1894-1930 prof.:Pérysson Nogueira
1. Prudente de Moraes (1894- Hermes da 6. ...
CORONELISMO  Eram em geral os grandes p...
 Herdou o país em crise e politicamente instável. Disputas territoriais: Palmas ou missões (contra a Argentina) e Il...
 Contexto concentração de renda, religiosidade e exploração do sertanejo. Características: sociedade igualitária basead...
CANGAÇO Tem sua origem em bandos armados que erma Lampião (1898- mantidos elos 1940): o Rei...
 Adoção de medidas deflacionárias, valorizando a moeda, aumentando impostos e cortando gastos, ge...
 Políticas dos governadores: associação entre o poder Federal e as oligarquias estaduais e elas com os coronéis. + Com...
 A Questão do Acre: Disputa pela região invadida pelos seringueiros contra a Bolívia. Solução: Acordo de Petrópolis: In...
 Modernização do Rio de Janeiro, Combateu a Varíola e a Febre Amarela  Revolta da Vacina. prof.:Pé...
  Governo de Afonso Pena (1906-09) Mineiro, manteve a política de valorização do café. Morreu no exercício do mandato....
 Política das Salvações: intervenção federal nos Estados no sentido de destituir do poder as antigas oligarquias estad...
 Guerra do Contestado (1912-16): entre Santa Catarina e Paraná. Influenciados pela pregação do Beato João Maria e liderad...
‘Operários’, de Tarsila do Amaral, 1933. Industrialização: política de substituição de importações gerada pela 1ª Guer...
 Rodrigues Alves: foi eleito mas morreu de gripe espanhola entes de assumir.  Assume o vice Delfim Moreira até a posse...
 Nordestino, representou o Brasil durante os tratados pós-1ª Guerra. Figura “neutra” no “café-com-leite”. Sua eleição r...
 Movimento de jovens oficiais do exercito que defendiam o nacionalismo, eram contra a forte presença do capital estrang...
 Momento de maior expressão ate então do movimento modernista no Brasil (e não o seu inicio). Antropofagia critica. ...
 Governou sob forte oposição: tenentismo, coluna Prestes → através de estado de sítio (diminuição das liberdades e gara...
 Movimento tenentista: Revolução Paulista de 1924 (liderados pelo General Isidoro Alves) + Coluna Gaúcha = Coluna Prest...
 Metas de governos: reforma monetária (para sanear as finanças do país e valoriza o peço do café) e abrir estradas (par...
 Indicação de Julio Prestes à Presidência (outro paulista, no lugar do mineiro Antônio Carlos ) X Getulio Vargas e João ...
 Vitória de Julio Prestes → aceita pela oposição → reviravolta: assassinato de João Pessoa + crise de 1929 → adesão dos...
of 23

Política do café com leite

Published on: Mar 4, 2016
Published in: Education      
Source: www.slideshare.net


