TELE CELULAR SUL PARTICIPAÇÕES S.A.
Contatos
TELE CELULAR SUL PARTICIPAÇÕES S.A.
Ruggero Caterini
Diretor de Finanças ...
A Administração
“A Tele Celular Sul atingiu 1,416 milhão de clientes ao final de 2000.
Esse...
Custos e Despesas Operacionais
E...
EBITDA
O EBITDA no ano 2000 foi de R$ 218,7 milhões, um incremento de
38% de
Margem 28% comp...
Ágio
Em 30 de junho de 2000, a Tele Celular Sul e suas companhias
operadoras c...
Dados Selecionados
4º Trim./00 3º Trim./00 4º Trim./99 ...
TELE CELULAR SUL PARTICIPAÇÕES S.A. E
TELE CELULAR SUL PARTICIPAÇÕES S.A. E CONTROLADAS
...
TELE CELULAR SUL PARTICIPAÇÕES S.A. E
TELE CELULAR SUL PARTICIPAÇÕES S.A. E CONTROLADAS
...
TELE CELULAR SUL PARTICIPAÇÕES S.A. E
E CONTROLADAS
...
of 9

Press Release 4 T00 Tele Celular Sul

Published on: Mar 4, 2016
Published in: Business      Economy & Finance      
Source: www.slideshare.net


Transcripts - Press Release 4 T00 Tele Celular Sul

  • 1. TELE CELULAR SUL PARTICIPAÇÕES S.A. Contatos TELE CELULAR SUL PARTICIPAÇÕES S.A. Ruggero Caterini Diretor de Finanças e de Relações com Investidores Joana Dark Fonseca Serafim Relações com Investidores (41) 312-6862 Jserafim@timsul.com.br Rafael J. Caron Bosio Relações com Investidores (41) 312-6623 rbosio@timsul.com.br Website http://www.timsul.com.br TELE CELULAR SUL PARTICIPAÇÕES S.A. DIVULGA OS RESULTADOS CONSOLIDADOS DO QUARTO TRIMESTRE DE 2000 E RESULTADO ANUAL Curitiba, 19 de março de 2001 – A Tele Celular Sul Participações S.A. (BOVESPA: TCLS3 e TCLS4; NYSE: TSU), Empresa que controla a Telepar Celular S.A., Telesc Celular S.A. e CTMR Celular S.A., operadoras lideres na prestação de serviço móvel celular no Sul do Brasil, anuncia os resultados referentes ao 4º trimestre de 2000 e exercício social findado em 31.12.2000. Em R$ mil 4º Trim/00 3º Trim/00 4º Trim/99 2000 1999 Receita Bruta de Venda de 14.213 9.591 65.250 85.644 166.592 Aparelhos Receita Bruta de Serviços 220.046 208.230 197.743 840.438 691.007 Receita Operacional Bruta 234.259 217.821 262.993 926.082 857.599 Receita Líquida Total 177.305 171.829 211.075 716.887 680.447 EBITDA 67.393 52.076 32.196 218.727 170.387 Margem EBITDA 38% 30% 15% 31% 25% Margem EBITDA sem 41% 32% 22% 34% 32% Vendas de Aparelhos Lucro Líquido 8.246 (3.944) 10.062 15.368 34.332 Lucro por 1000 ações – R$ 0,02 - 0,03 0,04 0,1 1
  • 2. A Administração “A Tele Celular Sul atingiu 1,416 milhão de clientes ao final de 2000. Esse número representa um crescimento de 37% sobre o ano anterior e uma participação de mercado de 75%. Também demonstra que o potencial de crescimento ainda é alto, apesar da crescente competitividade do mercado. A Companhia conseguiu atingir esse crescimento reduzindo os dispêndios com subsídios, ora aplicados de forma seletiva somente para os programas de retenção de clientes. Isto ao mesmo tempo em que no nosso mercado se prática níveis extremamente elevados de subsídios na aquisição de novos clientes”. Market Share A Tele Celular Sul mantêm a liderança do mercado onde atua, encerrando o ano com aproximadamente 75% de Market Share. A taxa de penetração total do mercado foi estimada em 13 acessos celulares por 100 habitantes. Em 31 de dezembro 2000, a Companhia possuía 1.416.484 clientes, sendo 46% usuários do serviço pré-pago. A cobertura dos serviços alcançou 219 municípios, atingindo 78% da população na área de concessão. Receita Operacional