Dr. André Apenburg
Definição de Não- Caucasiano Aparência negra ou oriental Distinção mais complexa do que a cor do nariz ...
Perfil Populacional doBrasil 47% de negros e pardos no Brasil  65 milhões de pessoas 2a maior população de negro...
Dados Epidemiológicos Crescente popularidade da cirurgia cosmética em negros Assimilação de negros na classe m...
Miscigenação Racial Cor ou raça 1940 2000 Brancos 63,4 53,7 Negros 14,6 6,2 Amarelos ...
Avaliação Anatômica Narizes negróides não são homogêneos
Avaliação Anatômica Pele• Espessa• Oleosa• Inelástica• Tecido fibroelástico volumoso
Avaliação Anatômica Dorso• Baixo e largo• Nasion profundo• Ângulo obtuso entre osso próprios nasais
Avaliação Anatômica Ponta• Sem projeção e definição• Columela curta• Espinha nasal hipodesenvolvida
Avaliação Anatômica Base• Distância interalar aumentada• Excesso de asa• Narina ovóide e aberta
Planejamento Cirúrgico Caucasiano  Negróide• Giba • Ponta• Ponta • Narinas• ...
Planejamento Cirúrgico Nariz próximo ao padrão de beleza sem perder características étnicas
Vias de Acesso Aberta  Delivery• Visão ampliada • Evita incisão externa• Localização ...
Via Delivery
Abordagem da ConchaAuricular Incisão e descolamento da cartilagem
Abordagem da ConchaAuricular Exposição e incisão da cartilagem conchal
Abordagem da ConchaAuricular Remoção da cartilagem auricular
Abordagem da ConchaAuricular Curativo compressivo
Abordagem do Dorso Incisão intercartilaginosa
Abordagem do Dorso Incisão transfixante
Abordagem do Dorso Descolamento das cartilagens laterais superiores
Abordagem do Dorso Descolamento do dorso
Abordagem do SeptoNasal Descolamento septal Separação da cartilagem lateral superior
Abordagem do SeptoNasal Incisão septal
Abordagem do SeptoNasal Remoção do septo para enxerto
Abordagem da PontaNasal Incisão marginal
Abordagem da PontaNasal Incisão marginal
Abordagem da PontaNasal Incisão marginal
Abordagem da PontaNasal Descolamento das laterais inferiores
Abordagem da PontaNasal Cartilagens laterais inferiores descoladas 5mm ...
Abordagem da PontaNasal Remoção do excesso de gordura do subcutâneo
Abordagem da PontaNasal Cuidados para não esqueletizar a pele:• Irregularidade da ponta• Edema pós-operatório ...
Abordagem da PontaNasal Marcação do dômus
Abordagem da PontaNasal Marcação da cruz lateral
Abordagem da PontaNasal Cartilagens laterais inferiores marcadas
Abordagem da PontaNasal Remoção do excesso cefálico da cartilagem lateral inferior esquerda
Abordagem da PontaNasal Remoção do excesso cefálico da cartilagem lateral inferior direita
Abordagem da PontaNasal Lateralização do dômus
Abordagem da PontaNasal Strut nasal Maior sustentação e projeção da ponta
Abordagem da PontaNasal Fixação do strut
Abordagem da PontaNasal Reaproximação das cartilagens laterais inferiores
Abordagem da PontaNasal Reaproximação das cartilagens laterais inferiores
Abordagem da PontaNasal Encurtamento do strut
Resultado da Ponta Nasal Aumento da definição, projeção e rotação da ponta
Enxerto do Dorso
Enxerto de Dorso Preparo do enxerto
Enxerto de Dorso Preparo do enxerto
Enxerto de Dorso Envelope de Surgicel®
Enxerto de Dorso Colocação do enxerto
Enxerto de Dorso Elevação do dorso e definição do nasion
Abordagem da Base Nasal Marcação e incisão da base
Abordagem da Base Nasal Diminuição da distância interalar Alongamento e estreitamento das narinas
Técnica Cirúrgica Resultado
Técnica Cirúrgica Esparadrapagem e Aquaplast®
Conclusão Cirurgia plástica em pacientes negros está experimentando uma crescente popularidade
Conclusão Rinoplastia do nariz negróide é uma entidade especial
Conclusão Conhecimento anatômico é indispensável para o entendimento da rinoplastia do nariz negróide
Conclusão Rinoplastia do nariz negróide é um desafio, devido ao maior número e complexidade das deformidades
Nariz Negróide “É melhor preservar e conservar do que ressecar e se arrepender” Goldman...
Dr. André Apenburg
of 60

