicional. A baixa produtividade agrícola tornava impossível a alimentação da população, pois quanto menos produção houver, mais os preços aumentam. Portanto uma economia instável, dependente fortemente da agricultura.
  • 6. População • A população trabalhava a maior parte na agricultura, que estava dependente da produção agrícola e como estas não eram elevadas, havia fome que provocavam epidemias que por sua vez poderiam originar a morte. Os homens eram os que trabalhavam mais arduamente na atividade, enquanto suas mulheres tratavam dos seus filhos e das suas casas.
  • 7. Evolução Demográfica • O modelo demográfico antigo é caraterizado por valores elevados da natalidade e da mortalidade, que conduzem a um crescimento natural reduzido.
  • 8. O século XVII • O século XVII foi caraterizado por grandes crises económicas, políticas, demográficas e sociais, originando a triologia negra, que também esteve presente no século XVI. Este períodos são caraterizados de curta duração mas de um enorme perigo. O século XVII é relembrado como um tempo de desgraças e dificuldades, onde a fome, a peste e a guerra se juntam. formando a “triologia negra”. O século iniciou-se com a fome, devido a uma produção reduzida. A fome originava as doenças (especialmente a peste). Por fim um clima de guerra permanente, onde a Guerra dos 30 anos se destacou.
  • 9. Evolução Demográfica • O modelo demográfico moderno é caraterizado pelos valores baixos e próximos entre a natalidade e mortalidade que conduziram à estagnação das taxas de crescimento.
  • 10. O século XVIII • O século XVIII foi o século das revoluções. O aumento demográfico aliado às rápidas mudanças no campo social e político. • Essas mudanças, tais como, o aumento da esperança media de vida (35/40anos), a melhoria climatérica, os progressos técnicos e económicos, os avanços na medicina, o aumento da higiene, maior preocupação com a saúde e com a educação das crianças, a diminuição das guerras e principalmente o recuo da peste. • Tudo isto levou a um aumento na demografia.
  • 11. Conclusão • Concluindo o meu trabalho, a Europa passou por muitos altos e baixos quer politicamente quer socialmente. Por fim, em meados do século XVIII conseguiu finalmente estagnar a demografia. • Uma Europa que passou muitos maus períodos, no entanto soube sempre ultrapassa-los com políticas sociais e económicas adequadas.
  • 12. Bibliografia e Netgrafia • Para o meu trabalho eu retirei informação destas fontes: -”O tempo da história” 1ºParte, História A-11ºano, DO COUTO, célia pinto; ROSAS, maria antónia monterroso; MEA, elvira cunha de azevedo. -Google Images. -Wikipédia.

Related Documents