A Receita Operacional Bruta de Serviços foi de R$ 840,4 milhões em 22% de 2000, comparada com R$ 691,0 milhões em 1999. No quarto crescimento trimestre de 2000, a Receita Operacional Bruta de Serviços foi de na Receita Bruta de R$ 220,0 milhões, sendo 6% superior à verificada no 3º trimestre/00. Serviços A Receita Operacional Bruta de Vendas de Celulares do ano foi de R$ 85,6 milhões, sendo 51% inferior a registrada em 1999. Tal redução é decorrência da mudança na política mercadológica da Companhia, através da qual a comercialização e distribuição dos aparelhos celulares passaram a ser efetuadas por empresa especializada. Composição da Receita Bruta Operacional Total Composição da Receita Operacional Total 31/12/00 - R$ 926,1 milhões 31/12/99 - R$ 857,6 milhões Outras Outras Vendas de 3,2 Vendas de 12,8 Aparelhos Aparelhos Interconexão 85,6 166,6 136,7 Interconexão 246,4 182,1 408,8 184,4 Assinatura 357,1 Utilização Assinatura Utilização 2
  • 3. Custos e Despesas Operacionais Em R$ mil 4º Trim./00 3º Trim./00 4º Trim./99 2000 1999 Custo dos serviços 88.068 83.253 64.991 316.436 235.805 Custo com a Venda de Celulares 16.018 23.463 91.994 102.930 203.876 Despesas Comerciais 33.273 45.077 35.055 171.941 117.173 Despesas Gerais e Administrativas 11.747 12.926 18.489 48.349 62.108 TOTAL 149.106 164.719 210.529 639.656 618.962 Os Custos e as Despesas Operacionais (Comercialização e Gerais Redução de 60% nos & Administrativas) de 2000 totalizaram R$ 639,6 milhões, gastos com comparados com R$ 618,9 milhões em 1999. subsídios O incremento verificado nos custos e despesas operacionais deve- se basicamente: 1) à expansão da base de clientes, que foi de 37% no ano; 2) aumento nos gastos com depreciação, tendo em vista a aceleração dos investimentos nos períodos recentes; 3) incremento nas despesas de inadimplência, considerando que durante a fase inicial de implementação do novo sistema de faturamento, foram interrompidas temporariamente algumas práticas voltadas à agilização da arrecadação; 4) aumento nas despesas com pessoal, uma vez que o incremento significativo no número de empregados ocorreu ao final de 1999, mas os seus efeitos sobre as despesas deram-se ao longo de 2000. Os custos com as vendas de mercadorias foram de R$ 102,9 milhões, representando uma redução de 50% em relação ao ano anterior, em função da política da Empresa de terceirizar a distribuição e comercialização de aparelhos celulares entre as Custo de revendas (vide item “Receita Operacional”). Aquisição de R$136,00 em 2000 O Custo de Aquisição por Assinante (SAC) do ano foi de R$ 136 e o do 4º trimestre/2000 foi de R$127,00. As Despesas com Baixas e Provisões para Créditos de Liquidação Redução Duvidosa (Bad Debt) no ano foram de R$ 59,0 milhões, um Despesas com Bad incremento de 18% em relação a 1999. No segundo semestre do Debt ano, a Empresa desenvolveu uma série de procedimentos, os quais demonstraram um quadro positivo no quarto trimestre de 2000, como a melhoria da arrecadação e conseqüente redução dos níveis de provisionamento, refletidos principalmente no 4º trimestre, quando essas Despesas foram de R$2,0 milhões, comparadas com R$ 17,0 milhões no trimestre anterior. 3
