Por mares nunca dantes navegados:
jogo de tabuleiro e ensino da
Expansão Marítima europeia no
século XV
Professor Rodolfo ...
Escola Estadual Luiz Salgado Lima
• Criada pelo decreto 5873 de 30 de
agosto de 1960.
• Situa-se no bairro Maria Guimarães...
Breve histórico dos Jogos de
Tabuleiro
• Os jogos de tabuleiro existem
desde a Antiguidade, sendo
encontrados na Mesopotâm...
Permanência histórica
Objetivo e público-alvo
• Pretendíamos dinamizar as
aulas de História, atraindo a
atenção dos estudantes.
• Escolhemos as ...
Ações
• Iniciamos a matéria do 3º
bimestre: “Expansão econômica
europeia e descobrimentos
marítimos nos séculos XV e XVI”
...
Jogo das Grandes Navegações
• Os grupos tomaram como
referência um mapa múndi do
século XV para fazer o tabuleiro e
a tril...
“Terra à vista”
• O resultado superou as
expectativas.
• A confecção do jogo exigiu
trabalho coletivo, disciplina e
o envo...
Avaliação
• Ocorreu ao longo de todo
o processo do trabalho.
• Avaliamos a participação
dos alunos, o
envolvimento das
equ...
Referências bibliográficas
• DOMINGUES, J. E. História em documento:
imagem e texto. 7º ano. São Paulo: FTD, 2013.
• FRANC...
Convite
Para saber mais, conheça nossas
redes sociais:
acropolemg.blogspot.com
facebook.com.br/acropolemg
Obrigado!
of 11

Por mares nunca dantes navegados

APRESENTAÇÃO REALIZADA NO III CONGRESSO DE PRÁTICAS EDUCACIONAIS DA REDE PÚBLICA DE EDUCAÇÃO DO ESTADO DE MINAS GERAIS: “NOVAS FORMAS DE ENSINAR E APRENDER”.
Published on: Mar 4, 2016
Published in: Education      
Source: www.slideshare.net


Transcripts - Por mares nunca dantes navegados

  • 1. Por mares nunca dantes navegados: jogo de tabuleiro e ensino da Expansão Marítima europeia no século XV Professor Rodolfo Alves Pereira Caeté (MG) – 23 de Setembro de 2014
  • 2. Escola Estadual Luiz Salgado Lima • Criada pelo decreto 5873 de 30 de agosto de 1960. • Situa-se no bairro Maria Guimarães França, em Leopoldina – MG. • Atualmente, ela atende cerca de 725 alunos. • Possui 86 profissionais trabalhando em prol de uma educação comprometida com a qualidade. • A Escola funciona nos três turnos, com Ensino Fundamental, Médio, PROETI, Curso Normal em nível médio e EJA- Recomeço em seu segundo endereço. • Em 2013, a Escola foi destaque nos resultados do IDEB. A média do 5º ano foi de 6.4, atingindo a meta de 2021. No 9º ano, o resultado foi de 4.7, o maior dentre as escolas públicas da sede do município.
  • 3. Breve histórico dos Jogos de Tabuleiro • Os jogos de tabuleiro existem desde a Antiguidade, sendo encontrados na Mesopotâmia e no Egito Antigo, por volta de 5000 a. C. • Mesmo com o passar dos anos, esse tipo de entretenimento permaneceu em nossa sociedade. • Possuem grande poder de atração sobre os seres humanos, independente de sua idade.
  • 4. Permanência histórica
  • 5. Objetivo e público-alvo • Pretendíamos dinamizar as aulas de História, atraindo a atenção dos estudantes. • Escolhemos as duas turmas do 7º ano (63 alunos), pois muitos alunos demonstravam desinteresse, dificuldade de aprendizagem e indisciplina. • No ensino, os jogos podem estimular o raciocínio lógico, a inteligência emocional e ajudam a melhorar as relações interpessoais.
  • 6. Ações • Iniciamos a matéria do 3º bimestre: “Expansão econômica europeia e descobrimentos marítimos nos séculos XV e XVI” (Tópico 7 do CBC – EF). • O estudo se deu por meio de aulas expositivas e dialogadas e exercícios do livro didático. • Em seguida, elaboramos uma oficina para confeccionar um Jogo de Tabuleiro sobre as Grandes Navegações. • Os alunos, em grupos, iniciaram a confecção do “Jogo das Grandes Navegações”.
  • 7. Jogo das Grandes Navegações • Os grupos tomaram como referência um mapa múndi do século XV para fazer o tabuleiro e a trilha. • Ao longo do percurso, distribuíram obstáculos, bônus e perguntas, os quais deviam ser superados até o fim do jogo. • Vence a partida aquele que concluir o trajeto e tiver o maior número de pontos acumulados. • Após duas aulas, os alunos terminaram a montagem do Jogo e puderam jogar.
  • 8. “Terra à vista” • O resultado superou as expectativas. • A confecção do jogo exigiu trabalho coletivo, disciplina e o envolvimento de todos os alunos. • Além disso, percebemos que houve uma significativa melhora no rendimento dos alunos, a partir dessa prática – estudar brincando.
  • 9. Avaliação • Ocorreu ao longo de todo o processo do trabalho. • Avaliamos a participação dos alunos, o envolvimento das equipes, o resultado final do Jogo e o domínio do conteúdo histórico. • Para finalizar, foi aplicada uma avaliação escrita.
  • 10. Referências bibliográficas • DOMINGUES, J. E. História em documento: imagem e texto. 7º ano. São Paulo: FTD, 2013. • FRANCO JR., Hilário. A idade média: nascimento do ocidente. São Paulo: Brasiliense, 2001. • Conteúdo Básico Comum (CBC) de História no Ensino Fundamental do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental. Disponível on-line em: <http://crv.educacao.mg.gov.br/sistema_crv/index.as px? id_projeto=27&id_objeto=38836&tipo=ob&cp=994d9 9&cb=&n1=&n2=Proposta%20Curricular %20%20CBC&n3=Fundamental%20%206%C2%BA %20ao%209%C2%BA&n4=Hist%C3%B3ria&b=s> • MARQUES, A. L. de V. Onde está Carmen Sandiego: a procura por novos desafios na História. Disponível on-line: <http://www.anpuhpb.org/anais_xiii_eeph/textos/ST %2004%20%20Ana%20Luiza%20de%20Vasconcelos %20Marques%20TC.PDF> Acesso em 22 ago. 2014. • PEREIRA, R. A. Jogos e ensino. Disponível on-line em:<http://acropolemg.blogspot.com.br/2014/08/jog os-e-ensino.html> acesso em 22 ago. 2014.
  • 11. Convite Para saber mais, conheça nossas redes sociais: acropolemg.blogspot.com facebook.com.br/acropolemg Obrigado!