1
2
Autor
Maurício Sampaio
Fundador do Instituto MS de Coaching de Carreira
3
Sumário
Como entrei nessa, descobri minha vocação e hoje ajudo
outras pessoas a descobrirem as suas. ......................
4
Olá Coach!
Talvez você esteja se perguntando: até nessa área o processo
de coaching funciona?
Isso mesmo, deixa eu te co...
5
Como entrei nessa, descobri minha vocação
e hoje ajudo outras pessoas a descobrirem
as suas.
Minha história com a Orient...
6
emocionalmente depois da perda de um irmão e do meu pai,
ambos tinham falecido há apenas alguns anos.
Nessa mesma época ...
7
profissional. Assim como minha mãe que conquistava seu
grande sonho de ter uma escola, eu queria também
conquistar o meu...
8
São Paulo, e o resultado apontava que uma das principais
preocupações desse público era a respeito da vida
profissional,...
9
Depois de alguns anos eu desenvolvi algumas publicações
sobre o tema, que hoje estão nas maiores livrarias do pais,
come...
10
Oportunidades para Coaches Vocacionais
Agora que você conhece minha história e entendeu porque eu
sou uma pessoa apaixo...
11
Nesse sentido a falta de uma orientação ou um processo de
coaching vocacional, no período escolar, tem o mesmo efeito.
...
12
contratação de professores. Fora isso, as universidades
deixam de ganhar as mensalidades dos anos seguintes, e
quem sab...
13
Principais demandas e necessidades:
 Coaching Vocacional para adolescentes e jovens que
estão cursando o Ensino Médio
...
14
Tudo é uma questão de Método
Uma das coisa mais importantes que eu aprendi, nessa
jornada de mais de 10 anos, é que par...
15
No ebook eu detalho mais o método, os conceitos e as
ferramentas a serem utilizadas.
Clique aqui e conheça o eBook
16
Apresentação
Essa é uma fase de extrema importância, aqui se dá o início de
um relacionamento de confiança e esperança,...
17
traçar ações efetivas, que tragam respostas tangíveis ao
processo. Em muitos casos você vai perceber que existe uma
ten...
18
sessão. Realize essa checagem em todo início de
encontro/sessão. Cheque o que foi aprendido das conversas e
tarefas pas...
19
Outras publicações de Maurício Sampaio
Livro Escolha Certa
Como tomar a melhor decisão hoje
para conquistar uma carreir...
20
Pais & filhos: construindo um futuro
de sucesso
Em Influência positiva, os pais e
educadores terão aportes para
ajudar ...
of 20

Por dentro-do-coaching-vocacional

empreendedorismo
Published on: Mar 4, 2016
Published in: Business      
Source: www.slideshare.net


Transcripts - Por dentro-do-coaching-vocacional

  • 1. 1
  • 2. 2 Autor Maurício Sampaio Fundador do Instituto MS de Coaching de Carreira
  • 3. 3 Sumário Como entrei nessa, descobri minha vocação e hoje ajudo outras pessoas a descobrirem as suas. ............................................ 5 Oportunidades para Coaches Vocacionais .....................................10 Tudo é uma questão de Método ........................................................14 Outras publicações de Maurício Sampaio.......................................19
  • 4. 4 Olá Coach! Talvez você esteja se perguntando: até nessa área o processo de coaching funciona? Isso mesmo, deixa eu te contar como eu entrei nessa, e como me transformei em uma das grandes referencias nesse assunto no Brasil. Nesse ebook eu quero, também, te falar um pouco sobre as oportunidades desse mercado, para quem você pode oferecer seu trabalho. Eu vou ainda te apresentar o método que eu desenvolvi ao longo desses anos de experiência em atendimentos, a adolescentes, jovens, pais, educadores e profissionais variados. Separe alguns minutos precisos e entenda porque você pode fazer diferença na vida de muitas pessoas. Seja bem vindo! Maurício Sampaio InstitutoMS www.imscoachingdecarreira.com.br
  • 5. 5 Como entrei nessa, descobri minha vocação e hoje ajudo outras pessoas a descobrirem as suas. Minha história com a Orientação Vocacional, e depois com o coaching, começou cedo, teve início logo nos meus primeiros anos de juventude. Costumo dizer que essa história começou com o meu fusca, isso mesmo, como meu primeiro carro. Essa etapa da minha vida ficou marcante porque com o “fusca”, eu fui para o meu primeiro vestibular, e naquele momento eu dei conta de que eu estava mais perdido do que “cachorro que cai de caminhão de mudança.” Tinha escolhido um curso por impulso, uma faculdade por obrigação, e para falar a verdade não estava preparado tecnicamente não estava preparado para aquele momento. Sabe aquele negócio de que - nossa eu gosto de malhar, fazer ginástica, então eu vou prestar vestibular para educação física. Pois é, isso que eu fiz, eu adotei uma das piores estratégias; o impulso, a interferência interna das minha emoções. Para encurtar um pouco essa longa história, depois de um ano e meio que eu já estava fazendo o curso, resolvi parar. Aquele momento talvez tenha sido um dos momentos mais difíceis