  • 4. EBITDA O EBITDA no ano 2000 foi de R$ 218,7 milhões, um incremento de 38% de Margem 28% comparado aos R$ 170,4 milhões no ano anterior. EBITDA no 4º Trim./00 O 4º trimestre de 2000, o EBITDA foi de R$ 67,3 milhões, comparados com R$52,0 milhões no trimestre anterior. Tal incremento deve-se ao rigoroso controle dos custos, que resultou principalmente na redução nas despesas com inadimplência e na estabilidade das despesas operacionais, após os ajustes extraordinários inclusos no 3º trimestre/00. A Margem EBITDA anual foi de 31% (ou 34%, sem vendas de aparelhos). No 4º trimestre de 2000, a margem foi de 38%, superando os 30% verificados no trimestre anterior. R$ milhões 80 50% 39,4% 36,5% 40% 60 38,0% 31,5% 30,3% 30% 40 26,1% 67,4 20% 14,1% 15,3% 57,3 57,8 52,1 20 10% 23,3 32,2 45,4 61,1 0 0% 1Q99 2Q99 3Q99 4Q99 1Q00 2Q00 3Q00 4Q00 EBITDA Margem EBITDA (%) Lucro Líquido Lucro de R$ O Lucro Líquido consolidado no ano foi de R$ 15,4 milhões, 8,2 milhões no 4º Trim./00 comparado com R$ 34,3 milhões em 1999. O 4º trimestre apresentou uma performance positiva, com o Lucro Líquido de R$ 8,2 milhões, comparado ao prejuízo de R$ 3,9 milhões do trimestre anterior. Investimentos e Financiamentos A Tele Celular Sul investiu R$204,3 milhões, através de suas 100% das empresas controladas, na ampliação e modernização da sua rede Estações celular, no desenvolvimento de sistemas de informática e na criação Rádio Base são Digitais da TIMnet.com. Para o financiamento do programa de investimentos, foram utilizados recursos oriundos de empréstimos junto ao Eximbank e 89% da BNDES. Também foram emitidas debêntures simples, não dívida é de conversíveis em ações. longo prazo Ao final de 2000, o endividamento líquido era de R$ 255,8 milhões, comparado com R$ 220,1 milhões em 1999. 4
  • 5. Ágio Em 30 de junho de 2000, a Tele Celular Sul e suas companhias operadoras completaram uma reestruturação que resultou na transferência do ágio pago na privatização, da Bitel Participações S.A. , empresa controladora da Tele Celular Sul, para cada uma das companhias operadoras. Esta reestruturação visa o aproveitamento do benefício fiscal estimado em R$203 milhões ao longo de 8 anos, até 2008. O benefício fiscal gerado pela amortização do ágio será capitalizado pela Tele Celular Sul e suas companhias operadoras. Em 31 de dezembro de 2000, a amortização consolidada do ágio, líquida da reversão da provisão para integridade do patrimônio líquido, foi de R$14,3 milhões, gerando o benefício fiscal de R$9,9 milhões. Desta forma, a Administração irá submeter a Assembléia Geral de Acionistas, proposta para aumento de capital da Tele Celular Sul, em benefício da Bitel Participações, no montante equivalente ao benefício fiscal gerado no período. Eventos Adicionais TIM é a única A TIM (Telecom Italia Móbile) adquiriu duas licenças da Banda D, operadora uma para operar na Região II (Brasília e Sul do Brasil) e outra na celular com Região III (São Paulo), em leilão realizado no dia 13 de fevereiro de presença nacional no 2001, pela Agência Nacional de Telecomunicações (ANATEL). Brasil Adicionalmente, a TIM adquiriu no Leilão realizado em 13 de março de 2001, a licença para operar na Região I (que cobre 16 estados no Norte e Leste do País, inclusive o Rio de Janeiro). Este novo cenário cria novas oportunidades para a Tele Celular Sul, tendo em vista a exploração de economias de escala e a geração de sinergias a partir da consolidação da presença do grupo na América do Sul. ___________________________________________________________________ “Este comunicado contém declarações de previsão e/ou estimativas futuras. Tais expectativas são baseadas em uma série de suposições. Estas expectativas estão sujeitas a riscos e incertezas inerentes às projeções e/ou estimativas futuras. Os resultados poderão diferir materialmente das expectativas expressadas nas declarações de previsão e/ou estimativa futuras se um ou mais das suposições e expectativas provarem ser inexatas ou não realizadas.” xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx 5