Nariz negroide

Published on: Mar 3, 2016
Source: www.slideshare.net


Transcripts - Nariz negroide

  • 1. Dr. André Apenburg
  • 2. Definição de Não- Caucasiano Aparência negra ou oriental Distinção mais complexa do que a cor do nariz Diferenças de pele, subcutâneo, cartilagem e osso
  • 3. Perfil Populacional doBrasil 47% de negros e pardos no Brasil  65 milhões de pessoas 2a maior população de negros do mundo 81,2% de negros e afrodescendentes em Salvador
  • 4. Dados Epidemiológicos Crescente popularidade da cirurgia cosmética em negros Assimilação de negros na classe média Pelo cruzamento de raças cada vez mais narizes brasileiros tendem ao tipo não-caucasiano
  • 5. Miscigenação Racial Cor ou raça 1940 2000 Brancos 63,4 53,7 Negros 14,6 6,2 Amarelos 0,6 0,4 Pardos 21,2 38,5 Indígenas - 0,4 Não declarou 0,1 0,7 ibge.gov.br
  • 6. Avaliação Anatômica Narizes negróides não são homogêneos
  • 7. Avaliação Anatômica Pele• Espessa• Oleosa• Inelástica• Tecido fibroelástico volumoso
  • 8. Avaliação Anatômica Dorso• Baixo e largo• Nasion profundo• Ângulo obtuso entre osso próprios nasais
  • 9. Avaliação Anatômica Ponta• Sem projeção e definição• Columela curta• Espinha nasal hipodesenvolvida
  • 10. Avaliação Anatômica Base• Distância interalar aumentada• Excesso de asa• Narina ovóide e aberta
  • 11. Planejamento Cirúrgico Caucasiano  Negróide• Giba • Ponta• Ponta • Narinas• Obstrução nasal • Ângulo naso-labial• Laterorrinia • Deformidade tipo sela
  • 12. Planejamento Cirúrgico Nariz próximo ao padrão de beleza sem perder características étnicas
  • 13. Vias de Acesso Aberta  Delivery• Visão ampliada • Evita incisão externa• Localização • Menor trauma cirúrgico anatômica original• Facilita colocação de • Risco de infecção e enxertos extrusão do enxerto devido a sua proximidade• Risco de cicatriz com a incisão hipertrófica intercartilaginosa
  • 14. Via Delivery
  • 15. Abordagem da ConchaAuricular Incisão e descolamento da cartilagem
  • 16. Abordagem da ConchaAuricular Exposição e incisão da cartilagem conchal
  • 17. Abordagem da ConchaAuricular Remoção da cartilagem auricular
  • 18. Abordagem da ConchaAuricular Curativo compressivo
  • 19. Abordagem do Dorso Incisão intercartilaginosa
  • 20. Abordagem do Dorso Incisão transfixante
  • 21. Abordagem do Dorso Descolamento das cartilagens laterais superiores
  • 22. Abordagem do Dorso Descolamento do dorso
  • 23. Abordagem do SeptoNasal Descolamento septal Separação da cartilagem lateral superior
  • 24. Abordagem do SeptoNasal Incisão septal
  • 25. Abordagem do SeptoNasal Remoção do septo para enxerto
  • 26. Abordagem da PontaNasal Incisão marginal
  • 27. Abordagem da PontaNasal Incisão marginal
  • 28. Abordagem da PontaNasal Incisão marginal
  • 29. Abordagem da PontaNasal Descolamento das laterais inferiores
  • 30. Abordagem da PontaNasal Cartilagens laterais inferiores descoladas 5mm 8mm
  • 31. Abordagem da PontaNasal Remoção do excesso de gordura do subcutâneo
  • 32. Abordagem da PontaNasal Cuidados para não esqueletizar a pele:• Irregularidade da ponta• Edema pós-operatório excessivo• Alteração de pigmentação
  • 33. Abordagem da PontaNasal Marcação do dômus
  • 34. Abordagem da PontaNasal Marcação da cruz lateral
  • 35. Abordagem da PontaNasal Cartilagens laterais inferiores marcadas
  • 36. Abordagem da PontaNasal Remoção do excesso cefálico da cartilagem lateral inferior esquerda
  • 37. Abordagem da PontaNasal Remoção do excesso cefálico da cartilagem lateral inferior direita
  • 38. Abordagem da PontaNasal Lateralização do dômus
  • 39. Abordagem da PontaNasal Strut nasal Maior sustentação e projeção da ponta
  • 40. Abordagem da PontaNasal Fixação do strut
  • 41. Abordagem da PontaNasal Reaproximação das cartilagens laterais inferiores
  • 42. Abordagem da PontaNasal Reaproximação das cartilagens laterais inferiores
  • 43. Abordagem da PontaNasal Encurtamento do strut
  • 44. Resultado da Ponta Nasal Aumento da definição, projeção e rotação da ponta
  • 45. Enxerto do Dorso
  • 46. Enxerto de Dorso Preparo do enxerto
  • 47. Enxerto de Dorso Preparo do enxerto
  • 48. Enxerto de Dorso Envelope de Surgicel®
  • 49. Enxerto de Dorso Colocação do enxerto
  • 50. Enxerto de Dorso Elevação do dorso e definição do nasion
  • 51. Abordagem da Base Nasal Marcação e incisão da base
  • 52. Abordagem da Base Nasal Diminuição da distância interalar Alongamento e estreitamento das narinas
  • 53. Técnica Cirúrgica Resultado
  • 54. Técnica Cirúrgica Esparadrapagem e Aquaplast®
  • 55. Conclusão Cirurgia plástica em pacientes negros está experimentando uma crescente popularidade
  • 56. Conclusão Rinoplastia do nariz negróide é uma entidade especial
  • 57. Conclusão Conhecimento anatômico é indispensável para o entendimento da rinoplastia do nariz negróide
  • 58. Conclusão Rinoplastia do nariz negróide é um desafio, devido ao maior número e complexidade das deformidades
  • 59. Nariz Negróide “É melhor preservar e conservar do que ressecar e se arrepender” Goldman, 1957 R.I.P.
  • 60. Dr. André Apenburg

Related Documents