  • 6. 6 emocionalmente depois da perda de um irmão e do meu pai, ambos tinham falecido há apenas alguns anos. Nessa mesma época minha mãe já estava a todo vapor, em ritmo acelerado com o seu negócio, uma escola de ensino regular. E como todos os bons pais que possuem negócios próprios, o primeiro passo é dizer: “filho venha trabalhar comigo, esse negócio algum dia vai ser seu”. No meio daquele tumultuo emocional eu aceitei, porém dentro de uma condição, tive que me inscrever no vestibular novamente, só que daquela vez foi no curso de pedagogia. Confesso que aceitei, pois eu não via uma outra saída naquele instante. Prestei vestibular novamente e entrei para o curso de pedagogia com ênfase em administração escolar. Para meu espanto e talvez da minha mãe também, eu acabei me identificando com o maior propósito do curso, que era aprender a ensinar os outros. O curso foi uma espécie de mentor em minha jornada, foram anos de aprendizados, estudos e pesquisas. Não só terminei o curso, me formei, como na sequência iniciei uma pós- graduação em educação. Mas quando eu pensei que estava tudo resolvido, mais um desafio apareceu bem na minha frente. Eu fui tomado por uma vontade enorme de construir meu próprio caminho
  • 7. 7 profissional. Assim como minha mãe que conquistava seu grande sonho de ter uma escola, eu queria também conquistar o meu próprio sonho, porém eu ainda não me sentia totalmente decidido e com uma visão clara do que seria isso. Começava minha agonia novamente. Durante um período eu utilizei uma outra estratégia que não aconselho aos meus clientes: testar e errar, testar e errar até achar o que gosta. Foram mais alguns anos de batalha, muito tempo perdido e muito dinheiro gasto. Até que um dia eu entrei em uma livraria e me deparei com um livro recém lançado pelo Roberto Shinyashi, um dos maiores autores do Brasil e hoje um grande amigo. O livro era o “heróis de verdade”. Em resumo o livro deixava a mensagem de que heróis de verdade acreditam no que escolhem, vão em frente custe o que custar, não desistem. Talvez essa tenha sido a grande força que eu precisava naquele momento. No mesmo ano eu tive a oportunidade de ser chamado para exercer um cargo público como convidado, e eu aceitei. Fui designado Coordenador de programas para a juventude do governo do Estado de São Paulo. Um dos primeiros trabalhos que eu desenvolvi no cargo foi verificar as principais preocupações dos jovens no estado de
  • 8. 8 São Paulo, e o resultado apontava que uma das principais preocupações desse público era a respeito da vida profissional, da carreira, do futuro profissional. Como eu já tinha tido contato com esse assunto, tanto na minha história pessoal, como na faculdade no curso de pedagogia, eu resolvi ir mais a fundo. Iniciei mais pesquisas e estudos sobre o assunto, realizei vários cursos sobre orientação vocacional e profissional. Desenvolvi o meu primeiro projeto chamado Rumo Profissional, que atendia jovens em processo de decisão profissional. Jovens que estavam em dúvida sobre os cursos superiores, as modalidades e as profissões. Isso foi apaixonante, amor à primeira vista! Nesse instante tomei mais uma decisão: quero viver disso! Pedi exoneração do meu cargo público e iniciei minha carreira solo. Intensifiquei meus estudos, e descobri nesse caminho o COACHING, e ai minha paixão aumentou mais ainda. Dai para frente eu iniciei atendendo jovens de Ensino Médio, da minha própria escola e de outros colégios, na sequencia comecei atender professores com dúvidas sobre a própria carreira, pais, amigos...enfim, pessoas que desejavam escolher uma nova profissão, entender seu papel nesse mundo, descobrir sua vocação.
  • 9. 9 Depois de alguns anos eu desenvolvi algumas publicações sobre o tema, que hoje estão nas maiores livrarias do pais, comecei a ministrar palestras e superei a marca de 5.000 horas de atendimento, desenvolvi meu próprio método o qual não só validei com grande pesquisadores do tema, mas com os resultados obtidos com os meu coachees/clientes. Hoje me tornei uma referencia no assunto, mais todo esse aprendizado, toda essa história é o que me faz ter a certeza de que o mundo precisa de mais coaches vocacionais, e foi por esse motivo que criei o IMS, o Instituto Maurício Sampaio de Coaching de Carreira, para desenvolver mais profissionais que possam, de forma estruturada e responsável, ajudar a milhares de pessoas a serem mais felizes.
