Por que Execução Estratégica?
O ambiente corporativo é caracterizado pela busca incessante por resultados.
Desde seus Cons...
antiquada – de que os comandantes não se “sujam”, ficam em suas torres
tendo visões estratégicas e determinam o que deve s...
of 2

Por que Execução Estratégica?

Published on: Mar 4, 2016
Published in: Business      
Source: www.slideshare.net


Transcripts - Por que Execução Estratégica?

  • 1. Por que Execução Estratégica? O ambiente corporativo é caracterizado pela busca incessante por resultados. Desde seus Conselhos, passando pelo Presidente, Vice-presidentes, Diretores, Gerentes e Técnicos são todos, constantemente, pressionados para a conquista de objetivos cada vez mais desafiadores. Já é de amplo conhecimento a fórmula para endereçar a conquista de resultados: clareza dos objetivos pretendidos e um detalhado planejamento estratégico que guie a Organização, ou Unidade, no caminho para o sucesso. Entretanto, não raro, executivos se veem diante de grandes frustrações, por não conseguirem realizar suas estratégias, e de situações constrangedoras, já que não realizar as estratégias implica em não gerar os resultados esperados. Há uma série de elementos que contribuem para o sucesso ou fracasso da Execução das Estratégias em uma Organização. Clareza quanto aos objetivos, harmonia nos discursos da alta direção, alinhamento das unidades, liderança, mobilização, cultura e estrutura organizacionais, competências técnicas e gerenciais, política de remuneração e reconhecimento, capacidade de mensuração e análise de indicadores, qualidade dos programas e projetos, entre vários outros fatores. Obviamente, possuir uma boa Estratégia é condição essencial para sua execução e sucesso, mas não é suficiente. Kaplan e Norton, em seu livro A Execução Premium, destacam que “... várias pesquisas ao longo das últimas décadas indicam que 60% a 80% das empresas ficam muito longe de alcançar os objetivos definidos em seus Planos Estratégicos.”. Em sua obra Execução – A disciplina para atingir resultados, Larry Bossidy e Ram Charan trazem duas afirmações que considero mudanças de paradigmas fundamentais para a Execução Estratégica. Primeiro, colocam a Execução como principal tarefa dos Líderes, o que rompe com a visão tradicional – e
  • 2. antiquada – de que os comandantes não se “sujam”, ficam em suas torres tendo visões estratégicas e determinam o que deve ser feito pelo pessoal da operação. Tenho convicção de que esta postura dos “líderes” é a principal responsável pela lamentável estatística apresentada por Kaplan e Norton. O segundo ponto refere-se à Cultura Organizacional, destacando que a Cultura não leva à Execução, como se fossem causa e efeito. A Execução da Estratégia deve integrar a Cultura Organizacional, como um comportamento modal das pessoas que concluem o que começam, demonstrando continuidade de propósito e determinação. A Fundação Nacional da Qualidade, ao tratar do critério Estratégias e Planos em seu Modelo de Excelência em Gestão, aponta que “A implementacão das estratégias apresenta-se como um dos aspectos mais críticos para o sucesso de longo prazo de uma organização.”. Há, certamente, um sem-número de empresas de consultoria auxiliando todos os tipos de organizações na elaboração de seus Planos Estratégicos, mas são poucas as que se dispõem a caminhar ao lado de seus Clientes e apoiá-los nas decisões cruciais para a realização da Estratégia. A Ruy Xavier – Consultoria Empresarial coloca-se no mercado para oferecer assessoria gerencial de médio e longo prazo às Organizações e seus Executivos com vistas ao sucesso de suas estratégias. Em mais de 13 anos de experiência foram muitas as oportunidades de desenvolvimento teórico e prático das mais modernas técnicas voltadas à Execução Estratégica. Devemos ter sempre em mente que a criação e sustentação de Vantagens Competitivas não ocorrem por força da suposta racionalidade dos planos. Essa busca exige das empresas e, principalmente, de seus executivos perseverança, resiliência e instrumentos de gestão específicos para conduzir decisões complexas que corrijam rumos sem perder de vista o objetivo maior. Minha próxima publicação irá tratar dos elementos imprescindíveis para uma consistente Reflexão Estratégica orientada para o ganho de competitividade.

Related Documents