  • 6. Dados Selecionados 4º Trim./00 3º Trim./00 4º Trim./99 2000 1999 Acum. Acum. Assinantes Total 1.416.484 1.284.520 1.034.266 1.416.484 1.034.266 Pós-pago 757.478 783.250 755.174 757.478 755.174 Pré-pago 659.006 501.270 279.092 659.006 279.092 População estimada da região (milhões) 14,7 14,7 14,7 14,7 14,7 Municípios Atendidos 219 218 216 219 216 Penetração Total estimada 13% 11% 8% 13% 8% Market share 75% 80% 86% 75% 84% ARPU TOTAL 1 R$42 R$44 R$53 R$45 R$56 MOU TOTAL 121 125 155 123 157 Investimentos ( milhões ) R$88 R$59 R$129 R$204 R$298 Adições Líquidas 131.964 79.177 144.122 382.218 423.885 Churn 2 5% 4% 3% 16% 11% Empregados Totais 1.245 1.264 1.156 1.245 1.156 Efetivos 1.175 1.183 1.024 1.175 1.024 Contratados e Estagiários 70 81 132 70 132 Notas: (1) Receita média por assinante ( Líquida e sem venda de aparelhos). (2) Calculado sobre a base média de assinantes. Cálculo do EBITDA Em R$ mil 1 4º Tri/00 3º Tri/00 2ºTri/00 1ºTri/00 2000 Receita operacional líquida 177.305 171.829 173.709 194.044 716.887 Lucro operacional 6.006 (14.225) (5.957) 18.981 4.805 Depreciação 41.475 38.450 33.452 28.349 141.726 Amortização do ágio 6.732 5.072 2.488 0 14.292 Receitas financeiras (8.800) (7.268) (5.532) (6.045) (27.645) Despesas financeiras 21.980 22.795 21.000 19.774 85.549 EBITDA 67.393 44.824 45.451 61.059 218.727 Margem EBITDA (%) 38% 26% 26% 31% 31% NOTA: (1) No cálculo do EBITDA para 3º Trim./00 foram inclusas as despesas extraordinárias não decorrentes do período. Receita Operacional Em R$ mil 4º Trim./00 3º Trim./00 4º Trim./99 2000 1999 Vendas de Aparelhos 14.213 9.591 65.250 85.644 166.592 Utilização 104.378 99.454 99.179 408.722 357.099 Assinatura 42.996 43.596 48.747 182.075 184.452 Uso da Rede (Interconexâo) 70.767 64.352 42.648 246.394 136.663 Outras 1.905 828 7.169 3.247 12.793 Receita Operacional Bruta 234.259 217.821 262.993 926.082 857.599 Tributos e outras Deduções (56.954) (45.992) (51.918) (209.195) (177.152) Receita Operacional Líquida 177.305 171.829 211.075 716.887 680.447 Receita Operac. Líquida de Serviços 165.077 163.615 149.480 642.921 531.256 Receita Operacional Líquida de Vendas 12.228 8.214 61.595 73.966 149.191 xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx 6
  • 7. TELE CELULAR SUL PARTICIPAÇÕES S.A. E TELE CELULAR SUL PARTICIPAÇÕES S.A. E CONTROLADAS Balanço Patrimonial em 31 de dezembro Em milhares de reais Controladora Consolidado 2000 1999 2000 1999 Ativo Circulante Disponibilidades 225 659 8.008 2.019 Títulos e valores mobiliários 14 89.001 65 Contas a receber de clientes 127.638 191.566 Estoques 12.365 44.993 Tributos diferidos e a recuperar 4.069 2.993 29.131 33.829 Dividendos a receber 2.489 1.178 Juros sobre o capital próprio a receber 7.878 10.816 Contas a receber por alienação de bens 10.660 9.305 Outros ativos 1.553 608 17.319 10.934 16.214 16.268 294.122 292.711 Realizável a longo prazo Sociedades controladas 27.928 135.423 Tributos diferidos e a recuperar 725 795 73.335 40.521 Depósitos judiciais 10.683 9.781 Outros ativos 1.762 150 28.653 136.218 85.780 50.452 Ativo permanente Investimentos 760.837 439.922 20 20 Imobilizado 108 30 837.165 791.022 Diferido 244.466 18.319 760.945 439.952 1.081.651 809.361 Total 805.812 592.438 1.461.553 1.152.524 xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx 7