  • 10. 10 Oportunidades para Coaches Vocacionais Agora que você conhece minha história e entendeu porque eu sou uma pessoa apaixonada pelo que faço, eu quero te mostrar em número e estatística por que esse é um mercado, na verdade um segmento de mercado, com um grande futuro. Hoje o Brasil possui cerca de 8 milhões de adolescentes e jovens matriculados no Ensino Médio. Segundo recentes pesquisas quase 70% se forma sem ao menos ter uma ideia do que vai fazer da sua vida; qual o curso, universidade e profissão vai escolher. Costumo dizer que isso é muito ruim para todos: alunos, pais, escolas, universidades e empresas. Costumo chamar isso de efeito dominó da infelicidade. Funciona como se fosse uma brincadeira que eu costumava fazer no dominó. Talvez você já tenha feito também! Eu enfileirava todas as peças do dominó em pé, fazendo uma grande fila, depois derrubava a primeira peça e pronto, iniciava a sequência de peças caindo.
  • 11. 11 Nesse sentido a falta de uma orientação ou um processo de coaching vocacional, no período escolar, tem o mesmo efeito. O primeiro a cair é o próprio jovem, que emocionalmente se sente mal por não saber o que exatamente deseja, por estar passando por um período de muita pressão interna e externa. A maior perda aqui é o emocional. Muitos chegam a ter um relacionamento familiar com os pais afetado. O segunda peça que cai é o bolso dos pais, isso mesmo, são anos investidos no ensino básico para depois os filhos desistirem de continuar os estudos, ou quando continuam, geralmente sem orientação, desistem logo no primeiro ano de faculdade - vide meu caso. Essa perda financeira é alta, imagina um jovem que se matriculou em uma universidade paga, considerada de média qualidade. Vamos dizer que a mensalidade gira em torno de R$ 1.000,00. Segundo pesquisas cerca de 40% dos jovens desistem logo nos primeiros anos de curso, por volta do oitavo mês. Fazendo as contas, esses pais já teriam investido R$ 8.000, mais despesas com materiais, transporte e alimentação... UFA! As universidades são a terceira pedra da fileira do dominó, a perdas com as desistências dos alunos, logo no primeiro ano, podem chegar a mais de R$ 10.000,00 por aluno, isso porque a universidade investe em marketing, publicidade, estrutura,
  • 12. 12 contratação de professores. Fora isso, as universidades deixam de ganhar as mensalidades dos anos seguintes, e quem sabe até receita da possível continuidade desses alunos em uma pós-graduação. A quarta peça desse cenário são as empresas que contratam jovens recém formados que não sabem, ainda, o que desejam para suas próprias vidas. Entram na primeira empresa que aparece, passam pelo rigoroso processo de seleção e depois de algum tempo desistem. As vezes nem sabem porque estão desistindo, apenas não querem mais. Veja como essa é uma cadeia enorme, em que as dores são divididas em camadas, mas também note quantas oportunidades existem dentro desse segmento de mercado. Quanto sofrimento você enquanto coach especializado nesse assunto pode ajudar a eliminar.
  • 13. 13 Principais demandas e necessidades:  Coaching Vocacional para adolescentes e jovens que estão cursando o Ensino Médio  Coaching Vocacional para adolescentes e jovens que estão fazendo cursinho  Coaching Vocacional para universitários que estão querendo mudar de curso  Programa específicos para Escolas  Ong`s e assossiações que trabalham com foco em jovens  Consultorias especializadas em desenvolvimento de jovens profissionais
  • 14. 14 Tudo é uma questão de Método Uma das coisa mais importantes que eu aprendi, nessa jornada de mais de 10 anos, é que para se realizar um bom trabalho, é necessário ter um método. Eu passei alguns anos sem método e confesso que as vezes me sentia perdido, até que depois de muito tempo eu tomei coragem e iniciei o desenvolvimento do meu próprio método. Ele foi desenvolvido com base em grandes autores e cientistas da área de educação, desenvolvimento vocacional e coaching. A estrutura é composta por algumas etapas importantes para que todo o processo de coaching vocacional, tenha um linha lógica, racional e prática. É uma espécie de guia, porém flexível no que tange a inserção de ferramentas e novos conceitos. Aliás, você já pode utilizar caso se sinta tranquilo(a) com a estrutura do método. Caso sinta a necessidade de mais informações ou detalhes, você pode adquirir o meu ebook Orientação e Coaching Vocacional: uma nova estratégia para ajudar os Jovens em suas escolha profissionais.