Transcripts - Política do café com leite

  • 1. 1894-1930 prof.:Pérysson Nogueira
  • 2. 1. Prudente de Moraes (1894- Hermes da 6. 1898) Presidência Fonseca (1910-1914), Campos Sales (1898- 2. 7. Venceslau Brás (1914- 1902), 1918), 3. Rodrigues Alves (1902- 8. Epitácio Pessoa (1919- 1906), 1922), 4. Afonso Pena (1906- 9. Artur Bernardes (1922- 1909), 1926) 5. Nilo Peçanha(1909- 10. Washington Luís(1926- 1910), 1930). prof.:Pérysson Nogueira
  • 3. CORONELISMO  Eram em geral os grandes proprietários de terras ;  Exerciam o poder local desde o período colonial.  Dominavam o eleitor por meio do voto de cabresto. prof.:Pérysson Nogueira
  • 4.  Herdou o país em crise e politicamente instável. Disputas territoriais: Palmas ou missões (contra a Argentina) e Ilha da Trindade (x Inglaterra) prof.:Pérysson Nogueira
  • 5.  Contexto concentração de renda, religiosidade e exploração do sertanejo. Características: sociedade igualitária baseada na religião. Conflitos com a Igreja (perdia fieis e o controle), latifundiários (perdia mão - de -obra) e o Governo. Pretexto para a destruição de Canudos (1897): acusados de Monarquistas (Sebastianismo). prof.:Pérysson Nogueira
  • 6. CANGAÇO Tem sua origem em bandos armados que erma Lampião (1898- mantidos elos 1940): o Rei do grandes Cangaço fazendeiros (coronéis). A partir da década de 1930 o governo Heróis ou fecha o cerco ao bandidos? cangaço. prof.:Pérysson Nogueira
  • 7.  Adoção de medidas deflacionárias, valorizando a moeda, aumentando impostos e cortando gastos, gerando recessão. Fundig Loan: empréstimo de 10 Milhões de Libras Disputas territoriais: Amapá (x França) prof.:Pérysson Nogueira
  • 8.  Políticas dos governadores: associação entre o poder Federal e as oligarquias estaduais e elas com os coronéis. + Comissão verificadora de poderes. prof.:Pérysson Nogueira
  • 9.  A Questão do Acre: Disputa pela região invadida pelos seringueiros contra a Bolívia. Solução: Acordo de Petrópolis: Indenização de 2 Milhões de Libras e a criação de estrada de ferro Madeira-Mamoré. Convenio de Taubaté (1906): política de valorização e estabilização do preço do café por parte do governo. prof.:Pérysson Nogueira
  • 10.  Modernização do Rio de Janeiro, Combateu a Varíola e a Febre Amarela  Revolta da Vacina. prof.:Pérysson Nogueira
  • 11.   Governo de Afonso Pena (1906-09) Mineiro, manteve a política de valorização do café. Morreu no exercício do mandato. Nilo Peçanha (1909-10) Sem tempo nem clima para governar. Criou o Serviço de Proteção ao Índio, comandada por Candido Rondon (Marechal Rondon) Primeiro racha no “café-com-leite”: Rui Barbosa (+ os paulista) X Hermes da Fonseca (+ os mineiros). prof.:Pérysson Nogueira
  • 12.  Política das Salvações: intervenção federal nos Estados no sentido de destituir do poder as antigas oligarquias estaduais (da época da Política dos Governadores). Articulador dessa política: Pinheiro Machado. Revolta da Chibata (1910): contra os castigos físicos na Marinha. Líder: João Candido. Auge da exportação da Borracha (1912). Inicio da Guerra do Contestado (1912) prof.:Pérysson Nogueira
  • 13.  Guerra do Contestado (1912-16): entre Santa Catarina e Paraná. Influenciados pela pregação do Beato João Maria e liderados pelo monge Jose Maria. Luta pela terra. prof.:Pérysson Nogueira
  • 14. ‘Operários’, de Tarsila do Amaral, 1933. Industrialização: política de substituição de importações gerada pela 1ª Guerra Mundial. Predomino das industrias de bens de consumo. Movimento operário: influencias ideológicas do anarquismo e do comunismo difundido pelos imigrante. Entre 1917-21 foram feitas 150 greves. Repressão: Lei Adolfo Gordo (expulsar estrangeiro engajados nas lutas operárias). prof.:Pérysson Nogueira
  • 15.  Rodrigues Alves: foi eleito mas morreu de gripe espanhola entes de assumir.  Assume o vice Delfim Moreira até a posse do próximo presidente eleito. prof.:Pérysson Nogueira
  • 16.  Nordestino, representou o Brasil durante os tratados pós-1ª Guerra. Figura “neutra” no “café-com-leite”. Sua eleição representou um acordo entre paulistas e mineiros. Nesse momento já decidem as sucessões presidenciais seguintes: mineiros (ARTUR BERNARDES) e paulistas. Enfrentou criticas dos militares (por nomear civis para os ministérios militares), enfrentou o movimento operário (incendiado pela revolução bolchevista), quedas da exportação do café, secas no Nordeste (que tentou combate construindo açudes e poços). Foi construída a primeira faculdade federal (no Rio de Janeiro) e comemorado o Centenário da Independência. prof.:Pérysson Nogueira
  • 17.  Movimento de jovens oficiais do exercito que defendiam o nacionalismo, eram contra a forte presença do capital estrangeiro no país e também contra as praticas corruptas do “café-com-leite”. ATENÇÃO: era um movimento elitista que não confiava na participação popular, portanto era apenas uma dissidência do “café-com-leite”. Nem questionavam as estruturas socioeconômicas do país. Levante dos 18 do Forte de Copacabana (05/07/1922): a vitória fraudulenta de Artur Bernardes a presidência, a nomeação de civis para postos militares, o fechamento do Clube Militar e prisão de Hermes da Fonseca (candidato derrotado junto a Nilo Peçanha nas eleições). Foram duramente derrotados, mas as causas dos problemas continuaram. prof.:Pérysson Nogueira
  • 18.  Momento de maior expressão ate então do movimento modernista no Brasil (e não o seu inicio). Antropofagia critica. prof.:Pérysson Nogueira
  • 19.  Governou sob forte oposição: tenentismo, coluna Prestes → através de estado de sítio (diminuição das liberdades e garantias individuais). Rebelião em Amazonas (os tenentistas tomaram medidas socialistas). Disputas no Rio Grande do Sul: “pica-paus” (grupo político de Julio Castilho e Borges de Medeiros) X os Maragatos (remanescentes da Revolução Federalista, liderados por Assis Brasil). Contra a quinta reeleição consecutiva dos “pica-paus”. Solução: Acordo de Pedras Altas (eleição de Borges de Medeiros e fim da reeleição). prof.:Pérysson Nogueira
  • 20.  Movimento tenentista: Revolução Paulista de 1924 (liderados pelo General Isidoro Alves) + Coluna Gaúcha = Coluna Prestes (1925-27). Reforma Constitucional – objetivo: combater o tenentismo. Medidas: instituição da censura, aumento do poder Executivo (veto sobre o legislativo, direito de intervenção federal nos estados), restrição ao direito de Hábeas Corpus. Conclusão: medidas de caráter autoritário que refletem a agonia da Republica Velha. prof.:Pérysson Nogueira
  • 21.  Metas de governos: reforma monetária (para sanear as finanças do país e valoriza o peço do café) e abrir estradas (para integrar os estados). Crise de superprodução do café: desvalorização do café. Medidas: plano de estabilização da economia e Caixa de Estabilização (emissão de moedas cujo valor era assegurado com a contração de empréstimos), desvalorização cambial. Crise definitiva do café: crise mundial de 1929. prof.:Pérysson Nogueira
  • 22.  Indicação de Julio Prestes à Presidência (outro paulista, no lugar do mineiro Antônio Carlos ) X Getulio Vargas e João Pessoa (Aliança Liberal com o apoio dos mineiros, com um programa superficial e reformista). RACHA NO CAFÉ-COM-LEITE prof.:Pérysson Nogueira
  • 23.  Vitória de Julio Prestes → aceita pela oposição → reviravolta: assassinato de João Pessoa + crise de 1929 → adesão dos militares (Oswaldo Aranha e Flores da Cunha no Sul e Juarez Távora no Nordeste = junta pacificadora) → entrega do poder a Getulio Vargas (03/11/1930). Antônio Carlos: “Façamos a Revolução entes que o povo a faça” prof.:Pérysson Nogueira