  • 8. TELE CELULAR SUL PARTICIPAÇÕES S.A. E TELE CELULAR SUL PARTICIPAÇÕES S.A. E CONTROLADAS Balanço Patrimonial em 31 de dezembro Em milhares de reais Controladora Consolidado 2000 1999 2000 1999 Passivo e patrimônio líquido Circulante Fornecedores 4.207 4.397 103.459 169.316 Empréstimos e financiamentos 5 39.022 214.991 Salários e encargos sociais 4.544 3.934 6.927 5.980 Impostos e contribuições a recolher 2.877 1.606 28.245 27.127 Participação dos empregados 1.489 1.233 2.263 2.103 Juros sobre o capital próprio 4.882 13.957 8.909 16.077 Dividendos a pagar 9.626 385 10.313 2.984 Sociedades controladas e ligadas 5.899 2.908 Provisão para contingências 631 1.520 Outras obrigações 0 33.524 29.056 199.138 440.098 Exigível a longo prazo Empréstimos e financiamentos 313.763 7.207 Impostos e contribuições a recolher 32.367 10.150 Complementação de aposentadoria 2.132 1.839 2.174 1.880 Sociedades controladas e ligadas 0 0 0 0 Provisão para contingências 502 1.517 3.520 Outras obrigações 75 75 75 75 2.207 2.416 349.896 22.832 Participações minoritárias 142.438 128.628 Patrimônio líquido Capital social 175.772 175.872 175.772 175.872 Reserva de capital 205.603 205.603 Reservas de lucros 111.740 143.399 111.740 143.399 Lucros acumulados 276.966 241.695 276.966 241.695 770.081 560.966 770.081 560.966 RECURSOS CAPITALIZÁVEIS 0 0 0 0 Total 805.812 592.438 1.461.553 1.152.524 8
  • 9. TELE CELULAR SUL PARTICIPAÇÕES S.A. E E CONTROLADAS Demonstração do Resultado Exercícios findos em 31 de dezembro de 1999 e 2000 Em milhares de reais Controladora Consolidado 2000 1999 2000 1999 Receita operacional bruta 926.082 857.599 Deduções da receita bruta (209.195) (177.152) Receita operacional líquida 716.887 680.447 Custo dos serviços prestados e das mercadorias vendidas (419.366) (439.681) Lucro bruto 297.521 240.766 Comercialização (171.941) (117.173) Gerais e administrativas (2.990) (6.004) (48.349) (62.108) Participações em sociedades controladas 8.175 13.658 Outras receitas (despesas) operacionais, líquidas (2.027) (843) (14.522) 6.133 Receitas (despesas) operacionais 3.158 6.811 (234.812) (173.148) Lucro operacional antes dos resultados financeiros 3.158 6.811 62.709 67.618 Receitas financeiras 3.134 8.870 17.463 23.391 Despesas financeiras (2.097) (2.502) (62.619) (23.726) Variações cambiais, líquidas 15.529 32.325 (12.748) (31.853) Lucro operacional 19.724 45.504 4.805 35.430 Receitas (despesas) não operacionais, líquidas 2.130 3.507 (5.823) Lucro antes dos tributos e das participações 21.854 45.504 8.312 29.607 Imposto de renda e contribuição social (4.997) (9.939) 6.320 (529) Participação dos empregados (1.489) (1.233) (2.262) (2.103) Participações minoritárias 2.998 7.357 Reversão dos Juros sobre o Capital Próprio (JSCP) 0 0 0 0 Lucro líquido do exercício 15.368 34.332 15.368 34.332 Lucro líquido por lote de mil ações em circulação (R$) 0,05 0,10 xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx 9

Related Documents