  • 15. 15 No ebook eu detalho mais o método, os conceitos e as ferramentas a serem utilizadas. Clique aqui e conheça o eBook
  • 16. 16 Apresentação Essa é uma fase de extrema importância, aqui se dá o início de um relacionamento de confiança e esperança, tanto por parte do coachee como de seus familiares. A conquista tem seu papel fundamental nesse processo. Costumo dizer a professores e educadores, que a aceitação corresponde 50% do resultado final de um trabalha educativo. No coaching vocacional isso não é diferente. O primeiro momento pode determinar o ritmo dos próximos encontros, digo isso, porque na maioria das vezes os pais forçam seus filhos a realizarem o trabalho, quando isso deveria ser espontâneo. Autoconhecimento Passada a fase de apresentações e aceitações, está na hora de conhecer de perto quem de fato é o seu coachee, o que ele pensa, suas crenças, valores, qual o seu autoconceito, se entende quais são as suas forças, fraquezas, identificar seus talentos, habilidades, interesses e motivações. Essa é uma fase de exploração, tudo o que envolve o desenvolvimento humano e vocacional deve ser avaliado, checado e entendido. Planejamento e ação Para que tudo aconteça no tempo certo, da maneira correta e para que realmente as coisas aconteçam, é preciso planejar e
  • 17. 17 traçar ações efetivas, que tragam respostas tangíveis ao processo. Em muitos casos você vai perceber que existe uma tendência para o desvio dos planos estabelecidos, isso ocorre por alguns motivos, tanto o coach como o coachee não conseguem estabelecer uma agenda com prioridades. Pesquisa Essa é a fase Sherlok Homes, fase da investigação, de unir imaginação a realidade. Pesquisar sobre profissões, ocupações, cases de sucesso profissional. Pesquisar sobre o mercado educacional e suas possibilidades: universidades, faculdades, e as diferentes modalidades de ensino, grade currícular. Conhecer mais de perto a rotina dos profissionais, seu ambiente de trabalho, retorno financeiro. Avaliação e Autoavaliação Crie formas de evidenciar o crescimento ou o desenvolvimento da maturidade de seu coachee, suas conquistas e realizações. Faça isso primeiro para validar o seu trabalho e depois para provar a ele, e seus familiares, que o processo se bem realizado, trás retorno. Aprendizagem Durante todo o processo, você deve avaliar se o coachee está aprendendo. Essa atividade deve ser constante, sessão a
  • 18. 18 sessão. Realize essa checagem em todo início de encontro/sessão. Cheque o que foi aprendido das conversas e tarefas passadas, identifique se realmente está tento alguma mudança de comportamentos, hábitos, pensamentos. Faça disso o seu hábito de trabalho. Autonomia Procure identificar ao final de todo o processo a capacidade do coachee de elaborar estratégias para situações de desafio, planejamento e ação. Nada adianta se o seu processo não implementar novas atitudes, novos pensamentos, não despertar o pensar crítico e a capacidade de construção.
  • 19. 19 Outras publicações de Maurício Sampaio Livro Escolha Certa Como tomar a melhor decisão hoje para conquistar uma carreira de sucesso amanhã O que eu realmente gosto de fazer? Em qual instituição devo estudar? Qual carreira devo escolher? O que é mais importante, ganhar dinheiro ou gostar do que faz? O autor desenvolve temas como a descoberta da vocação, o mapeamento das áreas de interesse, a importância de delinear o perfil comportamental, como lidar com as influências externas, de que maneira administrar o tempo, entre outros. O livro traz ainda exercícios práticos, atividades de reflexão e testes vocacionais consagrados na área de coaching. Seja o leitor um jovem que enfrenta pela primeira vez a pressão do vestibular, seja um universitário que descobriu recentemente que (quer mudar de carreira porque está na carreira equivocada), “Escolha Certa” é um guia mais do que completo, que auxilia na tomada dessa decisão tão importante e determinante para o futuro de cada um.
  • 20. 20 Pais & filhos: construindo um futuro de sucesso Em Influência positiva, os pais e educadores terão aportes para ajudar os jovens em um dos momentos mais importantes e impactantes de suas vidas: a escolha profissional. Mediante tantas opções existentes atualmente no mercado, eles podem se sentir inseguros e despreparados. Por isso, orientações e reflexões em vários ângulos temáticos tornam-se bem-vindos e até primordiais. O livro conta com depoimentos e exercícios práticos que clareiam as possibilidades de decisão quando o assunto é vocação, dom, dedicação num ofício e êxito profissionais. Tenha mais contato com nosso Instituto e com os cursos oferecidos, acesse: www.imscoachingdecarreira.com.br Facebook: https://www.facebook.com/InstitutodecoachingMS

Related Documents